Página inicial
 
Mural de recados
20.09 |
Náutico chega na cidade e tem apoio popular e da prefeitura, o problema é o Cent ...
20.09 | Ze ligado
É muito interessante mesmo, a prefeita recebe os dirigentes do náutico enquanto ...
20.09 | Centralino
Lembro-me de chegar a ver neste site de notícias, as primeiras informações sobre ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
09/08/2016
10h07 | esportes - SPORT
Zagueiro Durval amarga sequência inédita no banco desde retorno ao Sport
SPORT

DO GLOBOESPORTE.COM/PE 

Nos dois últimos jogos, o torcedor do Sport foi apresentado a uma situação incomum: ver Durval no banco de reservas. Desde que voltou ao Leão, no início da temporada 2014, isso não havia acontecido. Sempre que foi relacionado até as duas rodadas mais recentes da Série A, o zagueiro foi titular. E na esmagadora maioria das vezes, atuou em todos os minutos do jogo.

 

Nesta temporada, por exemplo, antes de ficar na reserva nas partidas contra o América-MG e Figueirense, Durval esteve presente em quase todos os jogos do Leão. Só ficou de fora por questões físicas ou por suspensão (além de ter sido preservado, como todos os titulares, dos duelos da Copa do Brasil). E não havia sido substituído uma única vez. Jogou 90 minutos de todas as partidas que participou - a única exceção foram os 120 minutos da semifinal do Campeonato Pernambucano, contra o Salgueiro, que foi para a prorrogação antes da decisão nos pênaltis.

Ao todo, Durval jogou 34 partidas em 2016, até o momento, e marcou dois gols. Atuou durante mais de 3 mil minutos.

 

Oswaldo de Oliveira deu a entender que o jogador não voltaria imediatamente ao time por questões físicas. Depois do jogo contra o Cruzeiro, que não jogou por conta de dores na região próxima ao joelho direito, o jogador foi para o banco de reservas e seria reintegrado ao time titular gradativamente. Nas duas partidas seguintes, porém, foi liberado para atuar normalmente - mas sequer entrou em campo.

Histórico de regularidade

Nestes dois jogos, diante de América-MG e Figueirense, Ronaldo Alves e Matheus Ferraz compuseram a zaga titular. Resta saber se os dois continuarão na equipe para o jogo do próximo sábado, contra o Flamengo, ou se o ídolo da torcida retomará o posto que durante tanto tempo foi incontestavelmente seu.

 

Em 2015, Durval disputou 67 jogos oficiais e marcou um gol. Em todo esse período, só foi sacado uma vez antes do fim da partida. E mesmo assim, por lesão: foi substituído aos três do segundo tempo por Everton Páscoa, na 31ª rodada do Brasileirão, contra o Atlético-MG, em casa. Só não jogou quando esteve machucado, foi poupado ou esteve suspenso.

Em 2014, o ano de seu retorno ao clube, fez menos jogos do que em 2015. Mas também não esteve no banco. Sempre que foi relacionado, atuou como titular. No total, foram 54 partidas disputadas (dois gols marcados). Só não completou duas delas: foi expulso contra o Corinthians, na sétima rodada da Série A, e substituído em um jogo contra o Santa Cruz, pela Copa do Nordeste, em que o Leão venceu por 2 a 1. E também porque sentiu dores.
 
 
Durval Sport (Foto: Aldo Carneiro/ Pernambuco Press)Durval (Foto: Aldo Carneiro/ Pernambuco Press)

 


...
 
 
 
eXTReMe Tracker