Página inicial
 
Mural de recados
20.08 | Jose Helio Pessoa
Bom dia centralinos, surge uma esperança na história do nosso querido Central de ...
19.08 | Gustavo
O Atletico do Acre conseguio o acesso pra serie C com uma folha salarial de 60 m ...
19.08 | Antonio do Salgado
Com certeza ja deram um ninha em Airton Junior, e sobre a outra chapa kd o Alexa ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
08/10/2013
08h58 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B > Sport não resiste à pressão do Avaí e perde por 1 a 0, mas não sai do G4
Clique e Confira.
O Sport poderia abrir cinco pontos de folga dentro do G4 em caso de vitória no confronto direto contra o Avaí. Mas os rubro-negros não conseguiram suportar a pressão da equipe catarinense no segundo tempo e acabaram derrotados por 1 a 0, nesta terça-feira, no Estádio da Ressacada. O resultado, no entanto, não tira o Leão da zona de classificação (graças a derrota do Paraná para o América-RN). Os pernambucanos agora estão na 4ª posição, com 46 pontos, um a mais que os paranistas. O Avaí, que estava fora do G4, assumiu o 3º lugar, com 47.
  
No primeiro tempo, o Sport teve uma atuação equilibrada. Ciente de que um empate seria um bom resultado, os rubro-negros procuraram se arriscar pouco, atuando sem afobação. E dessa forma, em alguns momentos, chegou a controlar a partida. Faltava, porém, criar uma boa oportunidade. Isso porque os homens de criação leonina estavam apagados, principalmente Lucas Lima e Felipe Azevedo, pouco participativos na partida.

Por outro lado, os sustos na defesa foram poucos. Aílson, que retornou ao time após vários meses sem ser sequer relacionado, fez boa partida. Além disso, o time marcava bem a saída de bola da equipe catarinense. Dessa forma, as principais chances do Avaí surgiram a partir dos poucos erros leoninos. A maioria deles com o volante Rithely.

Em alguns momentos durante a etapa inicial, o jogador perdeu a posse de bola por tentar uma jogada individual, ao invés de fazer o simples. Após uma falha dessa, que originou uma falta para o time catarinense, o meia Marquinhos (ex-Santa Cruz) quase coloca no ângulo de Magrão. A bola chegou a triscar na trave.

Sport errou muitos passes na partida (ANTONIO C. MAFALDA/MAFALDA PRESS)
Sport errou muitos passes na partida
Outra boa oportunidade dos donos da casa aconteceu aos 17 minutos, com o atacante Betinho (ex-Náutico) cabeceando forte, dentro da pequena área, para excelente defesa de Magrão.

Na volta para a etapa final, o técnico Geninho não mexeu na equipe. O Avaí também não. Mas, necessitando da vitória para entrar no G4, os donos da casa adotaram uma postura mais agressiva. Antes do primeiro minuto, Magrão foi obrigado a fazer boa defesa em chute rasteiro de fora da área de Anderson Uchôa.

Mas assim como no primeiro tempo, aos poucos o Sport conseguiu equilibrar a partida. E dessa vez teve uma grande chance de abrir o placar, aos 10 minutos, quando Felipe Azevedo recebeu belo passe de Marcos Aurélio e, dentro da área, chutou em cima do goleiro Diego.

Porém, aos 21 minutos, um lance ajudou a mudar a partida. Em bola cruzada na área, Toby chocou a cabeça no joelho de Magrão em uma dividida de bola e teve que deixar o estádio de ambulância, apesar de consciente. E o setor defensivo leonino, que já estava bastante desfalcado, sofreu mais uma baixa. Sobrou para o estreante Rafael Pereira, que apesar de ser volante foi improvisado na zaga.

Se aproveitando disso, o Avaí encontrou seu gol aos 31, com Márcio Diogo, ganhando da zaga e tocando de bico, no canto esquerdo de Magrão. Aos 41, Geninho tentou a última cartada, com a entrada de Nunes e Neto Baiano, nos lugares de Felipe Azevedo e Lucas Lima. Sem sucesso. Nunes, inclusive, foi expulso logo em seguida, injustamente, após disputa de bola com Marquinhos.

Ficha do jogo

Avaí
Diego (Tiago), Ricardinho, Alex Lima, Bruno Maia e Heracles, Eduardo Costa, Anderson Uchôa, Luciano (Aelson)  e Marquinhos; Reis (Márcio Diogo) e Betinho. Técnico: Hemerson Maria.

Sport
Magrão, Patric, Aílson, Toby (Rafael Pereira) e Marcelo Cordeiro, Anderson Pedra, Rithely, Aílton e Lucas Lima (Neto Baiano), Felipe Azevedo (Nunes) e Marcos Aurelio. Técnico: Geninho.

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC). Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ). Assistentes: Alex Alexandrino (SP) e Daniel Luís Marques (SP). Cartões amarelos: Anderson Pedra, Toby, Rafael Pereira(S). Marquinhos (A). Expulsão: Nunes (A). Gol: Márcio Diogo (34 do 2º)
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker