Página inicial
 
Mural de recados
28.06 | ojuara
CONCORDO NELHOR PAGAR SAFADAO DE QUE INVESTIR NESSE CLUBE SAFADO DE LADROES PORQ ...
28.06 | Paulo Junior
Parabéns pela atitude dos torcedores do Central em dividir o dinheiro com os fun ...
27.06 | Carlos
Eu acho que esse verdade nua e crua tem problemas mentais ele fica pensando,pens ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
06/04/2016
11h48 | esportes - COPA DO BRASIL
COPA DO BRASIL > Aparecidense/GO 2x0 Sport - Rubro Negro consegue o que queria (derrota) e se aproxima da vaga na Sul-Americana
O Sport cumpriu bem a primeira parte do planejamento de se classificar para a Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, atuando com uma equipe repleta de reservas e de atletas da categoria sub-20, os rubro-negros foram derrotados pela Aparecidense por 2 a 0, no estádio Aníbal Batista Toledo, na estreia da Copa do Brasil. Com isso, o Leão pode até vencer por 1 a 0, no jogo de volta, para “conseguir”  a sua eliminação da competição nacional e carimbar a vaga no torneio internacional. Cumprindo assim a esdrúxula determinação da CBF que obriga os clubes brasileiros a abdicarem da Copa do Brasil até a 3ª fase para disputarem a Sula. 

No duelo entre o time C do Sport, com atletas que atuaram juntos pela primeira vez, e outro sem divisão no futebol nacional, o primeiro tempo foi o que se esperava. De dar sono tamanha a pobreza técnica das duas equipes. Ao menos, vontade em campo não faltou. Inclusive ao Sport, que tem prazo de validade para deixar a Copa do Brasil.

Buscando sempre explorar a velocidade de Everton Felipe, principalmente pelo lado esquerdo, com as subidas do lateral Evandro, os rubro-negros foram até mais perigosos que os donos da casa. Pecavam, no entanto, na qualidade dos passes. Nas duas vezes em que acertaram, Everton Felipe desperdiçou as duas melhores oportunidades do primeiro tempo. 

A primeira ao concluir para fora, de carrinho, um cruzamento de Everton. Na segunda, demorou para concluir uma enfiada de bola do estreante Clayton, que o deixou frente a frente com o goleiro Bussato. E foi só. Forçar outro lance digno de registro seria forçar a barra ao longo de 46 minutos recheados de passes errados, trombadas e chutões.
Williams Aguiar / Sport Club do Recife 
Partida no interior de Goiás foi fraca tecnicamente e com poucos lances de emoção

No retorno para o segundo tempo, o assistente rubro-negro, Thiago Gomes, que substituiu à beira do gramado o técnico Falcão (no Recife com a equipe principal), fez uma mudança surpreendente, ao sacar Everton Felipe para a entrada de Juninho, outro garoto da base. Assim, coube a Clayton ser o homem mais incisivo no ataque rubro-negro. Logo aos seis minutos, o estreante obrigou Bussato a fazer uma ótima defesa em chute de fora da área. 

No entanto, quando o Sport era melhor em campo, a Aparecidense chegou ao gol graças a uma falha do zagueiro Luís Gustavo que cortou errado um cruzamento, sendo driblado na sequência pelo atacante Robert, que chutou tirando do alcance do goleiro Luiz Carlos. 

Na desvantagem, Thiago Gomes abriu mão do esquema de três zagueiros sacando Adryelson para a entrada do garoto Bala, um dos destaques do Sport na última Copa São Paulo de Juniores. Porém, a mudança não mudou o cenário da partida. Aos 44 minutos, o zagueiro Felipe ampliou para os donos da casa, fechando o placar da partida insossa. Difícil será encontrar um rubro-negro que irá lamentar o resultado

Ficha do jogo

Aparecidense 2
Bussato; Clayton Sales, Felipe, Anderson Santos e Chiquinho; Jeferson, Geovane (Mateus Magro), Jarlan (Richely) e Washington; Robert e Careca (Dinei). Técnico: Márcio Goiano.

Sport 0
Luiz Carlos; Ewerton Páscoa, Adyelson (Bala) e Luis Gustavo; Maicon, Thallyson, Neto Moura, Everton Felipe (Juninho), Clayton e Evandro; Fábio (James Dean). Técnico: Thiago Gomes.

Local: Estádio Aníbal Bapista de Toledo, em Aparecida de Goiania. Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG). Assistentes: Breno Rodrigues e Wesley Moreira (ambos de MG). Gols: Robert (16 min do 2º) e Felipe (44 min do 2). Cartões amarelos: Maicon, Neto Moura, Fábio, Ewerton Páscoa (S ), Jeferson, Felipe (A) 
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker