Página inicial
 
Mural de recados
26.06 | Paulo Junior
GAIA NELES. FUTEBOL É COISA SÉRIA, NÃO É BRINQUEDO NÃO. FICAM BRINCANDO COM O FU ...
26.06 | ALCINDO PM
GENTE...GENTE...GENTE...TEM QUE FECHAR AS PORTAS...NO PARANÁ A JUNÇÃO DE DUAS EQ ...
26.06 | alessandro viana
Triste a derrota. Mas é do jogo. Lógico q ninguem goata de perder. o jogo foi mu ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
07/09/2014
06h00 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A -> Inoperante, Sport é envolvido pelo São Paulo, perde jogo por 2 a 0 e se afasta do G4 na Série A
Clique e Confira.
Sabia-se que a tarefa não seria fácil. Vencer o São Paulo e quebrar a marca de nunca ter derrotado o adversário no Morumbi, porém, pareceu já algo impossível desde os primeiros minutos da partida. Neste domingo, o Sport foi um deserto em termos de criação. Quando teve raras chances de fazer gols, mostrou-se ineficiente. Atrás, a defesa rubro-negra terminou sucumbindo diante de uma equipe com uma postura envolvente e atletas acima da média. Depois da precoce eliminação na Copa Sul-Americana, o Leão sofre mais um baque. Agora na Série A. Perdeu para o Tricolor por 2 a 0 e se distancia mais do G4 da competição.

O abismo técnico entre as equipe era visível. Sem aparente esforço, o São Paulo conseguiu acuar o Sport.Esperava apenas brechas para dar o seu golpe. Achou a primeira na lateral esquerda rubro-negra. Renê voltou a falhar na marcação. Aos sete, após troca de passes, Alan Kardec aproveitou a falta de combate no setor, cruzou rasteiro e Rithely desviou para o seu próprio gol. Os mandantes seguiam no domínio. Aproveitando mais falhas e posicionamento, Alexandre Pato chegou a acertar o travessão de Magrão.

Nas vezes que o Rubro-negro arriscava-se ao ataque, esbarrava em suas próprias limitações. Seja com Ibson, Erico Júnior e Felipe Azevedo, as jogadas pelos meios e pontas eram quase todas vãs. Numa rara que deu certo com Erico, Neto Baiano perdeu a oportunidade mais clara do Leão no primeiro tempo. Quase dentro da pequena área, teve seu chute amortecido.

Justamente no escanteio gerado por causa desse lance, Ibson foi displicente. Deu a bola nos pés do adversário. Resultado: contra-ataque e placar ampliado, aos 25. Desta vez, Pato não desperdiçou: 2 a 0. Mostras da eficiência que nem de longe o pernambucanos tinham no jogo. Enquanto os paulistas construíam o seu jogo fundamentado na paciência e na obediência tática, o Sport era afobado. A exemplo dos quase sempre ineficazes chutes à longa distância de Neto Baiano. Pato, por sua vez, perdeu mais um. Sem Magrão na barra.

Segundo tempo
O Sport não encontrou alternativas para buscar o empate. Apelou às ligações diretas. Não deu certo. Praticamente sem ameaças, o São Paulo chegou a diminuiu as suas ações ofensivas. Ainda assim, criou mais chances que os visitantes durante toda a partida. Quase Ibson achou um gol para o Leão numa jogada pontual. Pouco.

Estádio: Morumbi (São Paulo-SP)
Horário: 16h
Árbitro: Bráulio da Silva Machado-SC
Assistentes: Nadine Schramm Câmara Bas (Fifa) e Ângelo Rudimar Bechi, ambos de SC.
Gols: Rithely (7’ do 1ºT, Sport - gol contra) e Alexandre Pato (27’ do 1ºT, São Paulo)
Cartões amarelos: Ronaldo e Rihely (Sport)
Público: 25.149
Renda: R$ 715.835

São Paulo
Rogério Ceni; Paulo Miranda (Auro), Rafael Toloi, Antônio Carlos e Reinaldo; Denilson, Souza, Kaká (Boschilia) e Paulo Henrique Ganso; Alexandre Pato (Osvaldo) e Alan Kardec. Técnico: Muricy Ramalho.

Sport
Magrão; Patric, Ferron, Durval e Renê; Ronaldo (Willian), Rithely, Erico Júnior (Mike), Felipe Azevedo (Neto) e Ibson; Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista.
Do Super Esportes 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker