Página inicial
 
Mural de recados
18.08 | Patativa
Com certeza essa chapa de Clóvis Lucena irá vencer,a outra só tem liso sem futur ...
18.08 | MARCOS LEITE
NA ELEIÇÃO DO CENTRAL, TEM QUANTOS CANDIDATOS A PRESIDENTE? EIS A QUESTÃO PROCUR ...
17.08 | Ronaldo fonseca
As bate chapas está aí! Qual será a mais benéfica para O glorioso????? De a s ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
03/02/2017
19h26 | esportes - SPORT
SPORT - Clube não contratará substituto para o lateral esquerdo Renê, vendido ao Flamengo
Mesmo com a negociação do lateral-esquerdo Renê para o Flamengo, a diretoria do Sport não irá atrás de outro jogador para repor a posição. A ideia inicial da cúpula leonina é observar o rendimento de Mansur nos próximos jogos da equipe principal, bem como do prata da casa Caio, de 17 anos, que deverá ser utilizado no Campeonato Pernambucano. Mansur, que tem contrato de empréstimo junto ao Atlético-MG até o fim de maio, já assume a titularidade domingo, contra o Juazeirense, fora de casa, pela segunda rodada da Copa do Nordeste.

Já o garoto Caio foi vice-campeão da última Copa do Brasil da categoria sub-17 pelo clube, perdendo a final para o Corinthians. Além disso, no ano passado, chegou a ser convocado para a seleção brasileira sub-18, junto com o goleiro Evandro, o meia Pardal e o atacante Juninho, todos também oriundos das categorias de base do Leão. 

"Quando Renê começou no Sport também era muito criticado, mas depois acabou se destacando ao ponto de ser negociado pelo clube. Além disso, também temos que observar esses meninos. Eles foram convocados para a seleção brasileira e precisam ter espaço no Sport", destacou uma fonte ligada ao clube rubro-negro.

Venda dos direitos econômicos

Com relação à negociação de Renê para o Flamengo, o Sport vendeu os 50% dos direitos econômicos do jogador a que tinha direito. Os outros 50% pertencem ao empresário do atleta, Marcos Portela. Os valores não foram confirmados pela diretoria pernambucana, mas, segundo informações de bastidores, giram em torno de R$ 3,2 milhões, que serão pagos de forma parcelada pelos cariocas.

A diretoria do Sport, por sinal, ainda não definiu o que fará com o dinheiro da venda de Renê. Haverá uma reunião nos próximos dias, mas a definição será do presidente Arnaldo Barros. Uma das possibilidades é investir esse dinheiro na compra de mais 25% dos direitos econômicos do atacante Rogério, para que o jogador permaneça na Ilha. O Leão já possui 25% do atleta, pelos quais pagou R$ 2,5 milhões ao São Paulo no ano passado, com um contrato de empréstimo até maio.

O Tricolor paulista já soliticou o retorno imediato do jogador. Para isso, no entanto, terá que recompensar o Sport, que já informou que só irá liberar Rogério mediante ao pagamento do valor investido no ano passado.
 
do super esportes pe

.
 
 
 
eXTReMe Tracker