Página inicial
 
Mural de recados
25.04 | Jose Helio Pessoa
DODEIRO NÃO ATRAPALHA....O CENTRAL SÓ NÃO É MAIOR DO QUE SUA LOUCURA...TIRAR LI ...
25.04 | Patativa
Que time é esse em ? O vexame vai ser pior do q do ano passado jogadores que nun ...
25.04 | Patativa
Quem tem que sair é esse bodeiro que nunca fez nada pelo central e só faz atrapa ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
21/05/2014
23h18 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A -> Sport sofre com jogo aéreo do Cruzeiro e perde por 2 a 0 no Mineirão
...

 

Após um bom primeiro tempo, Sport sofreu dois gols na etapa final e saiu derrotado (Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Após um bom primeiro tempo, Sport sofreu dois gols na etapa final e saiu derrotado

 

 

Belo Horizonte (MG) - “Se o Cruzeiro não acordar, vai ser castigado. O Sport está mais disposto e toca bem a bola.” A frase veio de um dos narradores mais conhecidos da imprensa mineira. Resumiu a surpresa de quem foi ao Mineirão. O Leão da Ilha fez um grande primeiro tempo. Dominou o Cruzeiro. Mas veio a etapa final e, com ela, o castigo. A equipe virou vítima da principal jogada da Raposa na temporada: a bola aérea. Foram dois gols assim. No fim, o resultado teve o sabor amargo da injustiça para os pernambucanos.

Com o resultado, a equipe mineira assume a liderança da Série A, com 13 pontos somados. Já o Sport cai na tabela. Com um jogo a menos, os rubro-negros ficam com sete pontos e na 12ª posição. No próximo domingo, a chance de se recuperar vem diante do Corinthians, na Ilha do Retiro.

O jogo
Durante todo o primeiro tempo, o Sport foi superior. E não foi pouco. A equipe rubro-negra encarou o peso da partida com o atual campeão brasileiro com naturalidade. Não fugiu às características do time montado pelo técnico Eduardo Baptista. Primeiro, marcou bem. Sufocou a Raposa. Com isso, a impaciência no Mineirão começou a tomar conta.

Na mesma proporção, o Leão da Ilha apostou nas investidas ao ataque pelo lado direito. Revezando com Patric, Augusto César aproveitou a fragilidade de Egídio na marcação e foi o destaque do Sport. Roubou bolas importantes. Fez bons passes. Arriscou chutes. O resto do time começou a entrar em seu ritmo. As chances, assim, apareceram.

Até que, aos 31 minutos do primeiro tempo, Leonardo aproveitou um cruzamento de Durval e fez o gol. O árbitro, no entanto, anulou o lance marcando falta dentro da área de Ferron. Ira leonina. Com isso, o Sport foi quem deu as cartas. Era justo ter saído na frente. Ainda que o Cruzeiro também tenha criado duas boas oportunidas, os lances foram isolados. O jogo era rubro-negro. Não à toa, a Raposa foi para o vestiário vaiada. O Leão surpreendia a quem estava no Mineirão.

Segundo tempo
O começo da etapa final mudou todo o panorama da partida. O Sport virou vítima da principal arma do Cruzeiro nesta temporada. Logo aos cinco minutos. Dagoberto cobrou a falta na áerea do Leão, e Ricardo Goulart saltou. Furou de cabeça, mas a bola bateu no joelho e entrou. Castigo. Pouco depois, o Cruzeiro acertou o travessão com uma ‘testada’ de Marcelo Moreno.

Na sequência, o Rubro-negro conseguiu estabilizar a partida. Voltou a tocar mais a bola. Mas foi em um chute de Neto Baiano de fora da área que veio uma boa chance. Fábio se esticou para mandar ao escanteio. Mais um sinal de que a sorte mudou de lado. E, assim, o Cruzeiro consolidou a vitória. Aos 32 minutos, Marcelo Moreno cabeceou com precisão e fez novamente o Sport ser vítima do jogo aéreo azul.

Cruzeiro 2
Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Egídio; Willian Farías, Henrique, Everton Ribeiro (Willian) e Ricardo Goulart (Souza); Dagoberto (Luan) e Marcelo Moreno. Técnico: Marcelo Oliveira

Sport 0
Magrão, Patric, Ferron, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha, Augusto César (Mike - aos 14min do 2ºT) e Renan Oliveira (Felipe Azevedo - aos 24min do 2ºT); Leonardo (Aílton - aos 33min do 2ºT) e Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista

Local: estádio Mineirão (Belo Horizonte). Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR). Assistentes: Bruno Boschilia e Rafael Trombeta (ambos do PR) . Gols: Ricardo Goulart (aos 5min do 2ºT) e Marcelo Moreno (aos 31min do 2ºT). Cartões Amarelos: nenhum. Público: 15.067. Renda: R$ 403.720,00.
 
Do Super Esportes 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker