Página inicial
 
Mural de recados
17.11 | CLEO
VERDADE VICTOR HUGO O REINADO DOS TRÊS DA CAPITAL ACABOU,COMO DIZ O DITADO FIZER ...
17.11 | VICTOR HUGO
TA DECRETADA A QUEDA DO SPORT KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Q BELEZA KKKKKKKKKKKKKKKKKK ...
13.11 | CLEO
É VERDADE MARCOS LEITE O TRIO DE FERRO DA CAPITAL FOI UMA VERGONHA ESSE ANO. ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
05/09/2017
20h12 | esportes - ELIMINATÓRIAS DA COPA DO MUNDO
ELIMINATÓRIAS - Colômbia 1x1 BRASIL - Brasil empata com Colômbia e perde 100% com Tite nas Eliminatórias

A Seleção Brasileira deixou de ter mais 100% de aproveitamento sob o comando de Tite nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. Jogando em Barranquilla, na tarde desta terça-feira, o time nacional não passou de um empate por 1 a 1 com a Colômbia. O meia Willian abriu o placar nos acréscimos do primeiro tempo, acertando o ângulo com um chute de primeira, e o centroavante Falcao García igualou no início do segundo, de cabeça.

O resultado, no entanto, não tira a tranquilidade da Seleção Brasileira. Já classificada para o Mundial da Rússia e com a primeira posição das Eliminatórias assegurada, a equipe de Tite, que vinha de nove triunfos consecutivos em jogos oficiais, totaliza 37 pontos.

O desempenho permite que o Brasil alcance o recorde da Argentina no atual formato das Eliminatórias – 43 pontos antes da Copa de 2002. Para igualar essa pontuação, será preciso derrotar a Bolívia, fora de casa, e o Chile, no Palestra Itália, em outubro.

Por sua vez, a Colômbia está muito próxima da classificação para a Copa do Mundo do ano que vem, com os 26 pontos. Os últimos compromissos dos comandados do técnico argentino José Pekerman serão contra o Paraguai, como mandante, e o Peru, como visitante.

 O jogo – Contando com a euforia de sua torcida e precisando de um bom resultado para se aproximar da classificação para a Copa do Mundo, a Colômbia não se intimidou diante da Seleção Brasileira. O time de José Pekerman trocava passes rápidos desde o campo defensivo, já nos primeiros minutos, na tentativa de envolver o de Tite.

Do outro lado, o Brasil até conseguia ficar mais tempo com a bola nos pés, mas não tinha criatividade para se desvencilhar da marcação colombiana. Assim como ocorreu contra o Equador, Renato Augusto era pouco participativo ofensivamente, sobrecarregando Willian na ponta direita e Neymar na esquerda.

Quando os atacantes brasileiros avançavam, o estilo brigador dos defensores colombianos entrava em cena. Para alguns jogadores brasileiros, nem sempre se tratava de “competitividade leal”, como Tite gosta de definir, o que gerou algumas discussões mais ríspidas. Neymar, um dos mais caçados, respondeu com um e outro dribles entre as pernas dos seus marcadores.

Aos 33 minutos, Neymar teve a primeira boa chance de irritar os colombianos também com um gol. O atacante do Paris Saint-Germain deixou Arias para trás e invadiu a área sozinho, pelo lado esquerdo, mas errou o cruzamento para Roberto Firmino. O substituto de Gabriel Jesus não alcançou a bola para concluir.

No final do primeiro tempo, os jogadores brasileiros não foram os únicos a driblar colombianos no gramado. Um cachorro passeou pelo campo e deu trabalho para a segurança contê-lo, fazendo a alegria do público, que já não se entusiasmava tanto com as jogadas criadas por James Rodríguez.

A torcida colombiana teria algo pior a lamentar. Aos 46 minutos, Neymar, mais solidário do que na rodada passada das Eliminatórias, recebeu lançamento de Fernandinho e só escorou a bola. Willian soltou o pé, de primeira, e acertou o ângulo para inaugurar o placar.

Com a desvantagem, Pekerman decidiu sacar o pouco produtivo Cuadrado no intervalo, promovendo a entrada de Chará. E, dez minutos mais tarde, festejou o gol de empate. Arias correu pela direita e fez o cruzamento. Dentro da área, Falcao García levou a melhor sobre a dupla de zaga brasileira e cabeceou para baixo, no canto.

O gol empolgou a Colômbia, que passou a pressionar a Seleção Brasileira e a fazer a sua torcida vibrar ainda mais nas arquibancadas. Aos 14 minutos, James Rodríguez cobrou falta rasteiro, mesmo sem muito ângulo, na esperança de surpreender o goleiro Alisson. A bola parou na trave.

Tite, então, trocou Firmino por Gabriel Jesus. Pekerman rebateu com mais um atacante de área, Téo Gutiérrez, na vaga de Cardona. Pouco depois, foi a vez de Philippe Coutinho ir a campo, substituindo o apático Renato Augusto, a exemplo do que havia ocorrido diante do Equador.

A partida ficou aberta a partir das alterações, com chances de gols para as duas seleções. Ninguém produziu o suficiente, contudo, para deixar a quente Barranquilla com uma vitória.

 

FICHA TÉCNICA
COLÔMBIA 1 X 1 BRASIL

 

 

Local: Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla (Colômbia)
Data: 5 de setembro de 2017, terça-feira
Horário: 17h30 (de Brasília)
Árbitro: Jesus Valenzuela (Venezuela)
Assistentes: Carlos López e Jorge Urrego (ambos da Venezuela)
Cartões amarelos: Cardona (Colômbia); Daniel Alves (Brasil)
Gols: COLÔMBIA: Falcao García, aos 10 minutos do segundo tempo; BRASIL: Willian, aos 46 minutos do primeiro tempo

 

 

COLÔMBIA: Ospina; Zapata, Santiago Arias, Davinson Sánchez e Fabra (Tesillo); Carlos Sánchez, Aguilar, Cuadrado (Chará), James Rodríguez e Cardona (Téo Gutiérrez); Falcao García
Técnico: José Pekerman

 

 

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva (Rodrigo Caio) e Filipe Luís; Fernandinho, Paulinho, Willian, Renato Augusto (Philippe Coutinho) e Neymar; Roberto Firmino (Gabriel Jesus)
Técnico: Tite
 
DA GAZETA ESPORTIVA 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker