Página inicial
 
Mural de recados
25.06 | Kaio SGD
Tás assistindo os jogo. Dizer q ele jogou até agora pelo amor de Deus ...
25.06 | Adalgisio
Kaio SDG ou você não assistiu nenhum jogo ou não entende de futebol pra dizer qu ...
24.06 |
Soube que a procura de ingressos foi fraca... Que torcida fraca essa do central ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
20/07/2011
11h58 | esportes - Copa América
Empolgados com feitos recentes, Paraguai e Venezuela lutam por final
Time guarani usa vitória sobre o Brasil, nos pênaltis, como muleta. Já a Vino Tinto ri à toa com sua melhor campanha na história. Jogo é em Mendoza

Matéria do globoesporte.com

 comemoração Paraguai Fred  (Foto: AFP)Paraguai deixou para trás a Seleção Brasileira de Fred e cia. Agora quer a vaga na decisão (Foto: AFP)

De um lado, um Paraguai motivado por ter eliminado o favorito Brasil. Do outro, uma Venezuela empolgada com sua melhor campanha na história. Esse é o panorama para a segunda semifinal da Copa América, nesta quarta-feira, às 21h45m, no estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza. A verdade é que vamos ter pela frente um rival que está cada dia mais forte" Lucas Barrios

Campeão do torneio em 1953 e 1979, o Paraguai chegou para esta edição como um dos favoritos, ao lado de Brasil, Argentina e Uruguai. Ainda não venceu uma partida, é verdade, mas deixou para trás o futebol pentacampeão com um triunfo nos pênaltis. E é nisso que todos no time guarani se apoiam para tentar voltar a vencer e a conquistar uma edição do torneio sul-americano.

- Todos esperavam uma semifinal com as presenças de Brasil e Argentina, mas estamos nós de maneira merecida. E a verdade é que vamos ter pela frente um rival que está cada dia mais forte, um adversário que já enfrentamos e conhecemos - comentou o atacante Lucas Barrios, do Paraguai, elogiando a Venezuela.

Carinhosamente chamada de Vino Tinto, a seleção Venezuela estará em "casa" nesta quarta-feira, já que Mendoza, palco do duelo, é a capital argentina do vinho. Embora já tenha motivo para comemorar com muitas garrafas, os jogadores querem mais. Chegar à final seria a consagração de um trabalho que vem desde 2007, quando o país sediou a Copa América e chegou às quartas de final.

- Estamos muito felizes e orgulhosos. Fizemos história com essa classificação às semifinais, mas agora temos o Paraguai pela frente e queremos mais. Temos atitude e vontade de seguir crescendo. Agora acreditamos ainda mais em nós mesmos - disse o meia César González.

Paraguai e Venezuela já se enfrentaram 20 vezes, com 15 vitórias do time guarani, duas da Vino Tinto e três empates. Contando apenas os encontros em Copa América, os paraguaios levam ampla vantagem com quatro vitórias e um empate. Ou seja, os venezuelanos jamais venceram o rival na competição.

Os dois, por sinal, se encontraram na primeira fase desta Copa América e empataram por 3 a 3, com dois gols da Vino Tinto nos minutos finais.

Giancarlo Maldonado, atacante da Venezuela (Foto: AP)A Venezuela de Maldonado já e a melhor da história do futebol no país (Foto: AP)

Treinos fechados e dúvidas
Os técnicos de Paraguai e Venezuela optaram por treinamentos fechados antes da semifinal da Copa América. Do lado guarani, aliás, as dúvidas do técnico Gerardo Martino são muitas. A começar pela lateral direita, já que o titular Verón deve ser deslocado para a zaga, no lugar de Alcaraz, expulso contra o Brasil.

Temos atitude e vontade de seguir crescendo. Agora acreditamos ainda mais em nós mesmos" César González

Assim, outros dois jogadores disputam vaga pelo lado direito: Pires e Marcos Cáceres. O primeiro tem mais chances, já que esteve em duas partidas na competição. O treinador argentino também tem problema na esquerda. Machucado, Aureliano Torres pode dar lugar a Marecos, caso não se recupere.

Quem também está em fase final de recuperação de um problema na panturrilha direita e pode reaparecer no time é o atacante Roque Santa Cruz. Dessa maneira, Haedo Valdez sairia da equipe titular. Mas nenhuma dessas mudanças foi confirmada pelo treinador da seleção paraguaia.

Do lado venezuelano, o técnico César Farias também não confirmou a equipe. A única coisa que se sabe é que o volante Di Giordi vai entrar no lugar de Rincón, expulso na vitória por 2 a 1 sobre o Chile, nas quartas de final. No ataque, o comandante da Vino Tinto ainda mantém um mistério.

Um dos destaques do time, o atacante Rondón foi reserva na partida do último domingo e deve continuar na mesma condição. De qualquer maneira, há a expectativa de que ele possa entrar no lugar de Maldonado. Mas as chances são pequenas, embora o jogador tenha jogado no segundo tempo do último jogo.

PARAGUAI X VENEZUELA
Justo Villar; Pires (Marcos Cáceres), Paulo da Silva, Dário Verón e Aureliano Torres (Elvis Marecos); Enrique Vera, Cristian Riveros, Victor Cáceres e Marcelo Estigarribia; Haedo Valdez (Roque Santa Cruz) e Lucas Barrios.Vega; Rosales, Perozo, Viscarrondo e Ciquero; Lucena, Di Giorgi, González e Arango; Fedor e Maldonado (Rondón).
Técnico: Gerardo Martino.Técnico: César Farias.
Árbitro: Francisco Chacón (MEX)  Auxiliares: Leonel Leal (CRC) e Humberto Clavijo (COL)
Estádio: Malvinas Argentinas, em Mendoza (Argentina)

.
 
 
 
eXTReMe Tracker