Página inicial
 
Mural de recados
27.04 | Givaldo
Esse tal de Patativa devia mudar o nome para Urubu, esse desgraçado só faz corta ...
27.04 | Patativa
Meu Deus isso foi mostrado e um gramado ou um chiqueiro ...
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
29/11/2015
08h00 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A: Sport 2x0 Corinthians - Rubro Negro se despede da torcida em 2015 com vitória
Nem por um minuto sequer parecia que o Sport havia entrado em campo com as chance de classificação à Libertadores zeradas. Nem parecia que, do outro lado, estava a equipe sensação do Campeonato Brasileiro, campeã por antecipação. O Leão dominou o Corinthians do início ao fim da partida da tarde deste domingo, na Arena Pernambuco. Foi impecável. Fez por onde merecer carimbar a faixa de campeão da equipe paulista. Construiu com méritos a vitória por 2 a 0, que coroa a melhor campanha da equipe desde que a Série A passou a ser disputada por pontos corridos, em 2003.

Os gols do êxito rubro-negro foram marcados pelo zagueiro Matheus Ferraz e André, ainda no primeiro tempo. Poderia ter sido mais, não fosse a enxurrada de gols desperdiçadas pelo Leão ao longo do jogo. O Sport encerra a sua participação no Brasileiro no próximo domingo, quando enfrentará a Ponte Preta, em Campinas. Rithely, Marlone e Wendel receberam terceiro cartão amarelo e estão suspensos.

O jogo
O Sport fez um primeiro tempo impecável. Dominou as ações da partida desde os primeiros minutos. É certo que o Corinthians veio para o Recife com um time misto, com ausências de peças importantes - casos de Cássio, Elias e Renato Augusto, por exemplo. Não tira o mérito rubro-negro sobre o time recentemente campeão brasileiro. O Leão tomou a iniciativa do jogo e fez por onde merecer a vantagem no placar ao fim dos 48 minutos iniciais.

Logo aos 6, Rithely, o melhor jogador da partida, desarmou o adversário no campo de ataque. Passou para André, que serviu Diego Souza. O meia por pouco não abriu o placar. Seguro defensivamente, em nenhum sofreu riscos. Pelo lado do Sport, muita velocidade, troca de passes e pressão. O gol já estava maduro, quando Matheus Ferraz testou para as redes aos 23 minutos. Após jogada ensaiada na cobrança de escanteio, Marlone cobrou curto, Renê cruzou da intermediária e três rubro-negros saíram livres na cara de Walter. Em posição regular, Matheus Ferraz fez o gol.

Segundo tempo
O Leão seguiu superior no segundo tempo. Mesmo apesar de ter diminuído o ritmo, o time manteve o protagonismo do jogo. Aos 8, a zaga paulista fez uma falha linha de impedimento e Durval, sozinho, testou fraco nas mãos do goleiro. Aos 11, um lance inacreditável. Elber fez grande jogada pela direita, bateu cruzado e André, que entrou fechando no segundo pau perdeu o gol debaixo da barra.

Nem parecia que o Sport já estava sem chances de G4. O time seguiu a mil em busca do segundo gol. Aos 22, Elber fez lindo lançamento para André, que ajeitou de cabeça para Marlone mandar um plástico chute na trave. O Leão ainda perderia grande chance aos 36. Neto Moura lançou Maikon Leite. O atacante tinha André ao lado, mas bateu fraco e Walter pegou com tranquilidade. Superior até o fim, os rubro-negros foram coroados com um gol de André, aos 45 minutos, um minuto após Danilo Fernandes salvar o Sport em testada de Danilo. Renê deu belo passe por cobertura para Marlone. O meia bateu cruzado e André mandou para as redes para comemoração geral da massa rubro-negra.

 

 

Ficha do jogo

Sport 2
Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely (Ronaldo), Wendel (Neto Moura), Diego Souza, Marlone e Elber (Maikon Leite); André. Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Corinthians 0
Walter; Fagner, Edu Dracena, Gil e Uendel; Cristian (Lincom), Bruno Henrique, Rodriguinho (Malcom), Jádson e Romero; Vagner Love (Danilo). Técnico: Tite.

Estádio: Arena Pernambuco, no Recife. 
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG-FIFA).
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (SC-FIFA) e Bruno Boschilia (PR-FIFA).
Gols: Matheus Ferraz (23’ do 1ºT) e André (45’ do 2ºT) (SPT).
Cartões amarelos: Diego Souza, Marlone, Rithely, Wendel, Ronaldo (SPT); Jádson, Rodriguinho (COR)
Público: 19.048.
 
Do Super Esportes 

 


...
 
 
 
eXTReMe Tracker