Página inicial
 
Mural de recados
21.08 | júnior
já pensou se não tivesse vaidade,e todos se unir-se como seria maravilhoso para ...
21.08 | MARCOS LEITE
GUSTAVO, PELO Q ACOMPANHO O FUTEBOL DOS 26 ESTADOS DO BRASIL E MAIS O DF, O ATLÉ ...
21.08 | Antonio do Salgado
Que vaidade danada desses empresarios em ser presidente do Central, porque nao a ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/02/2014
11h22 | esportes - COPA DO NORDESTE
COPA DO NORDESTE -> Sport vence o CSA por 2 a 0 e dá grande passo rumo às semifinais do Nordestão
Clique e Confira.
Foram dois gols sem a festa das arquibancadas. Três vezes um incômodo silêncio quebrado pelos próprios jogadores e comissão técnica do Sport ou pelos poucos torcedores que assistiram o jogo dos prédios que circundam à Ilha do Retiro. A punição em jogar com portões fechados poderia ter feito a partida ainda mais sem graça, não fosse a estreia de Eduardo Baptista oficialmente como técnico do Leão. Não fosse a manutenção da eficiência rubro-negra, que mesmo ainda sem mostrar um grande futebol, chegou à vitória por 2 a 0 sobre o CSA (gols de Neto Baiano e Ferron), na tarde deste domingo, e deu um largo passo rumo às semifinais do Nordestão.

Foi a quarta vitória consecutiva sob o comando do treinador (que antes era interino) e o detalhe: em todas essas partidas, o Sport não tomou gols). O êxito deu ao Leão a vantagem de perder por até 1 a 0 no jogo da volta, no próximo dia 25, no estádio Rei Pelé, em Maceió. Caso faça um gol fora de casa, o Sport poderá perder por até dois gols de diferença, que ainda assim estará classificado para enfrentar Santa Cruz ou Guarany de Sobral nas semifinais. Voltando as atenções para o Campeonato Pernambucano, o Sport enfrentará o Porto, quarta-feira, em Caruaru.

O jogo
O silêncio das arquibancadas pouco influenciou. O Sport foi superior ao CSA durante todo o primeiro tempo. A vitória parcial por 1 a 0 foi pouco, tantas foram as oportunidades desperdiçadas pelo Leão. Restringindo-se a se defender, a equipe alagoana pouco incomodou à defesa rubro-negra. Ainda que com o meio de campo pouco inspirado, por vezes lento, o Sport pressionou o adversário na base do “abafa”.

Sport foi superior no jogo deste domingo (Paulo Paiva/DP/D.A.Press) 
Sport foi superior no jogo deste domingo
Érico Júnior, Patric, Neto Baiano, Ewerton Páscoa. Todos tiveram pelo menos uma chance de finalizar, com relativo perigo à meta adversária. O Leão era só pressão quando, aos 29 minutos, Renê fez um grande cruzamento e Neto Baiano mandou para as redes. O barulho das arquibancadas foi substituído pelos gritos da comissão técnica e atletas rubro-negros no banco de reservas. Aos 37, Aiton cobrou falta com perfeição e Pantera salvou. O lance mais incrível, porém, veio na jogada seguinte. Breno saiu jogando mal, Neto Baiano tomou e bola e ficou sozinho, de frente para o goleiro, mandando em seguida a bola para fora.

No segundo tempo, o panorâma foi mantido. Jogo de um time só. Ataque contra defesa. Aos 12, Ewerton Páscoa bateu com categoria e a bola passou raspando a trave. Aos 19, o segundo gol. Ferron subiu mais alto que a defesa do CSA e mandou para as redes de cabeça. Após o gol, o Leão diminuiu bastante o ritmo. Os alagoanos tiveram pertos de diminuir o placar aos 33, com Daniel Costa, mas Patric salvou em cima da linha. Felipe Azevedo ainda teve chance de amplicar, mas o foco do SPort estava mesmo em segurar a vitória e levar a vantagem para Maceió.

Ficha do jogo

Sport 2
Magrão; Patric (Bileu - aos 36’ do 2ºT), Ferron, Durval e Renê; Ewerton Páscoa, Rodrigo Mancha, Ailton e Ananias; Érico Júnior (Felipe Azevedo - intervalo) e Neto Baiano (Everton Felipe - aos 24’ do 2ºT). Técnico: Eduardo Baptista.

CSA 0
Pantera, Pedro Silva, Breno, Roberto Dias e Mineiro (Uederson - aos 24’ do 2ºT); Charles Vágner, Lucas e Jéferson Maranhão; Daniel Costa, Jérson (Diego Clementino - aos 35’ do 1ºT) e Josimar. Técnico: Oliveira Canindé.

Local: Ilha do Retiro, no Recife. Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE). Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (FIFA-SE) e Ivaney Alves de Lima. Gols: (aos 29’ do 1ºT) e Ferron (aos 19’ do 2ºT). Cartões amarelos: Sport - Ewerton Páscoa (8’ do 1ºT), Renê (aos 38’ do 1ºT); CSA - Breno (aos 31’ do 1ºT), Diego Clementino (aos 46’ do 1ºT), Público: 0. Renda: R$ - 10.582,44.
 
DO SUPER ESPORTES

.
 
 
 
eXTReMe Tracker