Página inicial
 
Mural de recados
27.05 | Aldery
Ao que parece o gramado melhorou muito, e com a chuva deste sábado 27/5 - vai me ...
27.05 | DANIEL Barros
Central, uma propriedade futebolista histórica de Caruaru. Entre os torcedore ...
27.05 | Patativa
Lugar de centralino é no lacerdao neste domingo vamos mostrar nossa força e espe ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
04/06/2015
15h51 | esportes - Futebol
Cai mais um técnico na Série A do Campeonato Brasileiro
CLIQUE E CONFIRA.
Do Lancenet! 
 
A péssima campanha do Joinville na Série A do Brasileiro, um ponto em cinco jogos, pôs fim ao longo reinado de Hemerson Maria no comando do clube. Nesta quinta-feira, um dia após a derrota por 2 a 0 para a Chapecoense, em Chapecó, a diretoria dispensou o treinador, que estava no JEC desde dezembro de 2013  e foi campeão da Série B do Brasileiro em 2014 e do Catarinense-2015 (título que ainda não foi homologado). Ao todo, Hemerson contabilizou 39 vitórias, 26 empates e 22 derrotas.
A diretoria, em nota oficial, agradeceu os serviços do treinador durante os 18 meses, mas que "futebol é feito de resultados e de momento, e nesse momento o JEC necessita de mudanças".

Entre os times que disputam a Série A do Brasileiro, Hemerson era o treinador que há mais tempo estava no cargo. Com a sua demissão já são cinco os que perderam o posto (em cinco rodadas). Eis a lista:
 
Luiz Felipe Scolari (Grêmio)
Felipão deixou o Grêmio após a segunda rodada do Brasileirão após um início ruim, com empate contra a Ponte Preta em casa e derrota por 2 a 0 para o Coritiba, no Couto Pereira. Segundo o presidente do Imortal, Romildo Bolzan Júnior, foi o próprio treinador quem pediu demissão do clube. Para o seu lugar o Grêmio apostou em Roger, ex-jogador e ídolo do clube e que vinha de um trabalho considerado bom no pequeno Novo Hamburgo.
 
Ricardo Drubscky (Fluminense)
 
Com apenas oito jogos no comando do Fluminense, Drubscky foi outro que caiu após a segunda rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador não resistiu a goleada sofrida para o Atlético-MG por 4 a 1, no Mané Garrincha, em Brasília. O Fluminense foi ao mercado e buscou Enderson Moreira para o seu lugar.
 
Vanderlei Luxemburgo (Flamengo)
 
Luxa chegou e tirou o Flamengo da zona da confusão no Brasileiro 2014. Mas em 2015, tirando um título de um torneio em Manaus, o Flamengo decepcionou no Carioca e começou mal no Brasileiro. Sem resultados, o treinador, que dias antes da degola chegou a ser sondado para assumir o São Paulo, acabou demitido após uma derrota para o Avaí e saiu atirando contra a diretoria. Cristóvão assumiu o seu lugar.
 
Marcelo Oliveira (Cruzeiro)
 
Nem mesmo o atual técnico bicampeão brasileiro conseguiu se manter no cargo após resultados ruins. A eliminação do Cruzeiro na Libertadores de forma dramática (foi goleado pelo River Plate no Mineirão) minou Marcelo Oliveira, com a diretoria. Ele ainda teve uma sobrevida de alguns dias. Só que o time perdeu para o Figueirense e permaneceu na zona de rebaixamento. Foi a pá de cal. Vanderlei Luxemburgo, que recém saiu do Flamengo, assumiu a sua posição.
 
Hemerson Maria (Joinville)
 
Após a boa campanha no Campeonato Catarinense (foi campeão, embora o título esteja sendo contestado pelo Figueirense na justiça por causa de o JEC ter usado um jogador irregular em uma partida) o Joinville começou muito mal o Brasileiro e, ao acumular a quarta derrota em cinco jogos nesta quarta-feira - Chapecoense 2 a 0 - Hemerson Maria foi dispensado nesta quinta-feira pela diretoria após 18 meses no cargo.
 
Hemerson Maria é o quinto técnico demitido em cinco rodadas do Brasileirão (Foto: Divulgação/JEC)

.
 
 
 
eXTReMe Tracker