Página inicial
 
Mural de recados
21.09 | MARCONDES
SERÁ Q O CENTRAL FOSSE PEDIR PRA PREFEITA DAR UMA GERAL NO CT, ELA PELO MENOS MA ...
21.09 | VICTOR HUGO
A PREFEITA É D CARUARU, MAS NÃO FAZ NADA PELOS 2 CLUBES CENTRAL E PORTO, ELA DEV ...
21.09 | Paulo alvinegro
É muito engraçado o presidente do central pra conseguir falar com o prefeito de ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
30/07/2017
10h11 | esportes - Série A
SÉRIE A - Bahia 1x2 Sport - Equipe rubro-negra conseguiu ser superior ao rival e explorou bem os contra-ataques na Fonte Nova


Os desfalques de Samuel Xavier, Rithely, Diego Souza e André não foram problemas para o Sport na tarde deste domingo. Sem os quatro titulares, o Rubro-negro foi conduzido por Everton Felipe e Lenis para bater o Bahia por 3 a 1, dentro da Arena Fonte Nova. Cirúrgico no ataque e seguro na retaguarda (apesar do “apagão” defensivo no início do segundo tempo), o Leão renova o moral após ter apresentado baixos rendimentos das duas últimas partidas da temporada. Com o resultado, continua bem posicionado no G6 da Série A.


Principal articulador da equipe, Diego Souza teve uma substituto à altura. Everton Felipe deixou a ponta, iniciou o jogo mais centralizado, ditou o ritmo no meio de campo e articulou as principais jogadas na função de DS87. O setor estava encaixado também com seus volantes. O reserva Rodrigo, que supria a lacuna deixada por Rithely, e Patrick aplicavam uma marcação sob pressão, já no campo do Bahia.


Por conta do empenho defensivo, o Rubro-negro conseguiu neutralizar o adversário e também roubar a bola que resultou no primeiro gol. Justamente Rodrigo ganhou disputa com Mendonza e tocou para Lenis. Titular graças à ausência de Diego, o colombiano começou sua melhor atuação no ano servindo Everton Felipe na grande área: 1 a 0, aos 18. Gol para coroar o rendimento do prata da casa. O mesmo Lenis perdeu uma chance claríssima para ampliar a vantagem.

Os pernambucanos estiveram mais próximos do segundo gol, enquanto o Tricolor de Aço só conseguiu crescer mesmo de produção no fim do primeiro tempo. Magrão chegou a defender uma meia-bicicleta de Renê Junior. O máximo que fez um aparentemente desinteressado Bahia durante os 47 minutos jogados na etapa inicial.

 

Segundo tempo

Com dez minutos no segundo tempo, o Bahia criou sua melhor chance no jogo. Magrão operou um “milagre” para defender chute de Zé Rafael. Everton Felipe respondeu na sequência. Jean salvou. Porém, ao contrário da etapa inicial, o Sport estava muito relaxado no combate e deu novas brechas ao Tricolor. Aos 13, um cruzamento de Matheus Sales vindo na direita, por onde Mena começava a ser falho, terminou em Rodrigão. O atacante se aproveitou de falha de Ronaldo Alves e deixou tudo igual.

No ataque, Ronaldo Alves se redimiu do erro lá atrás minutos depois. Com 20 jogados, Lenis deu uma de “garçom” de novo e cruzou para o zagueiro empurrar a bola para as redes: 2 a 1. Na frente no placar, o Sport se reestabeleceu defensivamente. Voltou a ser o Sport do primeiro tempo. A equipe ainda botou uma bola na trave do Bahia e não permitiu uma nova reação dos mandantes. Os adversário se atiraram. No contra-ataque, Everton Felipe ainda perdeu um gol cara a cara com Jean. Foi “fominha”, não tocou para Índio e chutou em cima do goleiro. Mas Lenis, o melhor em campo, deixou o dele na aberta zaga adversária depois de cruzamento de Raul Prata.

Ficha do jogo

Bahia 1

Jean; Régis Souza (Juninho), Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Renê Junior, Matheus Sales e Régis (Vinícius); Zé Rafael, Mendoza (Gustavo Ferrereis) e Rodrigão. Técnico: Jorginho.

Sport 3

Magrão; Raul Prata, Henríquez, Ronaldo Alves e Mena; Patrick, Rodrigo (Fabrício), Thomás (Sander), Lenis e Everton Felipe; Juninho (Índio). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.  

Estádio: Arena Fonte Nova (Salvador-BA). Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO). Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO). Cartões amarelos: Juninho, Ronaldo Alves, Thomás, Henríquez, Lenis (Sport); Vinícius (Bahia). Gols: Everton Felipe (18’ do 1ºT), Ronaldo Alvez (20’ do 2ºT) e Lenis (46’ do 2ºT) (S); Rodrigão (13’ do 2ºT (B).  Público: 17.689. Renda: R$ 400.285,50


Do Super Esportes
 
 
 
eXTReMe Tracker