Página inicial
 
Mural de recados
22.02 | Centralino
Só me pergunto porque trouxeram esse raniere e o tal de Rafael 1 meia e 1 volant ...
22.02 | Carlos
O central joga com menos um com esse Luizão eita jogador ruim da porra. ...
22.02 | ailton
este luizão não presta e ruim de maisss ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/01/2018
22h01 | esportes - Sport
Sport vence Atlético Tucumán na estreia de 2018 e fatura mais uma Taça Ariano Suassuna
Contra um adversário desgastado, um Sport sem o ritmo de jogo ideal se apresentou pela primeira vez em 2018. Pela festiva Taça Ariano Suassuna, na Ilha do Retiro, o time pernambucano enfrentou o Atlético Tucumán-ARG e venceu por 2 a 0. Sem muitas novidades em campo a mostrar, o Leão do técnico Nelsinho Batista teve uma atuação apenas discreta neste domingo. Mas os gols de Sander - que nunca havia feito um sequer pelo clube - e Thomás asseguraram o quarto título do torneio para o Leão em quatro edições disputadas.

O Atlético Tucumán entrou em campo na Ilha após amistoso da intertemporada contra o Talleres, na última sexta-feira. Ainda visivelmente cansado o pelo jogo e pela viagem da Argentina até o Recife, o rival rubro-negro não se apressou para ganhar a partida. Assim, sob os olhares de um público pequeno na Ilha, o menor da história da Taça Ariano Suassuna, o Sport se impôs no começo do confronto.

Já com dois minutos, Rogério recebeu passe e chutou em cima do goleiro Batalla. Aos 10, o mesmo atacante quase faz um gol um meia-bicicleta. Logo em seguida, André testou uma bola que passou rente à trave. A melhor chance do Tucumán foi só aos 27, quando Affonso foi pego no contrapé e não aproveitou cruzamento de Rodríguez. 

O Rubro-negro foi premiado pela superioridade. Como elemento surpresa, o lateral-esquerdo Sander fez ultrapassagem na ponta e recebeu de Rogério para inaugurar a contagem, aos 34. Esse corredor esquerdo era, por sinal, o ponto forte do Sport. Mesmo ainda sem se livrar das limitações para definir algumas jogadas, Rogério se tornou um dos destaques da equipe naquele lado. Na proteção de zaga, Anselmo também se destacou.

Únicos reforços que iniciaram na escalação do Leão, Marlone e Pedro Castro tiveram atuações bastante distintas. Enquanto o primeiro procurou fazer tabelas, movimentou-se bem, o segundo perdeu bolas e não foi eficiente na recomposição como segundo volante. O resto do time rubro-negro era mais do mesmo, desta vez ainda com o agravante da falta de ritmo. 
 
 Mais surpreendente mesmo foi a reação da torcida ao ver Rithely nas arquibancadas. Em vez de qualquer hostilidade pela insatisfação do jogador com o clube, que negocia a sua saída para o Internacional. Nesta semana, após expirar atestado médico por uma vasectomia, o atleta tem reapresentação prevista no CT.

Segundo tempo
Para ter mais gás, o Tucumán retornou do intervalo com cinco mudanças. Só aos 14 minutos do segundo tempo, por outro lado, que o técnico Nelsinho Batista começou a promover as substituições no Sport. O Leão esfriou e o seu sistema defensivo do Leão cochilou pela primeira vez na etapa final. Ronaldo Alves e Sander falharam, e Affonso cabeceou por cima de Magrão. A melhor chance para os mandantes ampliarem ficaram nos pés de Lenis, que voltou a ser ineficaz na finalização e, livre, chutou em cima do goleiro. No fim, Thomás, que havia perdido a vaga de titular na partida para Índio, ampliou após boa jogada individual.

Ficha do jogo

Sport
Magrão; Fabrício, Ronaldo Alves, Durval (Léo Ortiz) e Sander; Anselmo, Pedro Castro (Thallyson), Índio (Lenis) e Marlone; Rogério (Thomás) e André. Técnico: Nelsinho Batista.

Atlético Tucumán-ARG
Batalla; Acosta (Romat), Osores, Cabral (Zárate), e Villagra; Álvarez (Milloc), Nuñez (Hechalar) e Grahl (Freitas); Barbona (Melo), Rodríguez (Cuello) e Affonso. Técnico: Ricardo Zielinski. 

Estádio: Ilha do Retiro (Recife-PE). Árbitro: Luiz Sobral (PE). Assistentes: Cleberson Nascimento (PE) e Marcelino Castro (PE). Cartões amarelos: Rogério (Sport); Nuñez, Freitas (Atlético Tucumán). Gols: Sander (34’ do 1T, Sport) e Thomás (46’ do 2T, Sport). Público: 4.933. Renda: R$ 90.475.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker