Página inicial
 
Mural de recados
21.06 | Zezé
Tem muita gente animado rumo ao larcedao avante central ...
21.06 | Ze ligado
Warley onde estão vendendo a rifa do carro para ajudar? ...
21.06 |
Espero que a diretoria reveja esse preço dos ingressos, pois se for esse mesmo p ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
17/04/2011
09h12 | esportes - PERNAMBUCANO 2011
(PERNAMBUCANO 2011) -> Náutico x Sport
A partir das 16h, nos Aflitos, em Recife

Há muito mais coisas em jogo no Clássico dos Clássicos deste domingo do que supõe aquele só olhar a tabela. O fato de Náutico e Sport já estarem classificados e, por isso, decidirem poupar do embate alguns de seus titulares que estão pendurados, a fim de entrar com força máxima nas semifinais, não aplaca a importância da partida que começará às 16h deste domingo nos Aflitos.

A começar porque o resultado do clássico, junto com os resultados dos jogos do Santa Cruz e do Porto, definirão os confrontos das semifinais. Os alvirrubros (2º lugar, com 44 pontos) ainda podem ultrapassar os tricolores (1º, com 44) e os rubro-negros (4º, com 37) ainda podem passar a equipe de Caruaru (3º, com 38). Se Santa Cruz e Porto perderem, farão uma das sêmis, independente do outro resultado.

Para além disso e da rivalidade histórica, existem alguns motivos para o Timbu e o Leão se doarem ao máximo pela vitória. Do ponto de vista emocional e da motivação, uma vitória pode devolver a confiança da torcida timbu ao time que tomou uma sapatada do Vasco da Gama, ao mesmo tempo que pode animar o rubro-negro hoje descrente com a campanha abaixo da média da equipe leonina, que perdeu os três clássicos até aqui disputados.

Do ponto de vista técnico e tático, neste duelo entre o melhor ataque e a melhor defesa da competição, cada equipe busca melhorar naquilo que a adversária se mostra mais forte. O Náutico, com 47 gols em 21 jogos (2,23 por partida), ainda busca equilíbrio dentro de seu estilo de jogo. Precisa aliar a sua reconhecida força ofensiva a uma maior consistência na defesa, que sofreu 14 gols nos últimos seis jogos. Independentemente da formação tática, a equipe precisa marcar mais forte, começando desde os atacantes.


Justamente por esse motivo, aliado ao fato de o time ter nove jogadores pendurados, o Timbu pode entrar com três zagueiros, Wescley, Walter e Jorge Fellipe, algo completamente fora de cogitação antes do jogo com o Vasco. Mas Roberto Fernandes, que fez mistério sobre a formação, pode optar por ter dois meias, e Eduardo Ramos (cotado como poupado) entraria na vaga de Wescley, para jogar ao lado de Deyvid Sacconi, que deverá ter a oportunidade de começar como titular, assim como lateral-esquerdo Jeff Silva, os volantes Elicarlos e Rodolfo Potiguar  e o atacante Rogério.

Confira o técnico Roberto Fernandes, o volante Elicarlos e o goleiro douglas

 



Já o Sport, que sofreu 19 gols em 21 jogos (média de 0,9 por jogo), precisa melhorar o seu poder de fogo, colocar mais velocidade na saída de bola e acertar o pé nas finalizações. O time marcou 29 gols, 18 a menos que o Náutico no campeonato, e tem a média de 1,38 tentos por partida.

O técnico Hélio dos Anjos, que também não contou nada sobre como armará a equipe, tende a poupar o meia-atacante Marcelinho Paraíba e o atacante Bruno Mineiro, por estarem com dois cartões amarelos, mas os demais jogadores de função ofensiva deverão atuar, inclusive o pendurado Fabrício. Os outros que devem ficar de fora para prevenir suspensão na semifinal são os zagueiros Alex Bruno e Montoya e o volante Hamilton. Germano pode atuar mesmo pendurado.

Confira entrevista com o zagueiro Igor, presente em 18 dos 21 jogos do Sport no Estadual e provável titular no clássico:



Ainda sobre a questão dos cartões amarelos, curioso é que o Náutico se preparou para ter força máxima neste clássico, esperando que o Central chegasse com chance de classifcação nessa rodada. O objetivo do Timbu, após confirmar a sua própria confirmação, era contribuir para a eliminação do Sport na primeira fase. Mas a Patativa perdeu do Ypiranga, e o Sport se classificou na penúltima rodada. Mesmo não sendo uma decisão, vale muito.

ESCALAÇÕES:

Náutico
Douglas; Wescley (Eduardo Ramos), Jorge Fellipe e Walter; Rodrigo Heffner, Rodolfo Potiguar, Elicarlos, Deyvid Sacconi e Jeff Silva; Rogério e Ricardo Xavier.

Sport
Magrão; Renato, Igor, Astorga e Dutra; Tobi, Daniel Paulista, Wellington Saci e Fabrício (Anderson Paraíba); Carlinhos Bala e Tadeu.


.
 
 
 
eXTReMe Tracker