Página inicial
 
Mural de recados
22.06 | Paulo alvinegro
Pois é patativa também dei a viagem perdida não tinha ingresso nenhum na sede o ...
22.06 | Patativa
O central e seu amadorismo fui até o lacerdao nesta quinta feira comprar meu ing ...
22.06 | José
Boa tarde Warley, Se caso o central empatar essa partida, ele ta classificado ? ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
15/09/2015
14h50 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Náutico precisa de aproveitamento irreal por acesso e Santa manter rendimento de Martelotte
Com a Série B entrando no seu terço final, restando 12 rodadas, Náutico e Santa Cruz vivem momentos distintos com relação ao objetivo do acesso. Tomando como base o aproveitamento histórico e da atual edição da competição, a matemática mostra que os alvirrubros, com o empate, em casa, com o Atlético-GO praticamente deram adeus as chances de voltar à Série A. Já os tricolores, caso mantenham o aproveitamento sob a batuta do técnico Marcelo Martelotte, possuem boas chances de retornar à elite nacional, após 10 anos.

Tomando como base a média histórica da Série B, o número mágico para o acesso são 64 pontos. Desde 2006 (quando a competição passou a ter 20 clubes), apenas uma vez um time que alcançou essa pontuação não subiu de divisão. Na verdade em uma edição fora dos padrões, quando o São Caetano terminou em 5º mesmo com 71 pontos. Dessa forma, o Náutico precisará somar mais 27 pontos para alcançar a marca, enquanto o Santa Cruz mais 23, dos 36 pontos ainda em disputa. 

Para isso, o Timbu precisará mudar da água para o vinho o seu futebol e passar a ter um aproveitamento de 75% nessa reta final. Desde a 6ª rodada, o time vem somando apenas 38,8% dos pontos. Além disso, para se ter uma ideia, o melhor aproveitamento da história da Série B foi do Corinthians, em 2008, com 74,5%.

Já o Santa, para chegar aos 64 pontos, precisará também de um alto rendimento nas 12 rodadas finais. Porém, os 63,8% necessários é praticamente o mesmo aproveitamento desde que o técnico Marcelo Martelotte assumiu o comando do time, na 8º rodada. Desde então, os corais somaram 36 pontos, dos 57 em disputa, com um rendimento de 63,1%.

Edição atual
Por sua vez, o aproveitamento da atual edição vem sendo superior a média histórica da competição. O Bahia, atual quarto colocado, conta com um rendimento de 57,7%. Transportando esse percentual para a última rodada, o quarto colocado somaria 66 pontos, dois a mais que a margem histórica. Caso isso se confirme, a missão de alvirrubros e tricolores será ainda mais árdua.

No caso do Timbu, seriam preciso mais 29 pontos, o que aumentaria o aproveitamento necessário para quase inalcancáveis 80,5%. Já o time coral teria que somar mais 25, ou 69,4% de rendimento. 

O que o Náutico precisa
75% de aproveitamento
Para chegar a 64 pontos, média histórica do 4º colocado

80,5% de aproveitamento
Para chegar a 66 pontos, média atual do 4º colocado

O que o Santa Cruz precisa
63,8% de aproveitamento
Para chegar a 64 pontos, média histórica do 4º colocado

69,4% de aproveitamento
Para chegar a 66 pontos, média atual do 4º colocado

O Náutico no campeonato
88,8% de aproveitamento
Até a 6ª rodada

38,8% de aproveitamento
Após a sexta rodada

O Santa Cruz no campeonato
23% de aproveitamento
Antes do técnico Marcelo Martelotte

63,1% de aproveitamento
Depois do técnico Marcelo Martelotte
 
Do Super Esportes. 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker