Página inicial
 
Mural de recados
09.12 | Rubro Negro
Campeão com mérito? Como assim,série B de 86 tem um monte de time q se intitula ...
09.12 | CLEO
pra ajudar o central< temos q se associar, tem 3 categoRIas de SÓCIOS PRAS 3 CLA ...
09.12 | MARCOS LEITE
PAULO VC FALOU DO SALGUEIRO, E OS OUTROAS DO INTERIOR NÃO VÃO DIPSUTAR NADA? VÃO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
01/10/2013
06h53 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B > Sport bate Joinville e volta ao G4: 3x2
Clique e Confira.
Foi uma vitória com dois protagonistas. Um corriqueiro e outro improvável. Marcos Aurélio e Patric foram decisivos para o triunfo do Sport por 3 a 2 sobre o Joinville, nesta terça-feira, na Ilha do Retiro. O atacante marcou duas vezes e o lateral direito, após fazer um péssimo primeiro tempo a ponto de ser vaiado pela torcida, marcou um gol e construiu a jogada de outro. Vitória importante, num momento chave, que trouxe o Leão de volta ao G4, (é quarto colocado) ultrapassando o próprio JEC. 

O início de jogo não foi bom para o Sport. O Joinville veio preparado para jogar em cima do esquema com três zagueiros do Leão, adiantando os seus atacantes para marcar a saída de bola. Isso dificultou bastante para o Rubro-negro, que ficava sem opções de jogo, quase sempre sendo obrigado a rifar a bola. O Joinville não chegou a fazer uma grande pressão no Sport, mas detinha mais a posse de bola e marcava presença no campo de ataque. O gol dos visitantes saiu aos 20 minutos, numa bobeada da zaga do Leão. 

A bola foi alçada na área. Lima ganhou de cabeça para Toby e mandou para o gol. Magrão fez grande defesa, mas não evitou que, no rebote, o atacante marcasse. Mal no início, até supreendido pela postura do Joinville, o Sport acordou com o gol sofrido. O problema da saída de bola foi parcialmente resolvido e os meias tiveram um papel importante nisso, voltando mais para buscar a bola, dando opções de jogo - até então toda a transição estava concentrada apenas em Rithely, que passou a ser bem marcado. O gol de empate veio rápido. 

Marcos Aurélio faz dois gols (Ricardo Fernandes/DP/D.A Press)
Marcos Aurélio faz dois gols
Se coletivamente estava difícil sair alguma jogada, Marcos Aurélio decidiu no individual. Ele recebeu de Lucas Lima na entrada da área e acertou um belo chute, no canto, sem defesa para o goleiro. A igualdade era o placar mais justo àquela altura. Com o gol, o Leão cresceu de rendimento e passou a pressionar o Joinville. Teve, inclusive, oportunidades para a virada, com Lucas Lima e Aílton. Antes da partida, o técnico Geninho havia comentado sobre a importância dos laterais para que a tática escolhida por ele - a volta ao 3-5-2 - funcionasse. 

Em campo, um dos pontos mais críticos da atuação do Sport foram justamente os alas, Marcelo Cordeiro e Patric. Nenhuma jogada produtiva do Leão saiu dos pés de um dos dois. O lateral direito errou tanto que a torcida começou a pegar no pé dele. Pouca coisa havia mudado no segundo tempo. O Sport pressionava em busca da virada e o Joinville insistia numa marcação forte, com um pouco mais de toque de bola. E eis que entra em ação o poder surpreendente do futebol. Aos 16, numa jogada em que os tão criticados laterais foram decisivos. Marcos Aurélio tocou para Marcelo Cordeiro, que fez o cruzamento. 

A bola percorreu a área, passou por Felipe Azevedo e foi parar nos pés de Patric, que tocou para o gol. E Patric, quem diria, foi decisivo também no terceiro gol do Sport. Aos 25, ele recuperou uma bola no lado do campo e, de carrinho, evitando que ela saísse, passou para Aílton. O meia foi à linha de fundo e cruzou. A zaga afastou mal de cabeça e Marcos Aurélio aproveitou, meio sem jeito, tocando para o gol. Poderia ser o gol da tranquilidade. Mas não faltou o sufoco no final. Aos 38, o árbitro marcou pênalti cometido por Gabriel. Marcelo Costa cobrou bem e diminuiu a vantagem do Sport. Apesar da pressão, o Leão suportou e segurou o placar. Vitória de extrema importância. 
Ficha do jogo 

Sport 
Magrão; Toby, Oswaldo (Rafael Pereira) e Pereira (Gabriel); Patric, Rithely, Aílton, Lucas Lima e Marcelo Cordeiro; Felipe Azevedo (Neto Baiano) e Marcos Aurélio. Técnico: Geninho 

Joinville 
Oliveira; Eduardo, Sandro, Diego Jussani e Bruno Costa; Augusto Recife, Marcus Vinícius, Hernani (Diogo Oliveira) e Marcelo Costa; Edigar Junio (Kim) e Lima. Técnico: Ricardo Drubscky 

Estádio: Ilha do Retiro. Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ). Assistentes: Adson Marcio Lopes Leal (BA) e Marcio Gleidson Correira Dias (PA). Gols: Lima (aos 20 minutos do 1oT), Marcos Aurélio (aos 27 minutos do 1oT e aos 25 minutos do 2oT), Patric (aos 16 minutos do 2oT), Marcelo Costa (aos 39 minutos do 2oT). Cartões amarelos: Marcelo Costa, Kim, Augusto Recife (J), Gabriel, Lucas Lima (S). Público: 18.018. Renda: R$ 254.925,00.
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker