Página inicial
 
Mural de recados
26.07 | Eraldo
Já li muita coisa nesse Blog, agora chamar o Porto de time que honra a cidade é ...
26.07 | ADALBERTO FLORÊNCIO DE OLIVEIRA
Meus caros amigos do mural de recados tenha todos um bom dia,sou torcedor do \"c ...
26.07 | VICTOR HUGO
A SEGUNDONA VAI SER REGIONALIZADA, DEVE TER 3 GRUPOS D 4 PORTO, PESQUEIRA, SETE ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
19/05/2015
13h01 | esportes - futebol
Grêmio anuncia a saída de Felipão

DO GLOBOESPORTE.COM 

Após uma reunião na manhã desta terça-feira, no CT Luiz Carvalho, o presidente Romildo Bolzan Júnior confirmou a saída do técnico Felipão do comando do Grêmio. A terceira passagem do treinador pelo clube foi abreviada por conta do início ruim no Brasileirão e após uma série de análises feitas pelo dirigente e seus pares de direção. O diretor executivo Rui Costa e o diretor de futebol Cesar Pacheco foram mantidos no cargo. 

O mandatário do clube anunciou a saída do treinador em entrevista coletiva no final da manhã desta terça-feira. A reunião que decretou o afastamento de Felipão ocorreu final durante o treinamento desta terça. Romildo e a comissão técnica conversaram na sala do departamento de futebol. Ali, ficou definida a saída do treinador. Junto com ele, deixam o Grêmio o auxiliar Flávio Murtosa e o preparador físico Darlan Schneider. O treinador da base James Freitas comanda o treino desta tarde. A direção já procura um substituto para Felipão.

- O Luiz Felipe não é mas treinador do Grêmio, junto com a sua comissão técnica. Ele pediu demissão hoje pela manhã. Entendeu que seu ciclo e sua capacidade de avançar no elenco e com o clube estavam concluídas. O Grêmio aceitou - disse Romildo.

Grêmio x Internacional Gre-Nal 405 torcida mista Arena Grêmio Felipão Luiz felipe Scolari (Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)
Felipão não é mais técnico do Grêmio
(Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

O técnico deixa o Grêmio após retornar em julho do ano passado, menos de um mês depois da derrota para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo, por 7 a 1. Com história vitoriosa no Tricolor, sai do clube sem títulos em sua terceira passagem. Felipão acumula 51 jogos, com 26 vitórias, 12 empates e 13 derrotas, um aproveitamento de 58,8%. Os Gre-Nais marcam os principais momentos de Felipão no Grêmio: perdeu o primeiro por 2 a 0 pelo Brasileirão, depois, no segundo turno da competição, aplicou uma goleada por 4 a 1 sobre o rival e quebrou um jejum de nove clássicos sem vitória. Porém, neste ano, perdeu o título do Gauchão para o Inter, a “Copa do Mundo” do Grêmio em 2015. 

A segunda-feira foi de análises internas do presidente Romildo Bolzan Júnior e seus pares políticos. As avaliações diziam respeito ao departamento de futebol, nas figuras de Felipão, do diretor executivo Rui Costa e do diretor de futebol Cesar Pacheco. Mas apenas o treinador foi atingido. As constantes manifestações de Scolari pedindo mais reforços incomodaram internamente. 

Outra mudança que ficou encaminhada nesta terça foi a escolha de um vice-presidente de futebol. Romildo ainda não anunciou o novo dirigente, mas afirmou que o nome foi debatido nas reuniões dos últimos dias. Denis Abraão e Alberto Guerra, ambos com passagens anteriores pelo clube, são cotados. 

Um dos técnicos mais vitoriosos da história do clube, Felipão chegou ao Grêmio pela primeira vez em 1987, quando foi campeão gaúcho. Retornou ao Tricolor em 1993, depois de ter conquistado a Copa do Brasil com o Criciúma em cima do próprio Grêmio. O técnico teve um início complicado na segunda vez no time gremista, mas sua permanência foi bancada pelo presidente na época Fábio Koff. O resultado da insistência deu certo: Felipão venceu a Copa do Brasil de 1994, a Libertadores de 1995 e o Brasileirão de 1996.

Na carreira, Felipão ostenta a conquista da Copa do Mundo de 2002 pela Seleção. Também esteve à frente da conquista da Copa das Confederações de 2013. Recentemente, sua trajetória foi manchada pela derrota trágica de 7 a 1 com a Seleção para a Alemanha, na semifinal do Mundial. O comandante se despediu da equipe brasileira no dia 12 de junho, após a derrota perante a Holanda, que culminou com o quarto lugar na Copa. 


;
 
 
 
eXTReMe Tracker