Página inicial
 
Mural de recados
25.07 | Patativa
Respondendo esse rapaz chamado franco,sou torcedor e sócio do central desde 1986 ...
25.07 | MARCOS LEITE
O CENTRAL TEM Q FAZER LOGO A ELEIÇÃO, PRA SE ESTRUTURAR PRA 2018 Q JÁ TÁ GARANTI ...
25.07 | luciano
pra resolver o problema do central, não é preciso fechar as portas , e sim os só ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
13/02/2014
19h04 | esportes - SPORT
NORDESTÃO -> STJD mantém decisão e Sport pega o CSA com portões fechados no domingo, na Ilha
Clique e Confira.
Agora é em definitivo: o Sport não poderá contar com o apoio do seu torcedor no jogo do próximo domingo, contra o CSA, pelas quartas de final do Nordestão. Apesar do esforço do Departamento Jurídico do Leão, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) comunicou, no fim da tarde desta quinta-feira, que mantém a mesma decisão de uma semana atrás: punir o clube. Sendo assim, a Ilha do Retiro não receberá torcedores no domingo.

Na verdade, esta última decisão do STJD é em relação ao efeito suspensivo pedido pelo Sport até que o clube fosse julgado pelo pleno do órgão em definitivo (o que ainda não tem data para acontecer). Nesse recurso, o auditor Paulo César Salomão Filho, porém, decidiu que, dos dois jogos de punição pelos incidentes ocorridos na estreia do Nordestão (em 19 de janeiro último), o Leão terá que cumprir uma partida de mando de campo com portões fechados. O Sport ainda tentou um pedido de reconsideração, o que foi negado nesta tarde pelo auditor.

Tal fato chateou o vice-presidente jurídico do Sport, Arnaldo Barros, que tratou a situação como "absurda", já que o clube terá que pagar uma punição por algo que ainda tem chance de ser absolvido. "Acho um absurdo principalmente porque se o Sport, no julgamento que vier, for absolvido, de pouco vai adianta já que o prejuízo vai chegar antes e não há forma de nos ressarcir. Achei de uma autoritarismo enorme, uma demonstração de força absurda", afirmou Barros.

Prejuízo de R$ 200 mil
Calculando de acordo com o valor médio dos últimos ingressos e com a estimativa de público da diretoria, a renda ultrapassaria a casa dos R$ 200 mil. "Não é só prejuízo com renda, é o incentivo da torcida também. Tínhamos uma expectativa de 25 mil pessoas. Lamentamos muito tudo isso", pontuou Arnaldo Barros.
 
Do Super Esportes

.
 
 
 
eXTReMe Tracker