Página inicial
 
Mural de recados
16.10 | MARCONDES
É VERDADE CLEO, SE PESQUEIRA É AZUL E AMARELO ELES USA TODO D AZUL , TEM CABENSE ...
16.10 | VICTOR HUGO
OS 2 CAIXÕES DE PANCADA DA SEGUNDONA, FERROVIARIO DO CABO E CHÃ GRANDE JÁ ESTÃO ...
14.10 | CLEO
EU ACHO Q O PESQUEIRA TEM JOGAR TODO DE AMARELO SÓ O NUMERO AZUL, JÁ TEM MUITOS ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/06/2017
13h58 | esportes - Série A
SÉRIE A - Sport 0x0 São Paulo - Em um jogo marcado por muitos erros de passe, rubro-negros voltaram a tropeçar em casa no Campeonato Brasileiro
Após 21 partidas, o Sport passou em branco pela primeira vez em um jogo na Ilha do Retiro na atual temporada. Mostrando um grave problema de criação ofensiva e erros de passes (57 ao longo do jogo), o Leão não saiu do 0 a 0 com o São Paulo, pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro. Resultado ruim para o Leão, que com oito pontos segue na metade de baixo da classificação. Já o tricolor paulista conquistou seu primeiro ponto como visitante nesta Série A. 
 

No próximo domingo, o Leão terá mais uma chance de se recuperar. Pega o Vitória-BA, também em casa. Provavelmente já com o meia Diego Souza de volta à equipe.
 
O jogo
Ainda sem contar com o camisa 87, retornando da seleção brasileira, o técnico Vanderlei Luxemburgo pela terceira partida consecutiva apostou no esquema com três volantes, com Patrick atuando pela primeira vez na sua função de origem, ao lado de Thallyson e Rithely. Assim, os acertos e erros do Sport foram muito parecidos dos vistos contra Flamengo e Vasco. Com a equipe impondo uma forte marcação, melhorada com o Rithely voltando a atuar mais recuado, no primeiro combate à frente da zaga. 
 
Por outro lado, faltou aos rubro-negros criatividade para armar jogadas ofensivas. Sem um meia de origem, foi criado um buraco na entrada da área são-paulina, que se tornou um terreno morto durante todo o primeiro tempo. Desta forma, restava ao Sport explorar as laterais de campo, com Osvaldo e Thomás se revezando de lado. Muitas vezes em jogadas individuais.

Porém, durante toda a etapa, isso se mostrou muito pouco, com os pernambucanos sendo improdutivos. Ao ponto de assustar a meta do São Paulo apenas uma vez, em uma bola enfiada de Thomás para André chutar para defesa de Renan Ribeiro.
 
Já o São Paulo, apesar de encontrar dificuldades para sair da marcação leonina, foi um pouco mais perigoso, assustando Magrão em chutes de Thomaz e principalmente Lucas Pratto, que tocou longe do alcance do goleiro rubro-negro aos 44 minutos. A bola saiu por pouco. Porém, a impressão é que, se acertasse o último passe, o resultado poderia ter sido diferente.
 
 

Segundo tempo

Sentindo a falta de criação da sua equipe, Luxemburgo fez uma mudança para a etapa final, com o meia Everton Felipe entrando na vaga de Thallyson (o pior do primeiro tempo). E logo de cara, a mudança fez efeito com duas boas jogadas criadas antes do 10 minutos, ambas desperdiçadas por André. Além disso, o Sport passou a ficar mais com a bola no pé. 
 
Com mais força ofensiva, Luxemburgo fez outra mudança aos 19 minutos, com Rogério entrando na vaga de Thomás. A ideia, dessa vez, era voltar a explorar também a velocidade pelas pontas. 
 
Porém, a melhora seria maior se o Sport diminuísse a quantidade de passes errados. Com direito a Luxemburgo dar uma bronca em Everton Felipe após uma invertida mal feita de bola, aos 26 minutos. Erros que também ocorriam do lado do São Paulo e o resultado disso foi uma queda no segundo tempo. Com nenhum dos dois times merecendo balançar as redes, o 0 a 0 acabou sendo justo. Nos minutos finais, Magrão ainda fez um milagre, garantindo o empate.

Ficha do jogo

Sport 0
Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Rithely, Thallyson (Everton Felipe) e Patrick; Osvaldo (Juninho), André e Thomás (Rogério). Técnico: Vanderlei Luxemburgo
 
São Paulo 0
Renan; Éder Militão, Maicon e Lucão; Marcinho, Jucilei, Cícero (Lucas Fernandes), Thomaz (Wesley) e Junior Tavares; Wellington Nem (Gilberto) e Lucas Pratto. Técnico: Rogério Ceni.
 
Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC). Assistentes: Carlos Berkenbrock e Helton Nunes (ambos de SC). Cartões amarelos: Cícero (SP), André (S). Publico: 11.904. Renda: R$ 278.755
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker