Página inicial
 
Mural de recados
21.08 | MARCOS LEITE
GUSTAVO, PELO Q ACOMPANHO O FUTEBOL DOS 26 ESTADOS DO BRASIL E MAIS O DF, O ATLÉ ...
21.08 | Antonio do Salgado
Que vaidade danada desses empresarios em ser presidente do Central, porque nao a ...
21.08 | Kaio
Mais 2 anos no poço ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
09/11/2014
09h19 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A > Sport reage no fim do jogo e consegue empate em 2 a 2 com o Flamengo, na Arena Pernambuco
CLIQUE E CONFIRA.

 

A torcida leonina fez sua parte, atendendo à convocação para apoiar o Sport à vitória que poderia colocar um fim à necessidade de brigar contra o rebaixamento. O time, por sua vez, parecia não estar disposto a fazer sua parte. Mostrando um futebol abaixo da média, o Leão foi engolido no primeiro tempo, descendo para o vestiário com dois gols de desvantagem. Entretanto, quando boa parte da arquibancada da Arena Pernambuco já estava vazia, os pernambucanos reagiram, buscando o empate nos acréscimos.

As equipes ainda tentavam encaixar suas propostas quando o 0 a 0 saiu do placar. Depois de ambos os times ensaiarem bons passes em seus campos ofensivos, o Flamengo saiu na frente na primeira chance clara da partida. Com um cruzamento no primeiro pau, Márcio Araújo surgiu como elemento surpresa, antecipou-se a Magrão e escorou para o fundo da meta do Leão.

A vantagem deixou o Flamengo à vontade para cadenciar a partida. Ainda que não levasse tanto perigo, o time carioca controlava as ações entre as intermediárias e construiu o segundo gol com tranquilidade. Nma saída de bola displicente, Patric cedeu o contrataque que culminou com o cruzamento de João Paulo na cabeça de Nixon. Diante do 2 a 0, o técnico Eduardo Baptista resolveu colocar Régis em campo, na vaga de Wendel.

 

 

Com a mudança, o volume do jogo leonino cresceu. Cenário favorecido pela mudança natural de postura dos adversários. Com dois gols de vantagem, os cariocas - vacinados pela virada imposta pelo Atlético-MG na Copa do Brasil - passaram a administrar o resultado. Assim, por mais que o Sport tivesse parado de ser bombardeado em seu campo defensivo, os pernambucanos não conseguiam levar perigo à barra de Paulo Victor.

Boa parte da torcida já havia deixado a Arena, quando, finalmente, o jogo pegou fogo. Enquanto a porção flamenguista da arquibancada já comemorava o triunfo, Danilo diminuiu com uma cobrança de falta impecável, no ângulo esquerdo de Paulo Victor. Empurrado por sua fração do estádio, o Leão empatou aos 46, depois de Patric arrancar até a linha de fundo e cruzar para Mike escorar e definir o confronto: 2 a 2.

Sport
Magrão; Patric, Durval, Ewerton Páscoa e Renê (Danilo, aos 31’ do 2º T); Rodrigo Mancha, Rithely, Wendel (Régis, aos 28’ do 1º T) e Ibson (Mike, no intervalo); Felipe Azevedo e Joelinton. Técnico: Eduardo Baptista.

Flamengo
Paulo Victor; Léo, Wallace (Marcelo, aos 22’ do 2º T) e Samir; João Paulo, Cáceres (Igor Sartori, aos 30’ do 2º T), Márcio Araújo, Canteros e Éverton; Elton e Nixon (Muralha, aos 28’ do 1º T). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata.
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO).
Assistentes: João Patrício de Araújo (GO) e Thiago Gomes Brigido (CE).
Gols: Márcio Araújo (aos 8’ do 1º T) e Nixon (aos 24’ do 1º T), Danilo (aos 42’ do 2º T) e Mike (aos 46’ do 2º T)
Cartões amarelos: Wendel, Ewerton Páscoa, Felipe Azevedo (Sport), Cáceres, Samir (Flamengo).
 
Do Super Esportes 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker