Página inicial
 
Mural de recados
24.04 | Paulo
Parabéns ao povo de caruaru pelo reconhecimento do time do carcara que represent ...
24.04 | Beltrão
A vigilância tem que estar alerta, um certo clube da capital, adora oferecer cif ...
24.04 | Centralino
Lembrando a FPF que esse ano vai ser mais difícil roubar do Salgueiro, pois o se ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
17/08/2016
21h14 | esportes - OLIMPÍADAS 2016
OLIMPÍADAS - Brasil x Alemanha no Maracanã, pelo ouro olímpico e por um lampejo de revanche
Por Cássio Zirpoli

POR CÁSSIO ZIRPOLI 

Neymar e Gabriel Jesus, atacantes. Lukas Klostermann e Niklas Süle, defensores. Os jovens jogadores brasileiros e alemães festejaram as vitórias sobre Honduras e Nigéria e avançaram à decisão dos Jogos Olímpicos do Rio. No sábado, às 17h30, Brasil e Alemanha terão formações bem distintas em relação ao já antológico confronto de 2014. Em vez do Mineirão, o Maracanã. Em vez de Copa do Mundo, a Olimpíada. E em vez do 1 x 7? A conferir.

Não se trata de uma revanche para os brazucas. Não mesmo. O peso daquela partida provavelmente jamais será igualado. Mas, em termos de rivalidade, pode servir, sim, para aliviar um pouco aquela frustração. Até mesmo pelo ineditismo do ouro olímpico para os brasileiros – os próprios alemães só ganharam uma vez e numa época dividida, com a Alemanha Oriental levando a melhor em 1976.

Apesar da descrição no início do texto, com atacantes brasileiros e defensores alemães, os números deste torneio olímpico dizem o contrário. A (sempre) organizada seleção germânica tem o melhor ataque, com 21 gols marcados – quase metade diante da frágil equipe de Fiji -, enquanto o time verde e amarelo chega à final sem ter sido vazado. Começou mal, é verdade, empatando com sul-africanos e iraquianos, mas engatou boas vitórias desde então, sobretudo a partir da entrada de Luan, encaixando o ataque de Micale.

Mineirazo à parte, a final de 2016 tende a ser um jogo bem interessante…

Campanhas até a decisão…

 

Mannschaft: 5 jogos, 3 vitórias, 2 empates, 21 GP, 5 GC
Artilheiros: Petersen e Gnabry, 6 gols

 

 

Grupo C – Alemanha 2 x 2 México (Fonte Nova)
Grupo C – Alemanha 3 x 3 Coreia do Sul (Fonte Nova)
Grupo C – Alemanha 10 x 0 Fiji (Mineirão)
Quartas – Alemanha 4 x 0 Portugal (Mané Garrincha)
Semifinal – Alemanha 2 x 0 Nigéria (Arena Corinthians) 

 

 

Seleção: 5 jogos, 3 vitórias, 2 empates, 12 GP, 0 GC
Artilheiros: Neymar, Gabriel Jesus e Luan, 3 gols

 

 

Grupo A – Brasil 0 x 0 África do Sul (Mané Garrincha)
Grupo A – Brasil 0 x 0 Iraque (Mané Garrincha)
Grupo A – Brasil 4 x 0 Dinamarca (Fonte Nova)
Quartas – Brasil 2 x 0 Colômbia (Arena Corinthians)
Semifinal – Brasil 6 x 0 Honduras (Maracanã) 

 

O Brasil na final olímpica… 

 

1984 – Brasil 0 x 2 França (Rose Bowl, 101.799)
1988 – Brasil 1 x 2 União Soviética (Olímpico de Seul, 73 mil)
2012 – Brasil 1 x 2 México (Wembley, 86.162)
2016 – Brasil x Alemanha (Maracanã, até 76 mil)

 

As medalhas de brasileiros e alemães (1900-2012)… 

 

Brasil – 3 pratas (1984, 1988 e 2012) e 2 bronzes (1996 e 2008)
Alemanha Oriental – 1 ouro (1976), 1 prata (1980) e 1 bronze (1972)
Alemanha Ocidental – 1 bronze (1988)
Alemanha – 1 bronze (1964)

 

Maracanã nas Olimpíadas


...
 
 
 
eXTReMe Tracker