Página inicial
 
Mural de recados
15.12 | Fabio
Sorteio da Copa do Brasil: Santos/AP x Sport Fluminense de Feira/BA x Santa ...
15.12 | Patativa
Foi no lacerdao hoje e fiquei impressionado com o péssima qualidade do gramado,m ...
15.12 | KLEO
CARLOS, TU ALÉM D SER PESSIMISTA, SÓ PENSA NEGATIVO, DIFERENTE DE MIM Q SOU OTIM ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/11/2015
21h56 | esportes - SELEÇÃO BRASILEIRA
ELIMINATÓRIAS DA COPA 2018: Seleção Brasileira goleia o Peru (3x0) na Fonte Nova e sobe para o terceiro lugar nas Eliminatórias
Douglas Costa, Renato Augusto e Filipe Luís marcaram os gols do Brasil em Salvador
Neymar, mais uma vez, não esteve bem e o Brasil esteve longe de ser brilhante. Mas, com grande atuação de Douglas Costa e bom jogo coletivo, a eleção soube se impor diante da frágil equipe do Peru, nesta terça-feira, em Salvador. Com a vitória por 3 a 0 na Arena Fonte Nova, a equipe chegou aos sete pontos e fecha o ano na terceira colocação das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia. O time agora só volta a se reunir em março, quando enfrentará Uruguai e Paraguai.

A seleção entrou em campo pressionada depois da fraca atuação que teve no empate por 1 a 1 com a Argentina na semana passada. O técnico Dunga, então, resolveu fazer três alterações em relação ao time que começou jogando em Buenos Aires: Gil entrou no lugar de David Luiz (suspenso), Renato Augusto substituiu Lucas Lima e Douglas Costa ficou com a vaga de Ricardo Oliveira. O treinador não mudou apenas peças. Ele trocou o sistema tático da equipe.

O Brasil jogou no 4-1-4-1. O "1" da defesa era Luiz Gustavo e o "1" do ataque era Neymar. O esquema é o mesmo que o técnico Tite utilizou para levar o Corinthians à liderança do Campeonato Brasileiro. Dunga também apostou no entrosamento de três jogadores do time corintiano: Gil, Elias e Renato Augusto.

As mudanças deixaram o time mais solto. Elias, por exemplo, que na seleção costuma não ter o mesmo rendimento do Corinthians porque mal consegue mal passar do meio de campo, nesta terça-feira apareceu com frequência no ataque.
 
 Willian aberto pela direita e Douglas Costa na esquerda deram mais profundidade ao jogo da seleção. E foi justamente em um jogada da dupla que o Brasil abriu o placar. Aos 21 minutos, Willian fez boa jogada e cruzou para o meio da área, onde estava Douglas Costa para completar para o fundo da rede. Por muito pouco o jogador do Bayern de Munique não fez o segundo aos 38. Mesmo sem ângulo, ele cobrou falta com efeito pela direita e carimbou a trave.

Jogando centralizado, como um "falso 9", Neymar tinha liberdade e circulava por todos os setores do ataque. O problema é que, sempre acompanhado de perto por um ou dois marcadores, o craque tinha dificuldade para criar lances de perigo. Somente aos 44 minutos é que o atacante fez a sua primeira jogada de efeito, quando dominou no peito e deu uma bicicleta por cima do gol. Neymar, no entanto, estava impedido e a arbitragem anulou a jogada.

No segundo tempo, o panorama do jogo permaneceu inalterado. O Peru era praticamente inofensivo. Isolado, Guerrero era vigiado por Gil e Miranda. Quando a bola chegava a ele, rapidamente era desarmado.

No Brasil, Dunga inverteu as posições de Douglas Costa e Willian O time continuou dono do jogo e não demorou para ampliar a vantagem. Aos 12 minutos, Douglas Costa disparou pela direita e tocou para Renato Augusto, que vinha de trás, bater de primeira no canto.

A seleção puxou o freio de mão e, mesmo assim ainda fez o terceiro gol. Aos 32 minutos, Douglas Costas soltou a bomba pela esquerda. O goleiro espalmou e, no rebote, Filipe Luís fechou o placar.

BRASIL 3 x 0 PERU

BRASIL - Alisson; Daniel Alves, Miranda, Gil e Filipe Luís; Luiz Gustavo (Fernandinho), Elias, Willian (Oscar) e Renato Augusto; Douglas Costa (Lucas Lima) e Neymar. Técnico: Dunga.

PERU - Penny; Advíncula, Zambrano, Ascues e Yotún; Tapia (Ballón), Cueca, Lobatón (Gonzáles) e Farfán; Guerrero e Hurtado (Reyna). Técnico: Ricardo Gareca.

GOLS - Douglas Costa, aos 21 minutos do primeiro tempo; Renato Augusto, aos 12, e Filipe Luís, aos 31 minutos do segundo tempo
CARTÕES AMARELOS - Neymar (Brasil); Ascues e Advíncula (Peru)

ÁRBITRO - José Buitrago (Fifa/Colômbia)
RENDA - R$ 4.186.790,00
PÚBLICO - 45.558 pagantes
LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker