Página inicial
 
Mural de recados
22.06 | Paulo alvinegro
Pois é patativa também dei a viagem perdida não tinha ingresso nenhum na sede o ...
22.06 | Patativa
O central e seu amadorismo fui até o lacerdao nesta quinta feira comprar meu ing ...
22.06 | José
Boa tarde Warley, Se caso o central empatar essa partida, ele ta classificado ? ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
26/06/2016
21h24 | esportes - SÉRIE A 2016
SÉRIE A - Sport goleia a Chapecoense (5x1) e deixa a zona de rebaixamento
 gol_sport_chapeDN_770FOTO: DIEGO NIGRO/JC
 
Era a vitória que o Sport precisava para se firmar no Brasileiro. Foi com uma atuação quase perfeita que o Leão goleou a Chapecoense por 5 a 1, neste domingo, na Ilha do Retiro. O crescimento da qualidade do futebol apresentado pelo time levou à atual sequência de três jogos sem derrotas. A recompensa foi a saída da zona de rebaixamento, onde o Leão estava desde a sétima rodada. Agora, a equipe é a 16ª colocada na classificação.

O técnico Oswaldo de Oliveira apostou na manutenção da base do time que empatou com o São Paulo na rodada passada. Não pôde contar com Serginho, mas escalou Rodrigo Mancha, de características semelhantes. Ele não promoveu a estreia de Rogério como titular como se esperava e manteve a improvisação de Rodney Wallace na lateral esquerda, mesmo tendo Renê novamente à disposição. 

O resultado foi que o Sport apresentou a mesma segurança do jogo passado, mantendo a posse de bola e marcando forte a partir do meio campo. A aposta na ofensividade de Rodney Wallace foi recompensada, com um gol marcado logo cedo, aos nove minutos. Ele tentou cruzar, mas acabou acertando o gol de Danilo, abrindo o placar e dando ainda mais tranquilidade para o Leão na partida. Por outro lado, a Chapecoense sentiu o gol sofrido, parecendo perdida em campo.

O primeiro tempo do Sport foi correto, mas com alguns erros pontuais. Rodney Wallace, mesmo com gol, deixou o lado muito exposto na defesa e errou algumas bolas decisivas no ataque. Everton Felipe foi outro que poderia ter contribuído para uma partida melhor do Leão. Apesar dos dribles e da boa movimentação sem a bola, pecava ao não conseguir fazer o principal na sua posição, que é levar a bola a quem está mais à sua frente.

A Chapecoense voltou para o segundo tempo com uma proposta de jogar mais velocidade. Ananias entrou para jogar aberto pela direita, com Silvinho na ponta esquerda - e Bruno Rangel centralizado. A mudança surtiu efeito imediato. Na primeira jogada da etapa final, com um minuto apenas, Ananias foi lançado nas costas de Durval. Dentro da área, ele tocou na saída de Magrão e empatou o jogo. 

Mas o desempate veio rápido, antes que a Chapecoense pudesse endurecer o jogo para o Sport. Aos nove minutos, após cobrança de escanteio, Rithely colocou o Leão na frente. O lance foi capital. Se por um lado o time visitante veio para a etapa final para jogar em velocidade, por outro, acabou se abrindo. E o Rubro-negro se aproveitou muito bem disso, matando jogo em contra-ataques muito bem estruturados. 

Primeiro, aos 12, com Gabriel Xavier puxando o contragolpe. Ele tocou para Rodney Wallace que invadiu a área e bateu cruzado. O goleiro Danilo defendeu, mas a bola bateu no zagueiro e entrou. Aos 18, foi a vez de Everton Felipe descer em velocidade com a bola dominada. Ele deixou para Samuel Xavier, que cruzou para Diego Souza, no meio da área, mandar um belo voleio para o gol. 

O Sport manteve o amplo domínio da partida. Com a vantagem no placar, administrava o jogo, segurando bem as descidas da Chapecoense e aproveitando os espaços que o time visitante seguida cedendo. Aos 32, Ronaldo, que havia acabado de entrar, teve a tranquilidade para dominar e arriscar de fora da área, marcando o quinto gol do Leão. 

Crescimento
O placar elástico construído pelo Sport foi consequência do crescimento do time no segundo tempo. O que não havia funcionado tão bem na etapa inicial, correu perfeitamente no complemento. Mesmo com um jogador em cima do seu setor, Rodney Wallace não cedeu tantos espaços e ainda chegou no apoio ao ataque, como aconteceu no terceiro gol. Everton Felipe também foi mais produtivo, acertando mais as jogadas, como a que resultou no quarto tento. No geral, foi uma boa apresentação coletiva do Rubro-negro, com todos os setores atuando bem coordenados, aproveitando as chances criadas, o que também foi importante para a vitória.  

Ficha do jogo

Sport 5
Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Rodrigo Mancha (Ronaldo), Diego Souza (Clayton), Everton Felipe e Gabriel Xavier; Edmílson (Rogério). Técnico: Oswaldo de Oliveira

Chapecoense 1
Danilo; Gimenez, Marcelo, William Thiego e Claudio Winck; Josimar, Cleber Santana, Rafael Bastos (Arthur Maia) e Lucas Gomes (Ananias); Silvinho (Neném) e Bruno Rangel. Técnico: Emerson Cris

Estádio: Ilha do Retiro. Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA). Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR). Gols: Rodney Wallace (aos 9 min do 1°T), Ananias (1 min do 2°T), William Thiego (contra, aos 12 min do 2°T), Diego Souza (aos 15 min do 2°T) e Ronaldo (aos 32 min do 2°T). Cartões Amarelos: Silvinho, Lucas Gomes (C), Rodrigo Mancha, Gabriel Xavier e Ronaldo (S). Público: 8.743. Renda: R$ 125.290,00.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker