Página inicial
 
Mural de recados
27.05 | Aldery
Ao que parece o gramado melhorou muito, e com a chuva deste sábado 27/5 - vai me ...
27.05 | DANIEL Barros
Central, uma propriedade futebolista histórica de Caruaru. Entre os torcedore ...
27.05 | Patativa
Lugar de centralino é no lacerdao neste domingo vamos mostrar nossa força e espe ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
09/11/2013
10h33 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B > Em jogo de golaços e polêmicas, Sport foi goleado pelo Ceará e acirra briga pelo acesso: 4x1
Clique e confira!
O caráter decisivo do confronto estava impresso em vários detalhes. Do apedrejamento do ônibus da delegação rubro-negra à estranha irrigação que deixou apenas metade do gramado do Castelão encharcado. Dentro de campo, Sport e Ceará fizeram um jogo franco, decidido por chutes de fora da área. Melhor para o Vovô, que venceu por 4 a 1 e entrou de vez na briga pelo acesso.

Sequer houve tempo para as primeiras observações sobre o rendimento do Sport diante da decisão de Geninho em mexer no esquema do time. Isso porque logo aos 4 minutos, Magrão trocou o papel de heroi que desempenha há anos pelo de vilão. O que parecia um lance aparentemente despretensioso transformou-se no gol do Ceará por conta de uma falha terrível do paredão rubro-negro. Com certa liberdade, o meia Ricardinho conduziu pela direita e arriscou um chute quase da intemediária. Traído pelo quique e pela curva da bola, Magrão pôde somente desculpar-se pelo erro.

Atordoados pelo golpe precoce, os rubro-negros demoraram a entrar realmente na partida. Enquanto o Ceará trabalhava a bola com tranquilidade entre as intermediárias, buscando espaço entre a marcação pernambucana, o Sport se atrapalhava com passes imprecisos. Mas aos poucos, o Leão começou a imprimir seu jogo. Com a partida mais equilibrada, os comandados de Geninho passaram a incomodar a defensiva do Vovô. E num daqueles lances que pagam o ingresso, Marcos Aurélio fez jus à boa fase e acertou um chute do meio da rua no ângulo direito de Fernando Henrique, que estava adiantado.

Como que embalado pelo belo gol de empate, o Sport voltou do intervalo disposto a seguir pressionando. Mas, a exemplo do que acontecera no primeiro tempo, os rubro-negros receberam um novo golpe no início da estapa final. Numa jogada perto do meio de campo, o zagueiro Oswaldo se envolveu num lance polêmico. Depois de o árbitro Marcelo de Lima Henrique marcar falta a favor do Ceará, o prata-da-casa chutou a bola sutilmente. O juiz carioca, entretanto, mostrou o segundo amarelo para o defensor.

A expulsão desmontou o esquema armado por Geninho. Melhor para o Ceará que dominou as jogadas no meio de campo e passou a investir todas as suas fichas em chutes de longa distância, tentando levar vantagem sobre Magrão por meio do gramado molhado. Mas não foi a condição do terreno quem traiu o goleiro, mas sim, seu sistema defensivo. Aos 15 minutos, o camisa 1 fez boa defesa em chute de Magno Alves, mas no rebote, Lulinha - completamente livre de marcação - mandou de voleio para o fundo da barra. Mais tarde, aos 32, Mota - também de fora da área - viu Magrão adiantado e mandou no ângulo, definindo o resultado da partida. Com o Leão abatido, o Ceará transformou a vitória em goleada, através de Mota e Léo Gamalho.

Local: Castelão, no Ceará.
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ).
Assistentes: Dibert Pedrosa (RJ) e Jackson Massarra (RJ).
Gols: Ricardinho, Lulinha, Mota, Léo Gamalho (C) e Marcos Aurélio (S).
Cartões amarelos: Fernando Henrique, Mota, Lulinha (C), Oswaldo, Neto Baiano e Aílson (S).
Expulsão: Oswaldo (2º amarelo).

Ceará
Fernando Henrique; Marcos, Potiguar, Gustavo Silva e Vicente; João Marcos, Ricardinho, Lulinha (Thiago Humberto) e Rogerinho (Léo Gamalho); Magno Alves e Mota (Diogo Orlando). Técnico: Sérgio Soares

Sport
Magrão; Oswaldo, Pereira e Aílson; Patric, Rafael Pereira (Patrik Silva), Rithely, Lucas Lima (Nunes) e Marcelo Cordeiro; Marcos Aurélio e Neto Baiano (Felipe Azevedo). Técnico: Geninho.
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker