Página inicial
 
Mural de recados
20.07 | Carlos
É verdade patativa é muita decepção, era melhor fechar as portas do que tanta hu ...
20.07 | Patativa
É o fim da picada até a piscina do central foi penhorado,o que é que falta acon ...
20.07 | Warley Santos (Respondendo José Arruda)
Caro José Arruda O PE SUB-20 vai começar no próximo dia 29 de julho ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
07/08/2016
14h05 | esportes - SÉRIE A 2016
SÉRIE A - Figueirense 1x1 Sport - Rubro Negro fecha turno fora do Z4
Na primeira partida sem contar com o meia Diego Souza, suspenso, o Sport sofreu, mas conseguiu chegar a 5ª rodada consecutiva sem derrotas no Campeonato Brasileiro. Após sair atrás do placar, os rubro-negros arrancaram o empate por 1 a 1 com o Figueirense, no Orlando Scarpelli, fechando a primeira metade do Campeonato Brasileiro com 23 pontos e fora da zona de rebaixamento. No próximo sábado, o Leão abre os jogos de volta contra o Flamengo, na Ilha do Retiro, dessa vez com o seu principal jogador em campo.

Sem Diego Souza, o técnico Oswaldo de Oliveira preferiu mexer na estrutura da equipe, optando pela velocidade na saída de bola para o ataque. Assim, o centroavante Edmilson saiu do time para a entrada do chileno Mark González. Com isso, Rogério passou a atuar como único atacante de ofício. Para a vaga de Diego Souza na criação das jogadas, o treinador leonino fez o esperado escalando Gabriel Xavier. 

O problema, no primeiro tempo, é que as peças escolhidas não renderam o esperado. Tanto Gabriel Xavier, quanto Mark González começaram discretos na partida. Apenas Éverton Felipe apareceu mais, com uma postura um pouco mais agressiva. Com isso, a falta do DS87 foi sentida. 

Do outro lado, porém, o Figueirense, também desfalcado do seu principal jogador, no caso o atacante Rafael Moura, também ameaçou pouco o goleiro Magrão. Assim, a primeira etapa acabou sendo fraca tecnicamente, truncada, com muita marcação e poucas chances de gol. Apenas uma boa sequência de lances aos 31 minutos a favor do Sport ameaçou tirar o zero do placar. Muito pouco em 47 minutos de futebol.
 
 Segundo tempo
A falta de emoção no primeiro tempo acabou de forma imediata no segundo. Logo aos 52 segundos, a defesa do Sport, a essa altura já sem Serginho, que deu vaga para Rodrigo Mancha no intervalo, cometeu vacilos seguidos e foi castigada por isso. 

Após Carlos Alberto ter chute travado, a bola sobrou limpa para Maurides, sem marcação na entrada da área. Magrão defendeu, mas no rebote o mesmo Carlos Alberto chegou antes de Samuel Xavier para abrir o marcador. Aos sete, por pouco a falta de atenção defensiva do Leão não causa outro estrago, com Magrão defendendo chute de Marquinhos Pedroso.

A vez do Leão
Após esse lance, o Figueirense passou a adotar uma postura mais resguardada, esperando o Sport, que por sua vez seguia com dificuldade na armação das jogadas, com Gabriel Xavier e Mark González apagados. Só aos 23 minutos, o goleiro Thiago Rodrigues foi acionado, após boa jogada individual de Rogério e Gabriel Xavier finalizar em cima do arqueiro. 

Só aos 31, Oswaldo modificou o time ao colocar em campo dois centroavantes, com as entradas de Túlio de Melo e Edmílson nas vagas de González e Everton Felipe. E na base do abafa, o time pernambucano conseguiu o empate, com direito a colaboração dos donos da casa, após Marquinhos derrubar Rogério, de costa para o lance, dentro da área. Túlio de Melo converteu o pênalti. Logo em seguida, por pouco não vem a virada, com a outra mudança promovida por Oswaldo. Porém, de frente para a meta, Edmilson parou em Thiago Rodrigues. Diante do futebol apresentado pelas duas equipes, o empate acabou sendo justo. E um bom resultado para o Leão.

Ficha do jogo

Figueirense 1
Thiago Rodrigues; Jefferson, Marquinhos, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Elicarlos, Jackson Caucaia, Dodô e Carlos Alberto (Yago); Rafael Silva (Lins) e Maurides. Técnico: Argel Fucks.

Sport 1
Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Serginho (Rodrigo Mancha), Éverton Felipe (Edmilson), Gabriel Xavier e Mark González (Túlio de Melo); Rogério. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC). Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP). Assistentes: Márcia Bezerra Lopes Caetano (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP). Gols: Carlos Alberto (52s do 2º tempo) e Túlio de Melo (36 min do 2º tempo). Cartões amarelos: Serginho, Rithely, Éverton Felipe (S), Dodô, Jackson Caucaia, Carlos Alberto, Marquinhos Pedroso (F). Público: 5.714. Renda: R$ 55.755,00.
 
DO SUPER ESPORTES PE 
 
 
 Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife.

.
 
 
 
eXTReMe Tracker