Página inicial
 
Mural de recados
28.06 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! Aqui estou eu em Fortaleza, daqui a pouco vou assistir SALG ...
28.06 | ojuara
CONCORDO NELHOR PAGAR SAFADAO DE QUE INVESTIR NESSE CLUBE SAFADO DE LADROES PORQ ...
28.06 | Paulo Junior
Parabéns pela atitude dos torcedores do Central em dividir o dinheiro com os fun ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
01/07/2015
14h57 | esportes - SPORT
SPORT: Marlone faz 1ª partida da vida na Ilha do Retiro, exalta torcida e se diz pronto para atuar 90 minutos
A expectativa de recorde de público na noite desta quarta-feira animou o meia-atacante Marlone. Mais do que simplesmente estreando com a camisa rubro-negra em casa, o atleta estará, frente ao Internacional, na verdade, fazendo a sua estreia profissional na Ilha do Retiro – onde nunca atuou. Animado para a sua segunda partida como titular, o atleta exaltou a torcida rubro-negra e afirmou que já está bem fisicamente e apto a atuar os 90 minutos da partida.

Até as 17h desta terça-feira, mais de 11 mil ingressos já haviam sido vendidos pelo Sport. A expectativa é de público superior a 20 mil torcedores, um recorde do clube nesta Série A. "A torcida do Sport joga com o time. É o 12º jogador. Assisti ao primeiro jogo na Ilha assim que cheguei, contra Joinville. O estádio não estava lotado, mas deu para sentir o calor da torcida, assim como deu na Arena Pernambuco, já com maior público", disse Marlone.

"Essa massa quando quer lotar e empurrar, vai mesmo. E isso transmite uma adrenalina dentro do campo. Será a minha estreia na Ilha como profissional e estrear logo com a camisa do Sport me deixa muito feliz. Quero botar o pé no campo e ver o caldeirão empurrando a gente para mais uma vitória no Brasileiro", disse o meia.

Fôlego
Ainda ganhando ritmo de jogo e indo para o seu terceiro jogo com a camisa rubro-negra, Marlone deixou claro que ainda não está 100%. Mas se disse pronto para ajudar e jogar até o apito final do juiz no duelo contra o Internacional.

"Estou à disposição do professor. Claro que fiquei um tempo sem ritmo de jogo e você pode fazer um ano de físico... Mas treino é treino e jogo é outra adrenalina, outra emoção. Estou à disposição do professor para jogar o jogo todo. Quero simplesmente ajudar a equipe a vencer. A cada jogo é uma nova guerra", pontuou.
 
Do Super Esportes 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker