Página inicial
 
Mural de recados
27.05 | Alex
É o fim da picada a contratação de Candinho, juntando todos os atacantes não dá ...
26.05 | marcelo
Concordo plenamente com voce paulo esses reporteres das radios de caruaru sao do ...
26.05 | Davi
Infelizmente o editor desse blog não publicou meu comentário, so sei de uma cois ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
08/06/2015
09h31 | esportes - Futebol
Técnico Cuca pode deixar o futebol chinês e ficar livre no mercado
O técnico Cuca pode ser mais um treinador livre para o mercado brasileiro. Desde o início de 2014 no comando do Shandong Luneng (CHN), ele negocia sua saída do clube chinês no meio deste ano. Seu contrato vai até dezembro, mas uma cláusula permite a rescisão seis meses antes sem precisar pagar multa. A pessoas próximas, o treinador já revelou o desejo de voltar para o Brasil imediatamente.
 
Nos últimos meses, ele chegou a receber diversas consultas de clubes brasileiros. Na semana que antecedeu o clássico entre Corinthians e Palmeiras, vencido pelo Verdão por 2 a 0, Cuca foi procurado por um membro da diretoria palmeirense. Na ocasião, Oswaldo de Oliveira estava "em observação", ameaçado no cargo após maus resultados, mas ganhou sobrevida após o triunfo no Dérbi. Agora, Oswaldo volta a ficar balançado após a derrota para o Figueirense, em Florianópolis, mas no mercado surgiu um nome forte sem clube: Marcelo Oliveira, que deixou o Cruzeiro e tem boa relação com o diretor Alexandre Mattos.

Cuca teve o auge de sua carreira como treinador em 2013, no comando do Atlético-MG, quando conquistou a Copa Libertadores. Após o vexame no Mundial da Fifa, em dezembro, ao perder para o Raja Casablanca, ele despediu-se do clube mineiro e acertou a ida para o futebol chinês.
 
Na última sexta-feira, o treinador envolveu-se em confusão no empate por 2 a 2 entre Guizhou Renhe e Shandong Luneng, pelo Campeonato Chinês. Após um gol anulado, ele foi reclamar com o assistente, que não aceitou e partiu para agressão, desferindo um soco e cortando o supercílio do brasileiro. Agora, há um intervalo na competição e ele já havia planejado passar o período de folga na Tailândia com a família.
 
Fonte: Lancenet 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker