Página inicial
 
Mural de recados
28.04 | Antonio
Esse Danilo Costa parece ser um monstro na zaga ...
28.04 | Anderson
Esse zagueiro Danilo parece ser um bom jogador para a nossa PATATIVA!!!! ...
28.04 | Gabriel
O Central precisa de um bom plano de marketing, filmar bastidores, como é a roti ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
28/08/2016
22h03 | esportes - SÉRIE A 2016
SÉRIE A - Sport 1x1 Internacional - Leão joga mal e consegue o empate no fim da partida com gol de herói improvável
Oferecimento: Drogaria Vitória

O Sport sentiu muito as ausências nesta domingo na Arena Pernambuco diante do Internacional. Dentro de campo não ter Diego Souza, Rodney Wallace e Rogério pesou muito. Faltou criatividade e velocidade. Fora da quatro linhas, os vazios nas cadeiras da Arena de Pernambuco também fizeram a diferença. Principalmente, porque vaiar o juiz se tornou mais importante do que apoiar o time. Isso tudo por conta de um pênalti polêmico. Soma de fatores que tomaram porporção de uma multiplicação. O resultado só não foi pior porque um herói improvável apareceu. Vinícius Araújo, que não entrava no time há mais de um mês e perdeu um gol incrível assim que entrou, salvou o Leão da derrota e definiu o placar em 1 a 1. 

Sem seu principal jogador, mais uma vez a responsabilidade de armar o time foi dividida e mais uma vez não foi assumida. Rithely e Everton Felipe estiveram longe do seu melhor. Bem longe. Gabriel Xavier foi o mais voluntarioso, mas também não atendeu às expectativas. Errou muito e só compensou pela vontade. Estes fatores não foram sentidos logo no início da partida, mas sim quando os donos da casa já perdiam por 1 a 0. 


Aos oito minutos, Seijas começou e terminou a jogada que abriu o placar. Em um toque de primeira lançou William na ponta direita e correu até a área para receber a bola de volta. Paulo Roberto ajudou, já que não conseguiu cortar a bola e deixou o venezuelano dominar com tanta calma que foi logo driblado. Para evitar a finalização, o volante leonino teve que tocar em Seijas, não o bastante para derrubá-lo, mas o suficiente para que o meia fingisse bem e levasse o árbitro Grazziani Maciel Rocha ao erro. Seijas cobrou a penalidade com perfeição. Colocou a bola no lado oposto que Magrão. Isso tudo com menos de 10 minutos de partida. 

A partir deste lance, a torcida se preocupou mais em pegar no pé do árbitro carioca do que em apoiar o time. Faltou um empurrão da arquibancada para uma equipe que estava desfalcada do seu maestro, Diego Souza, e da sua válvula de escape, Rogério. Somado às más atuações de Rithely e Everton Felipe, que poderiam ajudar a mudar a situação, o que se viu em campo foi um time perdido e sem criatividade. A única grande chance do Sport na primeira etapa foi um chute de fora da área de Edmílson que o goleiro Danilo Fernandes espalmou para o meio da área e a defesa conseguiu cortar com tranquilidade. 

Para completar a "lua de mel" da torcida leonina com o árbitro, Gabriel Xavier foi empurrado dentro da área em um lance tão bobo quanto o marcado a favor do Internacional. Ele não marcou o pênalto e levou a torcida à loucura. Foi neste momento em que os rubro-negros mais gritaram na partida. Um erro claro de prioridade.

Segundo tempo
Oswaldo de Oliveira como sempre esperou para mexer no time. Fazer isso no intervalo parece ser proibido para o treinador. Não houve mudança e o Sport manteve a mesma inércia no começo da partida. A grande chance da segunda etapa foi do Internacional. Ronaldo Alves deu um passe rídiculo e Ariel, que havia entrado há poucos segundos, ficou frente a frente com Magrão. O atacante do Internacional pareceu não acreditar no presente que havia recebido e praticamente devolveu a bola ao chutar fraco para fácil defesa do camisa 1. 

O desespero para pelo menos alcançar o empate fez Oswaldo colocar Ruiz e Vinícius Araújo em campo. E quase deu certo logo de cara. No primeiro lance, após um corte de Apodi, a bola sobrou para Vinícius na entrada da área e sem marcação ele não teve calma para finalizar corretamente e jogou a bola para fora. 

O jogo parecia perdido já que o Sport atacava sem ser eficaz, mas o lance salvador veio aos 44 minutos do segundo tempo. Em bola lançada na área, Vinícius Araújo ficou com a sobra e se redimiu por todos os lances perdidos do ano. Marcou o gol de empate e salvou o Leão de uma derrota para uma equipe que não vence ninguém na Série A há 14 jogos. Aliviou o clima para a partida contra o Santa Cruz na próxima quarta-feira, pela Copa Sul-Americana. 

Sport
Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê (Vinícius Araújo, aos 24’ do 2ºT); Paulo Roberto, Rithely e Gabriel Xavier; Mark González, Everton Felipe(Apodi, aos 10’ do 2ºT) e Edmílson (Ruiz, aos 21’ do 2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Internacional
Danilo Fernandes; Ceará, Paulão, Ernando e Artur; William (Fernando Bob, aos 37’ do 2ºT) Rodrigo Dourado, Fabinho (Eduardo, aos 21’ do 2ºT) e  Seijas; Valdivia e Sasha (Ariel, aos 15’ do 2ºT). Técnico: Celso Roth.

Data: 28/8/16
Estádio: Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Eduardo de Souza Couto  e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (ambos do RJ)
Gols: Seijas, aos 8’ do 1ºT (INT); Vinícius Araújo, aos 44’ do 2ºT (SPO)
Cartões amarelos: Paulo Roberto, Apodi, Vinícius Araújo e Matheus Ferraz (SPO); Fabinho, Rodrigo Dourado, Fernando Bob, Ariel e William (INT)
Expulsão: Oswaldo de Oliveira (SPO)
Público: 7.491
Renda: R$ 130.865
 
DO SUPER ESPORTES PE 
 
 
Sport x Internacional (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press) (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
.
 
 
 
eXTReMe Tracker