Página inicial
 
Mural de recados
22.09 | Aldery
É nítido ver como é desastroso ao Central há tanto tempo estar fora de uma série ...
22.09 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! Bela iniciativa da diretoria. Aproveitar a oportunidade par ...
22.09 | MARCOS LEITE
TAVA VENDO SITE D RECIFE, O SANTA TÁ VENDENDO BOLO D ROLO PRA AJUDAR NO CT NINHO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/11/2015
20h00 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A: Cruzeiro 3x0 Sport

O Sport tinha a chance de iniciar a rodada do Brasileiro no G4. Mas não foi desta vez que o Leão voltou à zona de classificação à Libertadores. O Leão até fazia um duelo equilibrado com o Cruzeiro, no Mineirão, mas no segundo tempo, em oito minutos, viu o adversário construir a vitória por 3 a 0. Um pênalti polêmico marcado pelo árbitro abriu a contagem.

O primeiro tempo de jogo foi de muito estudo dos dois lados. O Cruzeiro tomava a iniciativa, mas o Sport não ficou atrás e também foi ao ataque. Até pelas características das equipes, foi uma partida de muito toque de bola. As finalizações, porém, foram poucas. Os goleiros não tiveram muito trabalho na etapa inicial. Dentre as poucas chances criadas, as melhores foram do Leão, numa sequência de escanteios. 

A partida foi bem mais movimentada no segundo tempo. O Cruzeiro apostava na velocidade, com William aberto pelo lado direito puxando as jogadas. O Sport ainda insistia no toque de bola e também chegava com perigo. Com dez minutos, cada time já havia criado uma chance clara de gol. A Raposa com Allison, de cabeça, e o Leão com Diego Souza, num chute da entrada da área.

Mas o jogo seria decidido logo em seguida. Em um intervalo de oito minutos, o Cruzeiro matou a partida. Aos 12, o árbitro marcou pênalti num lance em que a bola bateu na mão de Ronaldo dentro da área. Willians cobrou e marcou. Dois minutos depois, Wilians tentou cruzar e Durval acabou desviando contra o próprio gol. Seis minutos mais tarde, Marcos Vinícius ganhou na velocidade de Ronaldo, invadiu a área e bateu na saída de Danilo Fernandes: 3 a 0.

Após o turbilhão, o Sport tentou colocar a bola no chão e ir ao ataque, já com as entradas de Régis e Maikon Leite. Confortável, o Cruzeiro seguiu investindo na velocidade, só que agora em contra-ataques. Esteve muito perto de ampliar e transformar a vitória em goleada, mas desperdiçou inúmeras oportunidades.

Ficha do jogo

Cruzeiro
Fábio; Ceará (Fabiano), Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Henrique, Willians, Ariel Cabral e Marcos Vinicius (Marquinhos); Alisson (Leandro Damião) e William. Técnico: Mano Menezes

Sport
Danilo Fernandes; Oswaldo, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Ronaldo), Marlone (Maikon Leite), Neto Moura (Régis) e Diego Souza; André. Técnico: Falcão

Local: Mineirão (Belo Horizonte-MG). Árbitro: Marielson Alves Silva (BA). Assistentes: Rodrigo F Henrique Correa (RJ) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA). Gols: Willians (aos 13 do 2°T), Durval (contra, aos 15 do 2°T), Marcos Vinícius (aos 21 do 2°T). Cartões amarelos: Matheus Ferraz, Maikon Leite, Diego Souza, Régis (S), Willians e William (C). Público: 25.851. Renda: R$ 701.652,00.
 
Do Super Esportes 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker