Página inicial
 
Mural de recados
18.01 | centralino
Tem muito imbecil que tem prazer em vir fazer postagem aqui posando de torcedor ...
18.01 | Willians Maia
Amigos...fico estarrecido como todos os anos e toda troca de Presidente no Centr ...
18.01 | Glauco
Esse conformismo idiota dos torcedores do Central, é o que mais irrita, empatar ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/11/2017
08h00 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A - Palmeiras 5x1 Sport - Sofrendo cinco gols no segundo tempo, Leão acabou levando a pior goleada da história para o Verdão
Fosse mais preciso nas finalizações, o Sport poderia ter até saído com um melhor resultado nesta quinta-feira. Tivesse mais pontaria no primeiro tempo, não estaria agora a um triz do rebaixamento. No Allianz Parque, o roteiro da partida foi melancólico para o Rubro-negro. O Leão cansou de perder gols na etapa inicial diante de um Palmeiras que parecia inofensivo. No segundo, porém, o Verdão cresceu, aproveitou suas chances, viu o adversário se desesperar e decretou a derrota pernambucana por 5 a 1 - foi o décimo jogo seguido na temporada e a oitavo consecutivo no Brasileirão sem vitórias. Para escapar da degola, o time de Daniel Paulista deve agora vencer as três rodadas restantes no campeonato.

Num estádio com menos gente que o comum para ver um Palmeiras sem chance de título, talvez frios pela falta de um maior público, os mandantes não se impuseram logo. O Sport teve um início de bem mais positivo. Em intensidade mais alta que a do adversário, mandava no jogo. Com mudanças na escalação, era organizado, marcava bem (quase sem errar os botes) e atacava na boa. Postura muito diferente da derrota na rodada passada, quando perdeu do lanterna Atlético-GO. Muito diferente dos os jogos anteriores que o alçaram para o Z4.

Os volantes Anselmo e Patrick davam sustentação para o Sport tramar as suas jogadas, articuladas por Diego Souza, de volta após defender a seleção brasileira. Mena também era uma válvula de escape importante para as investidas. Logo começou a “blitz” rubro-negra. Com dez minutos, um cruzamento de Raul Prata, desviado pela defesa, obrigou Fernando Prass a fazer uma defesa incrível. André não aproveitou o rebote na sequência. 

O Sport insistia. DS87 quase faz de falta e depois ainda teve uma chance clara, de cabeça. Prata e André também obrigaram o goleiro alviverde a fazer outras intervenções já perto do fim da etapa inicial. Entre os dois lances, Patrick ainda havia ficado livre após escanteio, mas testou errado e a bola subiu. Por sua vez, o Verdão construía só um contra-ataque ou outro, mas nunca levando tanto perigo à meta de Magrão. 
 
 Segundo tempo
No segundo tempo, bastou menos um minuto de jogo para o Sport criar mais uma chance claríssima. Foi a vez de Marquinhos desperdiçá-la, cara a cara com Prass. Seis minutos depois, o Palmeiras teve a primeira grande oportunidade. Sem marcação, Keno tentou tirar de Magrão e chutou para fora. A partir de então, o Leão caiu de ritmo, e o Palmeiras passou a “engolir” os pernambucanos. No lance seguinte, depois de Henriquez sair jogando errado, Deyverson perdeu outra chance para os paulistas, inacreditável.

Foram recados para um o Leão precisava voltar a se defender melhor e aproveitar suas jogadas para não pagar um alto preço. De nada adiantaram os avisos. Aos 11, Dudu cruzou e Deyverson abriu o placar: 1 a 0. O time de Daniel Paulista sentiu o gol.

Acuou-se. Desmoronou. O Palmeiras avançou terreno e ampliou a contagem após escanteio, aos 18, com Luan. Aos 34, Deyverson fez o terceiro em falha de Henriquez. O Rubro-negro tentou reagir só aos 38. Diego Souza diminuiu, de cabeça. Tarde demais. Após Henriquez errar de novo, subindo ao ataque, Dudu fez o quarto, aos 44. Virou goleada. O Sport estava muito exposto. Sofreu o quinto aos 46, feito por Keno.

Ficha do jogo

Palmeiras 5
Fernando Prass; Jean, Edu Dracena (Antonio Carlos), Luan e Michel Bastos; Felipe Melo (Thiago Santos), Tchê Tchê e Moisés (Willian); Keno, Dudu e Deyverson. Técnico: Alberto Valentim.

Sport 1
Magrão; Raul Prata, Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick, Mena (Índio), Marquinhos (Rogério) e Diego Souza; André. Técnico: Daniel Paulista.

Estádio: Allianz Parque (São Paulo-SP). Árbitro: Rafael Traci (PR). Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR). Cartões amarelos: Diego Souza, Anselmo (Sport). Gols: Deyverson (11’ e 34’ do 2T, Palmeiras), Diego Souza (38' do 2T, Sport) Luan (18’ do 2T, Palmeiras), Dudu (44’ do 2T, Palmeiras) e Keno (46’ do 2T, Palmeiras). Público: 18.744. 

DO SUPER ESPORTES PE
 
 
 
eXTReMe Tracker