Página inicial
 
Mural de recados
21.08 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! De longe fica difícil avaliar, somente com as informações ...
21.08 | MARCOS LEITE
FALAR EM TABELA DA SEGUNDONA VICTOR HUGO, PELA LEI TEM Q DIVULGAR 60 DIAS ANTES ...
21.08 | júnior
já pensou se não tivesse vaidade,e todos se unir-se como seria maravilhoso para ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/07/2014
21h30 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A > Com golaço de Neto Baiano, Sport vence Botafogo na Ilha do Retiro por 1 a 0
Clique e Confira.
Três dias após Alemanha e Argentina decidirem o título mundial no Maracanã, um gol de Copa do Mundo deu a vitória ao Sport no retorno do Campeonato Brasileiro. Um golaço de Neto Baiano, do meio de campo, que garantiu o triunfo do Leão por 1 a 0 sobre o Botafogo, nesta quarta-feira. Após 41 dias, a torcida rubro-negra reencontrava o time e as vitórias na Ilha do Retiro. Com o resultado, o Sport soma 17 pontos e na competição. Próximo desafio do Leão é contra o Goiás, no próximo domingo, no Serra Dourada

No retorno ao Brasileiro, o técnico Eduardo Baptista mandou a campo uma equipe quase idêntica a que havia vencido o Bahia por 1 a 0 no dia 4 de junho, com apenas duas mudanças. As entradas de Felipe Azevedo e do volante Zé Mário. Esse começando pela primeira vez como titular no Sport. E no primeiro tempo, os dois jogadores ajudaram o Leão a dominar o Botafogo.

Com uma formação bastante ofensiva, tendo ainda Wendell, no meio de campo, e Érico Júnior, no ataque, além de Neto Baiano mais fixo à frente, o Sport, conseguiu ter mais posse de bola e criar as melhores chances durante toda a etapa. A primeira dela, logo aos três minutos, quando Zé Mário recebeu frente a frente com o goleiro Andrey, mas errou ao tentar encobri-lo.

Não fosse a lentidão na saída para os contra-ataques em alguns momento, o Sport poderia ter sufocado ainda mais o adversário. Faltava ao Leão uma boa troca de passes. Quando ela apareceu, Patric, da entrada da área, chutou forte, obrigando Andrey a aparecer novamente.

O Botafogo, por sua vez, só chegou uma vez com perigo à meta de Magrão. Em uma das poucas falhas na cobertura dos laterais dos volantes do Sport, Emerson Sheik cruzou e Zeballos, livre dentro da área, finalizou rasteiro com a bola tirando tinta da trave direita.

Mas foi apenas um susto. O Sport era bem superior e em dois lances seguidos com Felipe Azevedo poderia ter aberto a vantagem no placar. Em uma delas, a defesa carioca abriu, mas o camisa 11 chutou em cima do goleiro botafoguense. O gol, no entanto, viria de forma melhor.


Aos 43 minutos, o lance antológico da partida.. Percebendo o goleiro Andrey adiantado, Neto Baiano, que minutos antes havia cobrado uma falta na arquibancada, arriscou quase do meio do campo. Direto para o meio da meta alvinegra. Golaço. Para pôr justiça no placar e levar os rubro-negros ao delírio. Na descida para o intervalo, o camisa 9 foi ovacionado.

No retorno para a etapa final, o Botafogo, com a desvantagem no placar, foi obrigado a sair mais para o ataque. Mas esbarrou nas suas limitações. Além de conviver com atrasos salariais, a equipe carioca é frágil. Cabia ao Sport manter o ritmo e acertar os contra-ataques.

Logo aos nove minutos, a primeira chance disso acontecer. Após bola recuperada, os rubro-negros saíram com três atacantes contra dois defensores do Botafogo. Mas dessa vez, Neto Baiano foi fominha e arriscou o chute tendo Felipe Azevedo e Danilo (entrou na vaga de Érico Júnior) como boas opções de passe na área.

Precisando reforçar a qualidade no passe na saída para o ataque, o técnico Eduardo Baptista mandou a campo Ananias na vaga do participativo Felipe Azevedo, que saiu muito aplaudido. Pelo lado do Botafogo, Vágner Mancini tentou melhorar a qualidade da sua equipe com as entradas dos experientes Jorge Wágner e Carlos Alberto. Mas não conseguiu,

Com o jogo até certo ponto tranquilo, faltou ao Sport capricho para marcar o segundo. Aos 40 minutos, um lance que resume isso. Ananias recebeu livre dentro da área e cruzou mal para Danilo, que também livre, chegou atrasado. Dois minutos depois, Leonardo, na pequena área, furou, após outro cruzamento. Por pouco as falhas não custam caro ao Leão,. Aos 44 minutos, Carlos Alberto chegou atrasado e por pouco não empata para o Botafogo.

No fim, vitória justa. Com um gol de placa na Ilha.

Sport 1

Magrão; Patric, Durval, Páscoa e Renê; Rithely, Zé Mário e Wendell; Felipe Azevedo (Ananias), Érico Júnior (Danilo) e Neto Baiano (Leonardo). Técnico: Eduardo Baptista.

Botafogo 0

Andrey; Lucas, Bolívar, Dória e Júnior César; Gabriel, Bollati (Jorge Wágner), Zeballos (Carlos Alberto) e Yuri Mamute (Damião); Wallyson e Emerson Sheik. Técnico: Vágner Mancini

Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL). Assistentes: Esdras Albuquerque e Carlos Titani da Rocha (ambos de AL). Gols: Neto Baiano (43 do 1). Cartões amarelos: Lucas e Gabriel (B), Rithely (S). Público: 19.530. Renda: R$ 359.200.
 
Do Super Esportes 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker