Página inicial
 
Mural de recados
15.12 | Fabio
Sorteio da Copa do Brasil: Santos/AP x Sport Fluminense de Feira/BA x Santa ...
15.12 | Patativa
Foi no lacerdao hoje e fiquei impressionado com o péssima qualidade do gramado,m ...
15.12 | KLEO
CARLOS, TU ALÉM D SER PESSIMISTA, SÓ PENSA NEGATIVO, DIFERENTE DE MIM Q SOU OTIM ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
24/09/2015
00h19 | esportes - COPA SUL-AMERICANA
COPA SUL-AMERICANA: Sport apresenta velhos problemas e só empata com o Huracán: 1x1
Paulo Roberto Falcão viu de perto o tamanho do trabalho que terá pela frente. Na estreia do técnico á frente do Sport, os rubro-negros apresentaram velhos erros. Não conseguiram vencer o Huracán, na noite desta quarta-feira, no primeiro jogo das oitavas de final da Copa Sul-Americana. O Leão abriu o placar com André. Mauro Bogado empatou. Tudo no segundo tempo. O jogo da volta contra 'El Globo' acontecerá na próxima na quarta-feira que vem, no estádio Tomás Adolfo Ducó, em Buenos Aires.

Com um treino à frente do time apenas, Falcão promoveu uma sútil, mas importante mudança no time. O Sport passou a jogar no esquema 4-1-4-1, tradicionalmente europeu. Marlone, antes imóvel na ponta esquerda ganhou vida. Jogou solto. O Leão foi superior aos argentinos na etapa inicial. Faltou, sobretudo, finalizar. Mesmo com mais posse de bola, a equipe pernambucana errou passes em momentos cruciais. Foi lenta na transição em determinados momentos. Contou com Maikon Leite e Régis destoando do time, em péssima noite. E isso contribuiu muito para o 0 a 0 do primeiro tempo. O placar não foi injusto.
 
 O Huracán fez seu jogo. Marcou forte. Fez cera o quanto pôde. Não se furtou da tradicional catimba argentina, sempre contando com a conivência da arbitragem. Com a bola, foi veloz. Assustou com Ábila, aos 37, quando a linha de impedimento do Leão falhou. Matheus Ferraz salvou. Ao fim da etapa, aplausos do fraco público rubro-negro presente para uma equipe que, ao menos, apresentou dedicação e lutou com raça em campo. Destaque para o volante Rithely, melhor que os companheiros nesse e em todos os quesitos.

Bastou uma jogada em velocidade para o Sport abrir o placar. Na primeira trama do Leão do segundo tempo, aos 6 minutos, Marlone fez fila. Passou para Maikon Leite, que acertou a sua única bola do jogo na testa de André: 1 a 0. O Leão cresceu na partida. Por pouco não faz o segundo aos 13. Após bela jogada de Diego Souza e Régis, Renê finalizou rente à trave. 

A resposta argentina veio forte, aos 16: Ábila girou sobre a defesa e mandou no travessão. No rebote, Moreno perdeu o gol mandando para fora. O jogo ganhou um ritmo mais veloz. Mais aberto. Marlone, de longe, obrigou o goleiro. Aos 29, o gol do El Globo. Matheus Ferraz derrubou Ábila na área. Mauro Bogado foi para a acobrança e empatou. O Sport ainda teve um gol anulado de Rithely, aos 40. Os rubro-negros se queixaram, mas não conseguiram sair do empate nem fugir das vaias ao fim do jogo.

Ficha do jogo

Sport 1
Danilo Fernandes; Ferrugem, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Diego Souza (Wendel), Régis (Élber), Marlone e Maikon Leite (Hernane Brocador); André.
Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Huracán 1
Marcos Diaz, Luciano Balbi, Federico Mancinelli, Martin Nervo e José San Roman; Federico Vismara, Mauro Bogado, Moreno (Distéfano) e Patrício Toranzo (Gallegos); Cristian Espinoza e Ramon Ábila. Técnico: Eduardo Dominguez.

Estádio: Ilha do Retiro, no Recife. Árbitro: Adrian Velez (Colômbia). Assistentes: Alexander Guzman e Wilmar Navarro (Ambos da Colômbia). Gols: André (6’ do 2ºT) (SPT); Mauro Bogado (29’ do 2ºT). Cartões amarelos: Wendel, Matheus Ferraz (SPT); Cristian Espinoza, Patrício Toranzo, Mauro Bogado, Gallegos (HUR). Público: 7.726. Renda: R$ 128.880,00.
 
Do Super Esportes 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker