Página inicial
 
Mural de recados
26.06 | VITOR HUGO
FORAM ELIMINADOS O SERGIPE MAIOR TORCIDA DO ESTADO, ITABAIANA A MAIOR DO INTERIO ...
26.06 | Aldery
Tudo deu errado como sempre para o Central! Desfalques e má atuação de alguns jo ...
26.06 | MARCOS LEITE
O CENTRAL TÁ GARANTIDO NA SÉRIE D 2018, AGORA TEM Q MUDAR A DIRETORIA, E FAZEREM ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
27/07/2014
08h00 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A > Sport vence o Atlético-MG e segue rondando o G4
Clique e Confira.
Em vida, o torcedor mais ilustre do Sport costumava repetir com orgulho: “sou pé quente.”  Falecido na última quarta-feira, o escritor Ariano Suassuna se foi, mas a sorte dele ao clube do coração continua como as suas obras: firme e forte. Em tarde que começou com homenagens póstumas, o Leão venceu o Atlético-MG, por 2 a 1, na Ilha do Retiro. Resumidamente, como diria um dos persongens mais famosos do livro o Auto da Compadecida, o Galo atacou e atacou, mas no fim das contas o Sport foi lá e fez os gols. “Só sei que foi assim”, diria Chicó.

Cada atleta do Sport levou o nome de um persongem das obras de Ariano nas costas. Os gols da vitória do Leão, então, foram marcados por “Eurico” e “Severino” - ou, na verdade, Felipe Azevedo e Durval. Diego Tardelli descontou no fim do jogo de pênalti. Com a vitória, o time do técnico Eduardo Baptista chegou aos 21 pontos e se manteve na parte de cima da tabela, colado ao G4. O Sport agora volta a campo somente no próximo domingo, para enfrentar o Figueirense, em Santa Catarina.

O jogo
A proposta do Sport foi cosciente. Humilde, o técnico Eduardo Baptista armou duas linhas de quatro e cinco jogadores á frente da zaga. Neto Baiano “isolado” no ataque. Consciente das limitações técnicas diante de um adversário forte, o Leão não exitou em jogar nos contra-ataques mesmo dentro de casa. E no primeiro tempo, apesar do domínio mineiro durante quase todos os 45 minutos, a estratégia por muito pouco não deu a vitória parcial aos rubro-negros.

 

 

Fechado, o sistema defensivo não dava brechas para o Galo. A bola batia e voltava. O Sport até tinha as chances nos contra-ataque, mas esbarrava nos lançamentos errados. Em um das subidas, acabou cedendo ao adversário a principal arma: o contra-ataque. Aos 25, Leandro
Donizete lança Tardelli que, de cara com Magrão, esbarrou no paredão leonino. O Leão suportou bem a pressão e nos minutos finais não balançou as redes por milagre. Em cinco minutos, o time fez tudo o que não tinha feito ainda no jogo. Pressão total. Neto Baiano, Felipe Azevedo e Zé Mário perdeu cada um a sua clara chance de gol.

Segundo tempo

 

Roberto Ramos/DP/D.A Press
A pressão no fim da etapa inicial deu moral para o Sport. O time sentiu que poderia ir além e adotou uma postura mais ofensiva no segundo tempo. Mais arisco, logo abriu o placar. Aos 6, Durval fez grande lançamento para Felipe Azevedo, que dominou e mandou para as redes. Aos 23, o segundo. Na raça, Durval ganhou pelo alto, na briga, cai e deitado manda de canhota para o gol. Aos 39, Tardelli sofreu pênalti. Ele mesmo foi para a cobrança e diminuiu o placar. Fechado, o Sport segurou o “abafa” dos mineiros e garantiu a sexta vitória na competição.
 

 

 

Ficha do jogo

SPORT 2
Magrão; Vitor, Ewerton Páscoa (Oswaldo - intervalo), Durval e Renê; Ronaldo (Willian - aos 32’ do 2ºT), Wendel, Zé Mário (Ailton - aos 20’ do 2ºT), Danilo e Felipe Azevedo; Neto Baiano.
Técnico: Eduardo Baptista.

ATLÉTICO-MG 1
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Emerson Conceição; Pierre, Leandro Donizete, Maicosuel (Dátolo - aos 19’ do 2ºT), Guilherme e Diego Tardelli; Jô (Luan - aos 18’ do 2ºT).
Técnico: Levir Culpi.

Local: Ilha do Retiro, no Recife.

 

Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP).

Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Fábio Rogério Baesteiro (SP).

Gols: Felipe Azevedo (aos 6’ do 2ºT) e Durval (aos 23’ do 2ºT); Diego Tardelli (aos 39’ do 2ºT).

Cartões amarelos: Leonardo Silva (aos 8’ do 2ºT), Victor (aos 10’ do 2ºT).


...
 
 
 
eXTReMe Tracker