Página inicial
 
Mural de recados
27.04 | Givaldo
Esse tal de Patativa devia mudar o nome para Urubu, esse desgraçado só faz corta ...
27.04 | Patativa
Meu Deus isso foi mostrado e um gramado ou um chiqueiro ...
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
06/09/2013
18h43 | esportes - SPORT
SPORT > Marcelo Martelotte confirma time do leão e minimiza pressão no cargo
Oferecimento: Bezerra Engenharia

Marcelo Martelotte está ameaçado de perder o cargo. A diretoria deu a entender, parte da tocida pediu - e o próprio treinador sabe que sua permanência pode depender do placar contra o Icasa. Mas, embora admita que o time vive alguma instabilidade, ele diz não se sentir pressionado pelos insucessos leoninos nas últimas rodadas da Série B.

O técnico minimizou a situação. "Tanto o presidente quanto o Marcos (Amaral) têm função de direção. O presidente tem direito de expressar sua insatisfação, fazer sua avalaiação. Estão no direito deles. Cabe a vocês da imprensa avaliarem, comentarem. Cabe a mim trabalhar para melhorar", disse. E completou: "A pressão sempre existiu. Desde meu primeiro jogo aqui, já existia. Se eu admitir que só tem pressão agora, pode-se entender que a gente relaxou em algumas partidas. Em relação a se saio ou se fico, isso cabe à diretoria. A mim cabe o trabalho. Lógico que buscando correções, o que nós estamos fazendo. Sempre buscando melhorar, sem perder a essência da nossa equipe. Espero que a gente volte a vencer", afirmou.

Martelotte, no entanto, defendeu seu trabalho. "Eu acho que a questão não é se é justa ou injusta (a cobrança). O que se avalia hoje é um momento. Um micro-momento, na verdade. São as últimas três partidas no campeonato brasileiro. É disso que a gente está falando. Avalia-se três quatro jogos de uma maneira muito pesada. É preciso avaliar a competição toda

A essência da equipe a que ele se referiu várias vezes durante a entrevista coletiva é a ofensividade. Tanto que o time que ele confirmou para o jogo deste sábado conta com três atacantes: Felipe Azevedo, Marcos Aurélio e Diego Maurício. " Mas mais uma vez ficou comprovado que não é a quantidade de volantes, zagueiros que vai resolver.  Essa formação (com três atacantes) eu entendo que nos dá condição de marcar melhor o adversário na saída de bola, no nosso campo de ataque. O mais importante é buscar a característica que fez o Sport chegar ao G4. Se a gente mudar a característica do time para consertar as coisas, você acaba caindo numa armaldilha", declarou.

O time do Sport que vai a campo é este: Magrão; Patric, Gabriel, Tobi e Pery; Pedra, Renan e Lucas Lima; Felipe Azevedo, Marcos Aurélio e Diego Maurício.

Do Blog do Torcedor 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker