Página inicial
 
Mural de recados
25.06 | Adalgisio
Kaio SDG ou você não assistiu nenhum jogo ou não entende de futebol pra dizer qu ...
24.06 |
Soube que a procura de ingressos foi fraca... Que torcida fraca essa do central ...
24.06 | Gustavo
Lembro de quando anunciaram essa parceria com Granada fiz uma pesquisa e vi que ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
26/10/2015
21h53 | esportes - Futebol
Sem o apoio necessário, Zico não será candidato à presidência da Fifa

LANCEPRESS! 

 

Zico (foto:Divulgação)
 

Então pré-candidato ao cargo de próximo presidente da Fifa, Zico confirmou, nesta segunda-feira – último dia para a confirmação das candidaturas –, que não disputará a eleição que será realizada em 26 de fevereiro do ano que vem, em Zurique. O Galinho, atualmente técnico do FC Goa, da Índia, lamentou não ter conquistado o apoio de, no mínimo, cinco federações nacionais para disputar o pleito.

 

– Não foi possível conseguir as cinco cartas para a candidatura da Fifa. Ontem estava mais animado, conversei com diversas pessoas, falei com seis presidentes de federações que quase garantiram o voto. Mas houve uma reviravolta grande na Uefa – disse Zico, em seu programa na Rádio Globo, se referindo à candidatura de Gianni Infantino, antes de completar:

 

– Hoje não vejo condições de que possa mudar algo na Fifa, principalmente por causa daqueles que estão lá brigando pelo cargo. Não vejo esperanças de vir alguma coisa nova e já esperava por isso, pela forma que a eleição é. Lamento que isso venha acontecendo.

 

Campanha de Zico teve artes gráficas em português inglês e italiano (Foto: Divulgação)

Apesar de, naturalmente, lamentar a situação, Zico se mostrou satisfeito com o fato de ter realizado uma campanha limpa diante dos seguidos escândalos enfrentados por diversos personsagens revelantes na Fifa.

 

– Pelo menos nesse período eu consegui dar o meu recado e mostrar como é importante ter uma campanha limpa de quem tem uma história no futebol. Quero agradecer a todos que me ajudaram a fazer esse movimento que começou com quatro pessoas e foi crescendo. Foram muitos que me ajudaram. Meu filho Júnior fez todos os contatos diretos com as federações – destacou o maior ídolo da história do Flamengo e um dos maiores nomes da Seleção Brasileira.

 

– Estou feliz por ter feito a campanha com esse sentido e, agora, vamos torcer para aqueles que estão lá e têm a responsabilidade. Que eles vejam o futebol com amor e paixão e não com o olhar do dinheiro, com o bolso – encerrou Zico, que teria conseguido, de fato, apenas os apoios das federações de São Tomé e Príncipe e Angola.

 




.
 
 
 
eXTReMe Tracker