Página inicial
 
Mural de recados
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
26.04 | Beltrão
A próxima contratação do Central vem do : A) veloclube B) aeroclube C) Cineclub ...
25.04 | Jose Helio Pessoa
DODEIRO NÃO ATRAPALHA....O CENTRAL SÓ NÃO É MAIOR DO QUE SUA LOUCURA...TIRAR LI ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/09/2014
11h17 | esportes - SPORT
SPORT -> Rubro negro mostra faceta caseira e amarga sequência de insucessos fora de casa
Clique e Confira.

 

Se como mandante o Sport é conhecido nacionalmente pela sua força, o mesmo não se pode dizer quando o Leão deixa o Recife para visitar algum time na Série A do Campeonato Brasileiro. O problema é histórico. Passam jogadores e treinadores e a dificuldade persiste na Ilha do Retiro. Neste ano, no entanto, a história parecia que seria diferente. Só parecia. Depois de um bom início como visitante, o Sport hoje amarga uma sequência de cinco derrotas consecutivas atuando longe do Recife.

As onze primeiras rodadas deram uma impressão diferente do Sport. E talvez seja por conta delas que o Leão esteja se segurando na parte de cima da tabela desde o começo da competição. Foram seis jogos fora da Ilha do Retiro e apenas duas derrotas. Nas outras quatro partidas, empates contra Santos e Goiás e vitórias contra Coritiba e Vitória. 

Se nos seis primeiros jogos como mandante o desempenho foi de razoável para bom, o Leão parece ter perdido a sua força no restante das partidas. Desde o empate com o Goiás, no dia 20 de julho, foram outros cinco jogos longe da Ilha do Retiro. E em nenhum deles o Sport conseguiu mostrar a sua força. Foi derrotado por todos os adversários inclusive com algumas goleadas.

 

 

O péssimo momento do Sport como visitante começou na partida contra o Figueirense. Os catarinenses estavam na lanterna, mas quando a bola rolou não tomaram conhecimento do Leão, venceram por 3 a 0 e poderiam ter feito mais. O jogo seguinte foi contra o Flamengo, que também estava na lanterna, mas assim como o Figueira venceu a partida.

Contra o Fluminense, talvez tenha sido a derrota mais dolorosa de todas. O Sport não se achou em campo e viu a equipe carioca dar um verdadeiro show no Maracanã. Os quatro gols marcados pareceram pouco pelo volume apresentado. O São Paulo foi outro adversário que se aproveitou da fragilidade rubro-negra e venceu por 2 a 0 em seu reduto. No último sábado, foi a vez da Chapecoense atropelar o Sport e vencer por 3 a 1.

O Sport hoje tem os mesmos oito pontos conquistados fora de casa que tinha no final do mês de julho. Até agora foram disputados 33 pontos em jogos longe da Ilha do Retiro, o que dá ao Leão um aproveitamento de apenas 24%.

Os números negativos estão incomodando. O técnico Eduardo Baptista acredita que a equipe tem se portado bem longe da Ilha do Retiro, mas não tem conseguido matar os adversários quando tem as oportunidades.

- Não é natural, mas vem acontecendo. Temos jogado bem fora de casa. O que está faltando é matar o adversário quando temos a superioridade. Contra a Chapecoense tivemos essa chance. Contra Fluminense e Flamengo também. Temos que acertar isso. Se quiser chegar em cima tem que pontuar fora de casa também.

Números fora de casa são impressionantes

O alto número de derrotas do Sport jogando fora da Ilha do Retiro por si só já é de impressionar, mas a situação se mostra ainda mais preocupante quando se olha os números da equipe. Nos onze jogos, foram apenas cinco gols marcados. Em compensação, a defesa já foi vazada 18 vezes.

O único gol marcado nos últimos cinco jogos foi justamente no último sábado, mas não surgiu de bola rolando. O atacante Felipe Azevedo aproveitou um pênalti marcado para finalizar o jejum.

Sina de insucessos contra equipes em crise

Um outro problema histórico do Sport que tem se acentuado nesta Série A do Campeonato Brasileiro é a rotina de se complicar contra equipes que não vivem bons momentos. Nesta sequência de cinco derrotas consecutivas jogando longe da Ilha do Retiro, pelo menos três times não passavam por um bom momento. Figueirense e Flamengo amargavam a lanterna quando venceram o Sport e a Chapecoense flertava com a zona de rebaixamento há algumas rodadas.
 
Do globoesporte.com/PE 

 


...
 
 
 
eXTReMe Tracker