Página inicial
 
Mural de recados
21.08 | júnior
já pensou se não tivesse vaidade,e todos se unir-se como seria maravilhoso para ...
21.08 | MARCOS LEITE
GUSTAVO, PELO Q ACOMPANHO O FUTEBOL DOS 26 ESTADOS DO BRASIL E MAIS O DF, O ATLÉ ...
21.08 | Antonio do Salgado
Que vaidade danada desses empresarios em ser presidente do Central, porque nao a ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
20/04/2014
21h32 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A: Com gol questionável do Santos, Sport sofre empate e estreia tem sabor amargo - 1x1
Clique e Confira.
O Sport poderia estar comemorando a estreia da Série A 2014 com uma vitória, em plena Vila Belmiro, sobre o Santos. Não está. Tudo em razão de um lance duvidoso, aos 35 minutos do segundo tempo, onde Gabriel empatou a partida em um lance questionável. De qualquer forma, o Leão voltará para o Recife com um empate em 1 a 1. Com um ponto importante, que dá confiança para as demais 37 rodadas e mais: para a decisão do Campeonato Pernambucano, na próxima quarta-feira, contra o Náutico, na Arena Pernambuco. O gol rubro-negro foi marcado por Neto Baiano.

O Sport agora só voltará a campo pela Série A no próximo domingo, quando estreará na Ilha do Retiro, contra a Chapecoense. Com o empate nesta noite de domingo, o Leão terminou a rodada na oitava colocação. Ao fim do jogo, os rubro-negros se queixaram bastante da arbitragem do baiano Arilson Bispo da Anunciação.

O jogo
Foi um primeiro tempo de ataque contra defesa. Onde o Sport sentiu o peso da Série A. De quanto o nível da elite nacional é diferente das competições que vinha disputando até então. Os 45 minutos iniciais só não foram pior porque o Leão conseguiu segurar o empate em 0 a 0. Com o futebol abaixo da crítica, o Sport assistiu o Peixe jogar. Resumiu-se a se defender. Foi nulo no ataque. Se por um lado, o goleiro Aranha foi um espectador, Magrão salvou os rubro-negros em vários momentos.

E quando o paredão leonino não salvou, lá estava a trave - como aos 5 e 15 minutos, onde parou Cicinho e Geuvânio, respectivamente. Em meio ao bombardeio sobre a meta do Sport, o Santos conseguiu abrir o placar aos 30 minutos, com Leandro Damião. Com o atacante impedido, o gol foi anulado. Com a posse da bola, o Leão parecia nervoso. Errava muitos passes, não conseguia jogar. O fim da etapa inicial veio com alívio.

Leoninos cresceram na partida durante o segundo tempo do jogo (Ivan Storti/SantosFC)
Leoninos cresceram na partida durante o segundo tempo do jogo
O segundo tempo começou no mesmo ritmo. O Sport só se defendendo e o Santos só atacando. Logo aos 2 minutos, a defesa rubro-negra falhou Leandro Damião perdeu uma chance incrível, sem goleiro. Aos 18, a melhor chance do Leão no jogo. Renê, de longe, obrigou Aranha a fazer boa defesa. Por pouco Wendel não faz o gol no rebote. Neste momento, o Sport passou a equilibrar o jogo. A finalizar. Com Patric e Rithely.

Com as entradas de Ananias e Rithely, o Leão cresceu no jogo. Passou a arriscar. Até que, aos 27, o ataque funcionou. Mantendo a máxima do “quem não faz, leva”, Felipe Azevedo ganhou pela direita e cruzou. Neto Baiano escorou para as redes. A partida parecia que se encaminhava para uma vitória rubro-negra, quando aos 34 Geuvânio chutou e Gabriel, em posição duvidosa, empatou o jogo. Os jogadores do Leão reclamaram bastante no lance. Estava decretado o empate na partida.

Ficha do jogo

Santos 1
Aranha; Cicinho, Neto (Jubal - aos 13’ do 2ºT), David Braz e Mena; Arouca (Alan Santos - aos 19’ do 2ºT), Gabriel, Cícero e Geuvânio; Thiago Ribeiro (Lucas Lima - aos 33’ do 2ºT) e Leandro Damião.

Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Sport 1
Magrão; Patric, Ferron, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Ewerton Páscoa (Rithely - aos 10’ do 2ºT), Wendel (Ananias - aos 19’ do 2ºT), Renan Oliveira e Felipe Azevedo (Augusto - aos 30’ do 2ºT); Neto Baiano.
Técnico: Eduardo Baptista.

Local: Vila Belmiro, em Santos. Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação (BA). Assistentes: Rodrigo Pereira Jóia (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ). Cartões amarelos: Rodrigo Mancha (aos 42’ do 1ºT), Ferron (aos 9’ do 2°T), Neto Baiano (aos 28’ do 2°T); Jubal (aos 45’ do 2ºT). Gols: Neto Baiano (aos 27’ do 2°T); Gabriel (aos 34’ do 1ºT).
 
Do Super Esportes 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker