Página inicial
 
Mural de recados
19.09 | cleo
QUARTA DIA 20 , AS 16HS NO ANTONIO INÁCIO PORTO X DECISÃO D BONITO, VAMOS GANHAR ...
18.09 | MARCONDES
O PORTO MOSTROU Q TRABALHO E ORGANIZAÇÃO DÃO BONS FRUTOS, ESPERO Q O CENTRAL SE ...
18.09 | MARCOS LEITE
PARABENS O PORTO FEZ BARBA E CABELO COMO SE DIZ NA GIRIA DO FUTEBOL, GANHOU SÁBA ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
15/06/2016
10h35 | esportes - SÉRIE A 2016
SÉRIE A - Santos 2x0 Sport - Rubro Negro segue na zona de rebaixamento
O tabu está mantido e com isso a zona de rebaixamento também. Amplamente dominado no primeiro tempo, mas derrotado de fato no segundo, o Sport manteve a sina de nunca vencer na Vila Belmiro contra o Santos ao perder por 2 a 0 nesta quinta-feira, permanecendo mais uma rodada entre os quatro piores do Campeonato Brasileiro, dessa vez na vice lanterna. Os santistas contaram com o retorno do atacante Gabriel e do meia Lucas Lima, ambos de volta da seleção brasileira. Zerado dos dois jogos fora de casa contra Coritiba e Santos, o Sport volta a jogar na Ilha do Retiro, no próximo domingo, contra o Fluminense.

Para a partida, o técnico Oswaldo de Oliveira mandou a campo a mesma estrutura utilizada nas últimas partidas, com mudanças de peças apenas por obrigação, com o prata da casa Oswaldo entrando na zaga e Luiz Antônio compondo a marcação no meio de campo. Na lateral direito, Samuel Xavier retornou de suspensão. Mas a verdade é que poucas vezes nesse Brasileiro se viu um primeiro tempo com tamanha superioridade de um time sobre o outro. No caso, do Santos sobre o Sport.

O placar em branco ao final do primeiro tempo se deve exclusivamente as falhas de finalização dos donos da casa. De acordo com o Footstats, foram 64% de posse de bola do Santos contra apenas 38% do Sport. Porém, a impressão era de que esse número foi bem maior. Marcando muito atrás e à distância, os rubro-negros praticamente apenas assistiram os paulistas jogarem. E torceram. 

Ao todo, foram 11 finalizações do Santos, sendo que oito com chances reais de abrir o placar. Quando não errava na finalização, o Peixe parava no goleiro Magrão, o único que se salvou no Sport. Foram pelo menos três defesas difíceis do camisa 1. A melhor delas em um chute de fora da área, do volante Renato. O Sport? Com Gabriel Xavier, Everton Felipe e até Diego Souza pouco produzindo nas vezes em que conseguiu ter a posse de bola, se resumiu a um chute de Edmilson, já aos 45 minutos. No final, o placar em branco valeu como goleada para os leões.

Segundo tempo 
Apesar do massacre de oportunidades, foi o Santos que voltou com mudanças para a etapa final, com a entrada de Lucas Lima na vaga do atacante Joel, um dos que cansou de perder gols no primeiro tempo. Já Oswaldo de Oliveira seguiu a sua linha de segurar as substituições. Ao menos, na postura o Sport voltou diferente, com a marcação mais adiantada, o que dificultou mais as coisas para os santistas, que diminuíram a pressão. Além disso, levou o time pernambucano a ficar um pouco mais com a posse de bola.

Tanto que a primeira chance dos donos da casa só surgiu aos 20 minutos. Mas dessa vez foi fatal. Após bola enfiada na área, Lucas Lima ganhou de Oswaldo na marcação e cruzou para Gabriel, dentro da pequena área, completar para o gol, abrindo o placar de forma merecida.

O gol sofrido não mudou a postura do Sport em campo. Tanto que até os 30 minutos, a única mudança do técnico leonino foi burocrática, com a entrada de Rodrigo Mancha na vaga do pendurado Luiz Antônio. E assim, os rubro-negros seguiam sem ser dominados e até criando oportunidade. Aos 28, Edmilson passou no meio de três defensores, entrou na área e tocou por cima de Vanderlei e da barra, na melhor chance do Leão na partida. 

Nos minutos finais, os rubro-negros chegaram a exercer uma pressão, perderam uma boa oportunidade com Lenis, mas quem voltaria a marcar seria o Santos, com Vítor Bueno, sacramentando a 5ª derrota do Sport no Brasileiro. .

Ficha do jogo

Santos 2
Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Luiz Felipe e Caju (Yuri); Thiago Maia, Renato, Léo Cittadini (Paulinho) e Vítor Bueno; Joel (Lucas Lima) e Gabriel. Técnico: Dorival Júnior.

Sport 0
Magrão; Samuel Xavier, Oswaldo, Durval e Renê; Rithely, Luiz Antônio (Rodrigo Mancha), Gabriel Xavier (Clayton), Diego Souza e Éverton Felipe; Edmilson (Lenis). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Local: Vila Belmiro. Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS). Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor (RS) e Fabiano da Silva Ramires (ES). Gols: Gabriel (20 min do 2º ). Cartões amarelos: Luiz Antônio, Edmilson (SP), Gustavo Henrique (SA) . Público: 4.937. Renda: R$ 123.620
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker