Página inicial
 
Mural de recados
22.04 | Paulo alvinegro arretado
Meus amigos isso não é possivel. Que paz é essa? Isso é inconpetência total. Es ...
21.04 | Paulo alvinegro
Aleluia,aleluia a paz voltou ao central será mesmo vamos aguardar. ...
21.04 | Manoel
AGORA VAI GERA UMA NOVA PESPEQUITIVA NO CENTRAL COM A UNIÃO DA DIRETORIA, SÓ NÃO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
23/06/2015
14h32 | esportes - FUTEBOL NACIONAL
Zé Love vira só Eduardo na China e reclama de posição: "Quase volante"
Zé Love China Shanghai (Foto: Reprodução/Sina.com)
DO GLOBESPORTE.COM 
Zé Love vira quase volante na China: "Posição que não jogo em pelada" (Foto: Reprodução/Sina.com)
 

Há quatro anos, Zé Love vencia a Libertadores com o Santos formando o ataque com ninguém menos que Neymar, ex-parceiro que tomou outros rumos. Muita coisa mudou para o atacante paulista, revelado pelo Palmeiras, desde aquele 22 de junho de 2011. Ele passou pelo futebol italiano, defendeu o Coritiba e chegou neste ano ao Shanghai Shenxin, onde se transformou - a contragosto, diga-se - praticamente em um volante e foi rebatizado. Deixou o Zé Love de lado e, por um motivo curioso, virou apenas Eduardo para o torcedor chinês. 

- Aqui é só Eduardo. Até porque Zé significa ladrão aqui. Quando eu cheguei, fiquei sabendo disso e pedi para deixar só Eduardo. Eles me falaram que Zé não era um nome bacana de se chamar. Por isso, até quando o locutor me chama para entrar em campo, só fala Eduardo - disse o atacante, durante entrevista por telefone.

Enquanto Neymar virou protagonista no campeão europeu Barcelona, Zé Love - ou apenas Eduardo - ganhou outro status e hoje defende o Shanghai Shenxin, time de pior campanha no Campeonato Chinês (tem quatro pontos em 14 jogos). Lá, a adaptação não tem sido das melhores, e o brasileiro divide a responsabilidade com o técnico Liu Junwei.

- Aqui na China quem tem moral mesmo é o Elkeson e o Conca. Vieram logo no começo, para o melhor time, e criaram um nome. Até porque são ótimos jogadores. Aqui meu time não está jogando muito bem, estou jogando em uma posição diferente, que não gosto de jogar nem em pelada. Estou quase de segundo volante. É difícil jogar marcando, mas a gente tem que respeitar o técnico. Há muitos treinadores estrangeiros no país, mas aqui temos um chinês, que está em seu primeiro ano como técnico. Ele me colocou em uma posição longe do gol, mas já conversei com ele. Ele prefere assim e nós temos que nos adaptar. A adaptação está muito difícil... Imagina um jogador que sempre fez gols – disse Zé Love, que marcou uma vez em 11 jogos na China.

Zé Eduardo e Neymar abraçados no treino do santos (Foto: Werther Santana / Agência Estado)Neymar e Zé Eduardo venceram a Libertadores juntos há quatro anos (Foto: Werther Santana / Agência Estado)


Sem falar inglês e muito menos chinês, o atacante de 27 anos disse que um ótimo contrato o levou para a China e garantiu que pretende cumprir o vínculo válido por dois anos até o fim, apesar de amargurar uma certa tristeza pela forma na qual vem atuando. 

- O jogador vem para a China pensando financeiramente. O mercado está crescendo bastante. Eu tenho 27 anos e sei que o futebol é curto. Espero cumprir meu vínculo até o fim. Mas o modo que venho jogando vem entristecendo um pouco. É uma posição que nem em pelada eu jogo. Dificulta para até para me demonstrar para outro clube. Querendo ou não, poucas pessoas conhecem aqui os jogadores do futebol brasileiro, por mais que tenham nome no Brasil – completou.

Ze Love Eduardo e a esposa na China (Foto: Reprodução / Instagram)Sem falar inglês e nem chinês, Zé Love depende da esposa e tradutores para se comunicar (Reprodução / Instagram)


"Não" ao Milan e parceria com Neymar

Uma realidade bem diferente daquela de quatro anos atrás, que culminou com a vitória do Santos sobre o Peñarol. Depois foi para o Genoa, sem ter nem de longe o mesmo destaque de Neymar no futebol europeu. Zé Love acredita que a campanha na Libertadores atrapalhou a sua pré-temporada na Itália, e o primeiro ano lá foi marcado por uma lesão na tíbia.

Ze Love Eduardo Shanghai Shenxin China (Foto: Reprodução / Instagram)Ze Love diz que virou Eduardo na China para não ser "chamado" de ladrão (Reprodução / Instagram)

Em 2012 chamou a atenção do Milan durante a pré-temporada, e, diante da necessidade de contratar um atacante, o clube rossonero entrou em contato com o brasileiro, que viajou para Milão. Só que as conversas ficaram apenas nisso - por decisão de Zé Love. 

- Viajei para Milão e fiquei num hotel. Só que o Milan estava esperando um atacante e eu era segundo plano. Teria que ficar esperando quatro ou cinco dias no hotel e, se o Milan contratasse o tal atacante, eu voltaria para o Genoa. Se não contratasse, eu ficaria no Milan. Nisso, eu corria o risco de perder o meu espaço no Genoa e optei por voltar a Gênova até porque no fim de semana tinha a estreia do Italiano. Eu simplesmente preferi treinar e jogar no fim de semana. Não cheguei a rejeitar um teste.

Só que os planos do atacante, que iniciaria a segunda temporada na Itália, escorreram pelo ralo e na semana seguinte ele foi emprestado ao Siena.

- Nisso, o presidente do Genoa tinha um acordo com o Milan. Eu voltei, e o presidente não gostou. Eu queria jogar, após ficar um ano parado. E vinha de uma pré-temporada na qual pensava que deslancharia. O presidente do Genoa não gostou e acabou me afastando. 

Atualmente, Zé Love e Neymar ainda mantêm contato (por whatsapp, segundo ele), mas o atacante do time chinês não acredita que eles poderão reeditar no futuro a dupla que fez sucesso no Peixe.

- É quase impossível. Ele vai ficar muitos anos no Barcelona. Meu status é outro, meu mercado é outro – disse o atacante, que defendeu o Coritiba no ano passado.



...
 
 
 
eXTReMe Tracker