Página inicial
 
Mural de recados
18.01 | centralino
Tem muito imbecil que tem prazer em vir fazer postagem aqui posando de torcedor ...
18.01 | Willians Maia
Amigos...fico estarrecido como todos os anos e toda troca de Presidente no Centr ...
18.01 | Glauco
Esse conformismo idiota dos torcedores do Central, é o que mais irrita, empatar ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/12/2017
14h33 | esportes - SPORT
SPORT --- Fora da Copa do Nordeste e Sul-Americana em 2018, clube terá prejuízo financeiro
Fora da Copa do Nordeste e da Sul-Americana após cinco anos, o Sport terá que lidar com uma nova realidade no calendário de 2018. Após um ano atribulado e com 80 partidas disputadas, ficando atrás apenas do Flamengo no país com 83 confrontos, a equipe terá apenas o Campeonato Pernambucano no primeiro semestre. Em seguida, disputará a Copa do Brasil e a Série A, totalizando três competições - duas a menos que esta temporada. No máximo, entrará em campo 66 vezes. Ritmo mais lento, mas que também provoca perdas financeiras. 

Por decisão própria, o Leão ficou fora do Nordestão alegando que a disputa da competição não cobre os gastos que o clube tem para jogá-la segundo o presidente Arnaldo Barros. Mas, em 2017, a equipe foi vice-campeã do torneio regional, levando apenas em premiação R$ 2,15 milhões. Juntando a renda dos jogos, o montante sobe para R$ 3,9 milhões.

O prejuízo aumenta também por outro motivo. Após se livrar do rebaixamento à Série B na última rodada e ver o Flamengo ser vice-campeão da Copa Sul-Americana, nessa quarta-feira, o Leão também não conseguiu entrar na disputa internacional. Com isso, quebra uma sequência de cinco temporadas. E também quebra parte do orçamento. Neste ano, o time faturou R$ 5,3 milhões no torneio até ser eliminado nas quartas de final. Com as duas Copas, portanto, o Leão levou R$ 9,2 milhões (veja números mais abaixo).
 
 Previsão de perdas para 2018 
No ano que se aproxima, a Copa do Nordeste adotou critérios técnicos para distribuir as cotas de televisão. Passou a levar em conta o ranking da Confederação Brasileira de Futebol. Com isso, o Sport receberia R$ 1 milhão para jogar apenas a fase de grupos. Em seguida, a premiação seria a cada avanço no mata-mata: quartas de final (R$ 450 mil), semifinal (R$ 550 mi), vice-campeonato (R$ 600 mil), campeão (R$ 1,5 milhão).

Já a Copa Sul-Americana ainda não teve a cota de premiação divulgada. Mas, usando como base o valor de 2017, o Leão, apenas para disputar a primeira fase, levaria aos cofres 250 mil dólares ou R$ 830 mil. Sem esses montantes, a previsão de orçamento do clube para 2018, que acabou sendo negada pelo conselho deliberativo por já ser deficitária, pode ser ainda pior aprofundando a dificuldade de pagamento de salários ou obrigando uma redução de custos.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker