Página inicial
 
Mural de recados
16.08 | CLEO
O TERRENO ONDE DEVEM CONSTRUIR O CT DO CENTRAL? TÁ JOGADO PRAS COBRAS, COMO SE D ...
15.08 | MARCOS LEITE
RESTA AOS SÓCIOS PROPRIETÁRIOS DO COMÉRCIO, SE UNIR, RESTAURAR E REFORMAR O CLU ...
15.08 | VICTOR HUGO
É VERDADE GUSTAVO, O CENTRALZÃO TEM Q CONSTRUIR SEU CT NINHO DA PATATIVA NO SEU ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
08/09/2016
21h45 | esportes - SÉRIE A 2016
SÉRIE A - Corinthians 3x0 Sport - Leão fica a apenas um ponto da zona de rebaixamento
Com atuações completamente distintas nos dois tempos, sendo superior no primeiro e completamente dominado no segundo, o Sport chegou ao quinto jogo seguido sem vitórias (computando-se também a Sul-Americana), ao perder para o Corinthians por 3 a 0, nesta quinta-feira, em São Paulo, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Resultado que volta a ligar a luz de alerta entre os rubro-negros. Com 27 pontos, o Leão está a apenas um da zona do rebaixamento. No próximo domingo, na Ilha do Retiro, um novo reencontro contra o Santa Cruz. No oitavo e último Clássico das Multidões do ano que marcou o centenário do confronto.

Para a partida contra o Corinthians, o técnico Oswaldo de Oliveira mandou a campo a equipe definida desde a última segunda-feira, com cinco alterações com relação ao time que perdeu a classificação na Sul-Americana para o Santa Cruz. Entre as principais novidades, as presenças do volante Neto Moura, que não atuava há quatro meses, e do atacante colombiano Ruiz, que ganhou sua primeira oportunidade como titular. 

Porém, a principal mudança foi de postura. Com uma marcação implacável, tanto na saída de bola adversária, quanto no seu campo de defesa, os rubro-negros praticamente não deixaram o Corinthians jogar no primeiro tempo e foram melhores em toda a etapa. Tanto que o primeiro chute paulista só veio aos 20 minutos, enquanto a única chance real, apenas aos 45, com Giovanni Augusto, concluindo por cima. 

Com os espaços fechados ao Corinthians, faltou ao Sport, no entanto, um maior poder de definição quando tinha a posse de bola. A rigor, o Leão teve apenas uma chance de marcar e fazer justiça no marcador. Na oportunidade mais clara da etapa inicial, Diego Souza, sozinho, cabeceou em cima do goleiro Cássio, após boa jogada individual de Samuel Xavier.

E a falta de uma maior qualidade ofensiva se deu basicamente pelas atuações apagadas de Éverton Felipe e Gabriel Xavier pelos lados de campo, facilmente desmarcados e com erros de passes em demasia. O que sobrecarregou Diego Souza na função de pensar o jogo rubro-negro e obrigou Ruiz a se distanciar da área para receber a bola.

Queda
Para o segundo tempo, o técnico corintiano Cristovão Borges resolveu reforçar o setor ofensivo sacando o volante Cristian e promovendo a estreia do atacante Gustavo. Pelo lado do Sport, Oswaldo de Oliveira, satisfeito, voltou com o mesmo time. A mudança dos donos da casa foi o suficiente para desarrumar a então firme marcação pernambucana. Que de intransponível acabou sofrendo três gols em 16 minutos na etapa final

O primeiro logo aos dois minutos. Em falha de posicionamento leonino, o meia Rodriguinho, sem marcação dentro da área, cabeçou sem defesa para Magrão. Desnorteada e ainda procurando se reencontrar, a defesa do Sport voltaria a falhar aos oito minutos, em novo cruzamento pela direita, para o lateral Léo Príncipe se antecipar a marcação, e aos 16, em cobrança de escanteio, com Vílson ganhando de cabeça e ampliando para 3 a 0, sacramentando a vitória corintiana. E ligando mais uma vez o alerta do risco de rebaixamento no Sport. 

Ficha do jogo

Corinthians 3
Cássio; Léo Principe, Vílson, Yago e Uendel; Cristian (Gustavo), Camacho (Willans), Giovanni Augusto (Jean), Rodriguinho e Marlone; Lucca. Técnico: Cristovão Borges.

Sport 0
Magrão; Samuel Xavier (Apodi), Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Neto Moura, Gabriel Xavier (Edmilson), Diego Souza e Éverton Felipe (Rogério); Ruiz. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Local: Arena Corinthians, em São Paulo. Árbitro: Michael Correia (RJ)
Assistentes: João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ) e Marcelo Aparecido de Souza (SP). Gols: Rodriguinho (2 min do 2º), Léo Principe (8 min do 2º) e Vilson (16 min do 2º). Cartões amarelos: Vílson, Yago (C), Durval, Gabriel Xavier (S).
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker