Página inicial
 
Mural de recados
23.08 | Fabio
Times que o central mais enfrentou (10 primeiros): 1º) Santa Cruz - 22 2º) C ...
23.08 | Fabio
E aí galera centralina. Fiz um dossiê dos confrontos do Central em competições n ...
21.08 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! De longe fica difícil avaliar, somente com as informações ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
12/04/2015
20h02 | esportes - SPORT
SPORT: Com três gols de Souza, Bahia vence por 3 a 2 e elimina o Leão da Copa do Nordeste 2015
MARLON COSTA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Não deu para o Sport. Com atuações distintas nos dois tempos, o Sport acabou derrotado de virada pelo Bahia por 3 a 2, neste domingo, e está eliminado da Copa do Nordeste. O Bahia, que contou com o apoio de mais de 40 mil pessoas na Fonte Nova, fará a final contra o Ceará. O resultado também manteve o tabu do Sport nunca ter conseguido se classificar em cima do Bahia, em Salvador e o de nunca avançar em mata-matas de dois jogos, quando não consegue vencer a ida, na Ilha do Retiro. Em confrontos eliminatórios entre os dois, foi a sexta queda do Sport diante do Bahia. Só uma vez o Leão levou a melhor. Na semifinal do Nordestão de 1994.

Para a decisão, cada uma das equipes apostou em um estratégia diferente. Jogando com o apoio da torcida, o Bahia foi a campo com uma formação extremamente ofensiva, apenas com Pittoni como volante mais postado e quatro jogadores ofensivos (Willians Santana, Maxi Biancucci, Kieza e Léo Gamalho). Já no Sport, o técnico Eduardo Baptista optou por um sistema mais cauteloso, com três volantes. Entre eles, dois pratas da casa: Ronaldo e Neto Moura. Esse, de apenas 18 anos, a surpresa da escalação.


E o primeiro tempo mostrou a aposta leonina mais acertada. Tanto que, apesar da escalação ofensiva, o goleiro Magrão praticamente não teve trabalho na etapa inicial. Sem conseguir penetrar na defesa pernambucana, o Bahia insistiu nos cruzamentos na área, facilitando o trabalho do Sport.

Por sua vez, os rubro-negros, além de bem postados em campo, também se mostraram perigoso quando se arriscavam na frente. Depois de segurar o Bahia nos 15 minutos iniciais, o Sport também buscou o ataque. E foi eficiente. Aos 23 minutos, Renê bateu falta na área e Diego Souza (que havia sofrido a infração) subiu mais alto que a defesa baiana, cabeceando firme, sem defesa para o goleiro Douglas Pires.

Bem no jogo, o camisa 87 ainda apareceria outra vez ao lançar Élber, que perdeu o segundo gol, ao entrar cara a cara e chutar em cima do arqueiro do Tricolor de Aço. Faria falta. O placar de 1 a 0 ficou barato para o Bahia.

Segundo tempo

No retorno para a etapa final, apesar do bom primeiro tempo, o técnico Eduardo Baptista resolveu fazer uma modificação no Sport, ao sacar o garoto Neto Moura, que vinha bem no confronto, para colocar Danilo. Com a mudança, o Leão perdeu a pegada no meio de campo. O que deixou o jogo ficou eletrizante. Com quatro gols nos 18 minutos iniciais.

Com 12 minutos, o Bahia conseguiu a virada, com dois gols do volante Souza, ex-Náutico. O primeiro, em chute de fora da área, que Magrão aceitou. O segundo, em cobrança de pênalti sofrido por Kieza, que sofreu carga do zagueiro Matheus Ferraz.

Enquanto a Fonte Nova ainda comemorava, o Sport voltava a final. Contando com a colaboração do goleiro Douglas Pires, que levou um frangaço em cobrança de falta de Renê, empatando o confronto. Porém, dessa vez foram os rubro-negros a terem pouco tempo de festejar. Aos 18 minutos, após Magrão defender um cruzamento que desviou em Vítor, Souza aproveitou o rebote e fez o seu terceiro no jogo. O terceiro do Bahia.

Novamente atrás do marcador, o Sport sentiu e se desarrumou em campo. Nervoso e errando passes. Mesmo assim, teve uma última chance com Felipe Azevedo, já nos descontos. O atacante girou e chutou de fora da área. A bola passou perto da trave do Bahia. O Leão está eliminado. O fim do sonho do bicampeonato.


Ficha do jogo

Bahia 3

Douglas Pires; Tony, Thales, Titi e Patric (Bruno Paulista); Pittoni, Souza, Willians Santana (Rômulo); Maxi Biancucchi, Kieza e Léo Gamalho (Zé Roberto). Técnico: Sérgio Soares.

Sport 2

Magrão; Vitor, Matheus, Durval, e Renê; Ronaldo, Rodrigo Mancha (Régis), Neto Moura (Danilo) e Diego Souza; Élber (Felipe Azevedo) e Samuel. Técnico: Eduardo Baptista.

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador. Àrbitro: Pablo Roman Gonçalves Pinheiro (RN). Assistentes: Flávio Gomes Barroca e Vinícius Melo de Lima (ambos do RN). Gols: Diego Souza (22 min do 1º) e Souza (7 min do 2º) Cartões amarelos: Souza, Pittoni, Bruno Paulista e Titi (B), Diego Souza, Matheus Ferraz e Danilo (S). Expulsão: Bruno Paulista.
 
Fonte: Super Esportes. 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker