Página inicial
 
Mural de recados
18.08 | Patativa
Com certeza essa chapa de Clóvis Lucena irá vencer,a outra só tem liso sem futur ...
18.08 | MARCOS LEITE
NA ELEIÇÃO DO CENTRAL, TEM QUANTOS CANDIDATOS A PRESIDENTE? EIS A QUESTÃO PROCUR ...
17.08 | Ronaldo fonseca
As bate chapas está aí! Qual será a mais benéfica para O glorioso????? De a s ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
08/10/2015
08h00 | esportes - SELEÇÃO BRASILEIRA
ELIMINATÓRIAS: Chile 2x0 Brasil - Seleção Brasileira não resiste ao Chile e perde a 1ª estreia em Eliminatórias da Copa do Mundo
A Seleção Brasileira não resistiu à primeira prova de fogo na caminhada rumo à Copa do Mundo de 2018 e perdeu por 2 a 0 para o Chile na estreia das Eliminatórias sul-americanas. Dominado pela Roja do início ao fim do jogo, o time canarinho saiu do Estádio Nacional, em Santiago, ciente de que terá de melhorar muito se quiser brigar pela vaga no Mundial da Rússia. Além de corrigir as falhas defensivas, o técnico Dunga terá de quebrar a cabeça para encontrar uma formação que não dependa tanto do atacante Neymar – ausente no confronto por estar suspenso.

A derrota pelo placar mínimo foi até barata para a Seleção. Os comandados de Dunga voltaram a sentir a ausência de Neymar no setor ofensivo e pouco produziram para assustar o goleiro Bravo. A Roja, por sua vez, manteve o controle durante os 90 minutos da partida e carimbou a trave de Jefferson em duas ocasiões. Mas, aos 26 minutos do segundo tempo, não houve quem impedisse o atacante Vargas de concluir cobrança de falta para o fundo das redes. Aos 44, Alexis Sánchez tabelou com Vidal e selou o placar favorável aos donos da casa.

Essa foi a primeira derrota da Seleção Brasileira em estreias de Eliminatórias sul-americanas. O Chile também encerrou com esse resultado um tabu de 15 anos sem vencer o time canarinho. Nos minutos finais, a torcida chilena gritou "olé" no estádio.

A Seleção volta a campo pelas Eliminatórias nesta terça-feira. A partida será contra a Venezuela, às 22 horas (de Brasília), no estádio Castelão, em Fortaleza. Já o Chile viajará para enfrentar o Peru, também na terça, às 23h45.
 
 O Jogo

A etapa inicial do jogo contra o Chile mostrou toda a dificuldade que espera a Seleção Brasileira nas Eliminatórias à Copa do Mundo de 2018. A Roja, por atuar com o apoio da torcida, tomou a iniciativa e arriscou a primeira finalização aos quatro minutos, em chute de Vargas defendido de forma tranquila por Jefferson. O Brasil respondeu aos oito minutos, em falta rasteira cobrada por Hulk. O tiro saiu à direita do gol e não assustou Bravo.

Aos 13 minutos, Vargas finalizou colocado e mandou à esquerda do goleiro canarinho. Hulk novamente encontrou espaço aos 18 e mandou a bomba de fora da área, mas a bola subiu demais e não acertou o alvo. Oscar, aos 24, tentou a sorte e chutou por cima da meta de Bravo.

A Seleção sofreu uma baixa importante aos 32 minutos. David Luiz caiu no gramado com dores no joelho e precisou ser substituído por Marquinhos. O Chile manteve a posse de bola e passou a pressionar a defesa brasileira com mais força no restante do primeiro tempo. Aos 41, Sánchez aproveitou contra-ataque e carimbou a trave direita do estático Jefferson. O goleiro voltou a trabalhar aos 44, ao praticar defesa em finalização de Jara. O Brasil respondeu timidamente aos 45, mas Bravo não deu chances para o azar.

Após o intervalo, a Seleção esboçou uma tentativa de tomar o controle da partida. Em contra-ataque puxado logo aos dois minutos, Oscar entrou livre na área e errou o passe que deixaria Hulk em ótimas condições de marcar. O meia do Chelsea voltou a ter a oportunidade de definir o confronto aos seis minutos, mas chutou falta perigosa na barreira chilena. Não demorou muito para que a Roja voltasse a assustar Jefferson. Aos 11, Isla arriscou chute de longe e fez a bola acertar a trave direita da meta brasileira.
 
 Aos 22 minutos, Sánchez voltou a tirar o fôlego da torcida brasileira ao arrancar pela esquerda e acertar passe com perigo para o meio da área. A bola percorreu toda a extensão do gol de Jefferson e saiu pela linha de fundo. Quatro minutos depois, Matías Fernández cobrou falta da direita e encontrou o atacante Eduardo Vargas, O jogador, que já teve passagem pelo Grêmio, completou o cruzamento com força suficiente para que Jefferson não conseguisse espalmar.

Atrás no placar, Dunga colocou os santistas Ricardo Oliveira e Lucas Lima em campo, mas não presenciou nenhuma melhora no rendimento da equipe. O atacante ainda tentou arriscar um chute aos 38 minutos, mas a bola passou à direita de Bravo e não levou perigo para o goleiro. Quando o relógio marcava 44 minutos, Sánchez puxou contra-ataque, tabelou com Vidal e, ao receber dentro da área, finalizou sem problemas para definir o marcador.

Chile 2 x 0 Brasil

Local: Estádio Nacional, em Santiago (Chile)
Data: 8 de outubro de 2015, quinta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Roddy Zambrano (Equador)
Assistentes: Christian Lescano e Byrom Romero (ambos do Equador)
Cartões amarelos: Marcelo Díaz (Chile); Luiz Gustavo (Brasil)
Gols:
Eduardo Vargas, aos 26 minutos do segundo tempo, e Alexis Sánchez, aos 44 minutos do segundo tempo.

Chile:
Claudio Bravo, Francisco Silva (Mark González), Gary Medel, Gonzalo Jara e Mauricio Isla; Marcelo Díaz (Vilches), Arturo Vidal, Jean Beausejour e Jorge Valdivia (Matías Fernández); Alexis Sánchez e Eduardo Vargas.
Técnico: Jorge Sampaoli

Brasil: Jefferson; Daniel Alves, Miranda, David Luiz (Marquinhos) e Marcelo; Luiz Gustavo (Lucas Lima), Elias, Oscar. Willian e Douglas Costa; Hulk (Ricardo Oliveira).
Técnico: Dunga
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker