Página inicial
 
Mural de recados
23.07 | Centralino
Tô vendo uma coisa boa nesta reforma trabalhista. As ações contra o Central tend ...
22.07 | VICTOR HUGO
COLOCAR LED NO ESTÁDIO OLINDÃO EM OLINDA E AFOGADOS DA INGAZEIRA, ESSA PROPOSTA ...
22.07 | Franco
Gostei Marcos Leite, Já está na hora de Caruaru ter um clube que honre a cidade, ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
24/06/2017
21h42 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A - Santos 0x1 Sport - Resultado marcou a primeira vitória rubro-negra da história sobre o time paulista, na Vila Belmiro
Foi uma vitória redentora. E merecida, diga-se de passagem. Apresentando um futebol organizado, taticamente perfeito e sólido defensivamente, o Sport soube segurar o Santos, neste sábado, sem sofrer pressão em momento algum. Apesar de desfalcado, o Leão se mostrou uma equipe sem açodamento neste sábado. Ajustado, foi letal quando teve a chance e garantiu os três pontos com gol de Osvaldo, que entrou no segundo tempo. Foi a primeira vitória rubro-negra da história sobre Peixe, na Vila Belmiro.
 
A vitória, inclusive, completou de maneira bastante positiva a sequência de dois jogos do Leão fora de casa, recuperando-se dos dois jogos anteriores em casa sem vitórias. Empate com Atlético-MG e agora vitória sobre o Santos. Quatro pontos longe do Recife que garantiram a saída do Sport da zona de rebaixamento. Os rubro-negros voltam a campo na próxima quarta-feira, para fazer a final do Campeonato Pernambucano contra o Salgueiro, no Sertão. Pela Série A, joga agora somente no domingo, contra o Atlético-PR, na Ilha do Retiro.
 
Marcação mordendo. Time taticamente muito bem postado em campo, setores equilibrados. Os muitos desfalques do Sport para enfrentar o Santos foram supridos à base de muita organização e disposição dos rubro-negros. Sem Rithely, suspenso, e Durval, Samuel Xavier e Osvaldo, poupados pelo desgaste muscular (o trio ficou como opção no banco de reservas), o técnico Vanderlei Luxemburgo optou por Rodrigo, Henríquez, Prata e Lenis, respectivamente. Escalação conservadora, que trouxe ao Leão a manutenção do mesmo bom futebol apresentado contra o Atlético-MG, na última rodada. 
 
Tanto que o Sport fez um primeiro tempo positivo. Bem Fechado, esperando a oportunidade do contra-ataque, o time poderia até ter saído para o intervalo vencendo. A primeira chance, porém, foi do Peixe. Aos 15 minutos, Copete lançou Kayke nas costa de Ronaldo Alves. O atacante saiu de cara com Magrão e  mandou para fora. Aos 20, André enfiou a bola para Lenis, que parou em Vanderlei. No rebote, o mesmo Lenis tentou encobrir o goleiro, mas errou de novo. 
 
Com Diego Souza distribuindo bem o jogo, Everton Felipe apresentando menos erros, Patrick e a novidade Rodrigo marcando forte no meio de campo, o Leão em nenhum momento sofreu pressão. O maior susto da etapa veio no fim. Aos 44, Kayke recebeu Lucas Lima e bateu bonito. Magrão ficou na torcida e a bola foi para fora.

Segundo tempo

O Sport voltou para a etapa final com a mesma postura: marcando bem atrás e tentando se valer da velocidade nos contra-ataques. Diante de um Santos apresentando em muitos momentos certo desinteresse em campo, o Leão foi levando o jogo a seu modo, segurando o satisfatório empate fora de casa. Não, porém, sem tomar sustos. Aos 22, a melhor chance do jogo. Kayke cruzou rasteiro, Magrão cortou parcialmente e, no rebote, Jean Mota, sozinho, isolou. 
 
À vontade na partida, apesar de não criar tantas oportunidades, o Leão chegou ao gol da vitória aos 35 do segundo tempo. Minutos após entrar em campo na vaga de Everton Felipe, Osvaldo aproveitou falha da defesa santista e empurrou para as redes. Em vantagem no placar, o Leão se fechou ainda mais na defesa e, organizado, manteve a vantagem que garantiu os três pontos.
 
Ficha do jogo
 
Santos 0
Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Nogueira e Jean Mota; Renato, Tiago Maia (Vladimir Hernández) e Lucas Lima; Copete, Bruno Henrique e Kayke (Vitor Bueno). Técnico: Levir Culpi.
 
Sport 1
Magrão; Raul Prata (Samuel Xavier), Ronaldo Alves, Henríquez e Sander; Rodrigo (Tallyson), Patrick, Diego Souza, Everton Felipe (Osvaldo) e Reinaldo Lenis; André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
 
Estádio: Vila Belmiro (Santos-SP). Árbitro: Rafael Traci (PR). Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR). Gol: Osvaldo (35’ do2ºT) (S). Cartões amarelos: Lenis. Público: 7.292. Renda: R$ 215.970,00.
 
do super esportes pe 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker