Página inicial
 
Mural de recados
25.07 | Patativa
Respondendo esse rapaz chamado franco,sou torcedor e sócio do central desde 1986 ...
25.07 | MARCOS LEITE
O CENTRAL TEM Q FAZER LOGO A ELEIÇÃO, PRA SE ESTRUTURAR PRA 2018 Q JÁ TÁ GARANTI ...
25.07 | luciano
pra resolver o problema do central, não é preciso fechar as portas , e sim os só ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
31/05/2014
23h33 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A -> Com gol de Neto Baiano, Sport bate o Vitória e volta a vencer na elite do futebol brasileiro - 1x0
Clique e Confira.
Depois de três jogos, o Sport finalmente voltou a vencer na Série A do Campeonato Brasileiro. Fora de casa, o Leão da Ilha do Retiro enfrentou o Vitória, em Feira de Santana. Em um jogo tecnicamente medíocre e prejudicado por uma gramado encharcado e em mau estado, só mesmo através de bola parada para se criar lances de perigo. E foi assim que o Sport chegou ao único gol da partida. Neto Baiano acreditou e, do meio da rua, mandou um balaço em cobrança de falta. Foi o gol do 1 a 0 para o rubro-negro pernambucano, que chegou aos 11 pontos e dorme na 10ª colocação no Brasileirão.

O Vitória começou a partida com maior volume, dominando a posse de bola e pressionando o Sport em seu campo defensivo. Sem precisar forçar muito o jogo, o rubro-negro baiano chegava com certa facilidade nas proximidades da área defendida por Magrão. Aos 12 minutos, o goleiro do Leão pernambucano teve que operar um milagre para evitar o gol dos donos da casa. Um minuto depois, os baianos voltavam a assustar. Josa cruzou para a área e Ewerton Páscoa segurou Willie pela camisa. O árbitro Paulo Godoy, porém, mandou o lance seguir.

O time pernambucano adiantou suas linhas e foi, progressivamente, afastando o Vitória de seu setor defensivo. Entretanto, se defensivamente o Sport se segurava com solidez, fechando bem os caminhos para sua área, do meio para frente a situação era diferente. A fragilidade para manter a bola no chão e construir o jogo através da troca de passes e circulação ofensiva era evidente. O quarteto responsável por levar o time ao ataque se mostrava ineficiente  e incapaz de criar perigo.

Bendita bola parada
Diante da incapacidade de criar perigo com a bola rolando, só mesmo através da bola parada o Sport conseguia chegar. Ainda no primeiro tempo, já próximo ao intervalo, a única oportunidade pernambucana veio após a cobrança de escanteio, com uma boa cabeçada de Rithely que passou tirando tinta da trave baiana.

Na volta para o segundo tempo, mais uma vez a bola parada em evidência. Logo aos dois minutos, uma falta pouco à frente do círculo do meio de campo a favor do Sport. Neto Baiano, que não havia ido bem na etapa inicial, não se intimidou com a enorme distância para o gol. Wilson, por outro lado, não acreditou na capacidade do centroavante e armou uma barreira com apenas dois homens. Neto mandou a bomba, cheia de curva, e abriu o placar para o Leão da Praça da Bandeira. E, como havia prometido, não comemorou contra seu ex-clube.

Os baianos, naturalmente, partiram para cima do rubro-negro pernambucano. Em mais uma boa atuação de seu setor defensivo, entretanto, o Sport deu poucas hipóteses para que o Vitória chegasse ao empate. Apesar da maior posse de bola e da pressão em praticamente todo segundo tempo, o Leão da Barra não conseguiu impedir a vitória do Leão da Ilha.

Ficha técnica

Vitória-BA 0
Wilson; Ayrton (Nino Paraíba / 13’ 2º T), Alemão, Luiz Gustavo e Danilo Tarracha (William Henrique / 31’ 2º T); Josa, Cáceres, Euller e Willie; Caio (Vinícius / 13’ 2º T) e Dinei. Técnico: Jorginho.

Sport 1
Magrão; Igor, Páscoa, Durval e Renê; Rodrigo Mancha (Ronaldo / 24’ 2º T), Rithely, Augusto e Ananias (Bruninho / 36’ 2º T); Érico Júnior (Wendel / 16’ 2º T) e Neto Baiano. Técnico: Eduardo Batista.

Local: Estádio Joia da Princesa (Feira de Santana-PE)
Arbitragem: Paulo Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
Gol: Neto Baiano (aos 2min do 2º T) (S)
Cartões amarelos: Danilo Tarracha, Vinícius, Josa e Euller (Vitória); Rodrigo Mancha, Érico Júnior, Durval (Sport)
Público: 3.649 (total)
Renda: R$ 23.235,00
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker