Página inicial
 
Mural de recados
15.08 | MARCOS LEITE
RESTA AOS SÓCIOS PROPRIETÁRIOS DO COMÉRCIO, SE UNIR, RESTAURAR E REFORMAR O CLU ...
15.08 | VICTOR HUGO
É VERDADE GUSTAVO, O CENTRALZÃO TEM Q CONSTRUIR SEU CT NINHO DA PATATIVA NO SEU ...
13.08 | Gustavo
O central nao precisa do comercio pra construir uma sede social o terreno ao lad ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
07/11/2016
08h00 | esportes - SÉRIE A 2016
SÉRIE A - Grêmio 0x3 Sport
Sport derrota pela primeira vez gremistas fora de casa e agora precisa de apenas mais uma vitória, nas quatro rodadas restantes, para assegurar permanência
A campanha do Sport no Campeonato Brasileiro não foi a que a torcida rubro-negra esperava. Mas ficará marcada também pela quebra de alguns tabus. Depois de conseguir o primeiro ponto contra o São Paulo, no Morumbi, de voltar a vencer o Cruzeiro no Mineirão após 38 anos, nesta segunda-feira foi a vez do Leão, pela primeira vez na história, dobrar o Grêmio em Porto Alegre. E em grande estilo.
 
Com mais uma partida brilhante do meia Diego Souza, autor de dois gols, os rubro-negros construíram com autoridade o triunfo por 3 a 0, na Arena do Grêmio e praticamente selaram a permanência na Série A. O camisa 87 agora é um dos artilheiros do Brasileiro, ao lado de Fred, do Atlético-MG, com 13 tentos. O outro gol foi anotado por Rogério. 

Com o resultado, o Sport chega a 43 pontos e abre cinco para o Internacional, restando apenas mais 12 em disputa. Não por acaso, os gols leoninos foram aplaudidos pelos poucos torcedores gremistas presentes à partida. O Sport terá agora mais quatro jogos para vencer um e afastar de vez o risco de queda. Bem mais tranquilo na competição, o Leão só volta a campo no próximo dia 16, contra o Cruzeiro, na Ilha do Retiro.

O jogo
Com o Sport tendo quatro desfalques (Samuel Xavier, Rithely, Paulo Roberto e Rodney Wallace) e o Grêmio, focado na final da Copa do Brasil, mandando a campo um time misto, as duas equipes fizeram um primeiro tempo digno dos anos 70. Não pela qualidade do futebol, mas pela rotação lenta das duas equipes. 

Pelo lado do Leão, as ausências foram sentidas porque os pratas da casa Neto Moura e Ronaldo, apesar de não comprometerem na marcação, abusavam nos erros de passe, travando a saída de bola dos rubro-negros. Problema também estendido a Rogério e Everton Felipe, atacantes abertos pela ponta. Além disso, Apodi, na lateral direita, e Ruiz, no ataque, também pareciam sentir a falta de um melhor ritmo de jogo. 

Já os donos da casa, tendo no atacante Negueba a principal válvula ofensiva, mesmo demonstrando pouca pressa em campo, conseguiram ser um pouco melhores em campo. Todas as três melhores chances gremistas saíram dos pés do camisa 77, com direito a duas finalizações e uma assistência para o meia Douglas. O erro vinha na finalização.

Porém, o cenário sonolento era, até certo ponto, bom para o Sport, que tinha como objetivo pontuar em Porto Alegre. Mas o primeiro tempo terminaria melhor do que se poderia imaginar graças, mais uma vez, ao meia Diego Souza. Após começar apagado, jogando de costas para a defesa, o camisa 87 melhorou quando passou a jogar na sua função. De frente para a meta adversária. E no último lance da etapa, premiou os rubro-negros com um golaço, em um chute de fora da área, no ângulo de Marcelo Grohe.
 
 Segundo tempo
Na volta para o segundo tempo, o técnico Renato Gaúcho fez duas modificações no Grêmio (entre elas a saída de Negueba) enquanto Daniel Paulista voltou com a mesma formação no Sport. Mas não houve nem tempo para as equipes se estudarem. Logo no primeiro minuto, Ruiz conseguiu escapar pela direita  e cruzou para Rogério acertar de primeira, novamente sem defesa para Grohe. Outro golaço do Leão na Arena do Grêmio.

Com dois gols construídos praticamente em dois minutos seguidos, o jogo ficou à mercê do time pernambucano, que passou a se fechar a espera de um erro dos donos da casa para encaixar um contra-ataque. De tão tranquila, a partida passou a servir ainda para que Daniel Paulista desse ritmo a outros jogadores que vinham sendo pouco utilizados, como Rodrigo Mancha, Reinaldo Lenis e Serginho. 

Os minutos finais foram sempre com o Sport mais perto de fazer o terceiro do que os donos da casa de diminuir. Com direito a Diego Souza mandar uma bola na trave, após toque por cima de Marcelo Grohe. Seria o terceiro golaço rubro-negro. Mas o placar ainda seria ampliado aos 44 minutos, novamente com Diego Souza, decisivo. O dono do jogo.  

Ficha do jogo

Grêmio 0
Marcelo Grohe; Wallace Oliveira, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Jailson, Douglas e Negueba (Batista); Pedro Rocha (Guilherme) e Henrique Almeida (Ty Sandows). Técnico: Renato Gaúcho.

Sport 3
Magrão; Apodi (Serginho), Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê; Ronaldo (Rodrigo Mancha), Neto Moura, Everton Felipe, Diego Souza e Rogério (Lenis); Ruiz. Técnico: Daniel Paulista.

Local: Arena do Grêmio. Árbitro: Dewson Fernando Freitas (Fifa-PA). Assistentes: Márcio Gleidson Correia e Helcio Araujo Neves (ambos do PA). Cartões amarelos: Matheus Ferraz, Neto Moura, Apodi (S), Negueba, Geromel, Wallace (G). Gols: Diego Souza (45 min do 1º e 44 min do 2º) e Rogério (1 min do 2º).
 
DO SUPER ESPORTES PE 
 
 
Grêmio x Sport Arena do Grêmio Diego Souza Sport gol Diego Souza (Foto: Wesley Santos/ Agência Press Digital)(Foto: Wesley Santos/ Agência Press Digital)
.
 
 
 
eXTReMe Tracker