Página inicial
 
Mural de recados
21.08 | júnior
já pensou se não tivesse vaidade,e todos se unir-se como seria maravilhoso para ...
21.08 | MARCOS LEITE
GUSTAVO, PELO Q ACOMPANHO O FUTEBOL DOS 26 ESTADOS DO BRASIL E MAIS O DF, O ATLÉ ...
21.08 | Antonio do Salgado
Que vaidade danada desses empresarios em ser presidente do Central, porque nao a ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
17/05/2015
19h31 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A: Em partida com final dramático, Sport fica no empate com o Flamengo em 2 a 2 no Maracanã
O Sport fez uma partida acertada diante do Flamengo. Viu a vitória de perto, mas as circunstâncias tiraram o resultado do Leão. A equipe liderava o placar até que o goleiro Magrão, no final do jogo, se machucou. Com as três substituições realizadas, Diego Souza foi para o gol. Diante de uma forte pressão flamenguista, os pernambucanos não conseguiram evitar o empate em 2 a 2.

O Flamengo iniciou o jogo tentando pressionar o Sport, que não se assustou e manteve a sua proposta de jogo, já conhecida: marcar e tentar sair nos contra-ataques, aproveitando os erros do adversário. O problema é que o Leão não estava conseguindo acertar as jogadas. A equipe pernambucana não matinha a posse de bola, errando muitos passes. Mike foi o pior em campo, sem levar nenhuma jogada à frente. No meio, Diego Souza se destacava, fazendo o time jogar.

No final do primeiro tempo, numa jogada de velocidade, Élber tabelou com Diego Souza e enfiou para Joelinton, dentro da área. O atacante, que havia entrado no lugar de Samuel, machucado, errou o domíniou da bola, mas acabou derrubado por Canteros dentro da área. Pênalti. Diego Souza, que já havia marcado duas vezes, também de penalidade, na estreia, cobrou muito bem e colocou o Leão na frente. Na comemoração, apontou para o número 87 nas costas.

Na volta para o segundo tempo, as modificações no Flamengo e Sport modificaram um pouco o panorama da partida. Vanderlei Luxemburgo colocou o time mais à frente, com as entradas de Márcio Araújo e Paulinho no lugar de Jonas, um volante de contenção, e Almir, meia que não vinha rendendo. No Leão, Eduardo Baptista esperou oito minutos para tirar o inoperante Mike. Na vaga dele, escolheu colocar o volante Rodrigo Mancha.

O resultado das alterações foi que uma pressão natural do Flamengo, bem mais incisivo que no primeiro tempo. Ao Sport, restava seguir na marcação, porém, sem tanto sucesso na saída para os contra-ataques. O posicionamento de Rodrigo Mancha ficou claro, atuando um pouco mais à frente que Rithely, como um terceiro volante, encostando no ataque.

Após suportar a pressão inicial do Flamengo, o Sport acertou a marcação novamente e passou a encaixar os contra-ataques. Consciente em campo, o Leão ampliou numa grande jogada de Joelinton, que tocou de calcanhar para Élber entrar livre e tocar na saída do goleiro. Com o 2 a 0 no placar, o time carioca saiu para o abafa. Mesmo na base do desespero, num vacilo da defesa pernambucana, chegou ao gol, com Canteros.

A pressão flamenguista persistiu. Luxemburgo colocou o time todo no ataque. O Sport resistia bem. Atpe que, a dez minutos do fim do jogo, o goleiro Magrão machucou o ombro sozinho. A partida ficou paralisada para o atendimento do camisa 1, que acabou não conseguindo permanecer em campo. Como o Leão já havia feito as três substituições, Diego Souza foi para o gol. No retorno do jogo, não houve como evitar. Os cariocas conseguiram o empate, num belo chute de Ewerton. Ainda houve nova pressão para a virada, mas o 2 a 2 foi o resultado final.

FICHA DO JOGO

FLAMENGO 2

Paulo Vitor; Pará, Bressan, Wallace e Anderson Pico (Eduardo da Silva - aos 39 do 2°T); Jonas (Márcio Araújo - intervalo), Canteros, Almir (Paulinho - intervalo) e Gabriel; Ewerton e Alecssandro.

Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

SPORT 2

Magrão; Samuel Xavier (Vitor - aos 20 do 2°T), Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel, Diego Souza, Élber e Mike (Rodrigo Mancha - aos 8 do 2°T); Samuel (Joelinton - aos 34 do 1°T)

Técnico: Eduardo Baptista.

Estádio: Maracanã (Rio de Janeiro). Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA). Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Márcio Gleidson Correia Dias (PA). Gols: Diego Souza (aos 46 do 1°T), Élber (aos 23 do 2°T), Canteros (aos 28 do 2°T) e Ewerton (aos 51 do 2°T). Cartões amarelos: Jonas (aos 18 do 1°T), Canteros (aos 46 do 1°T); Matheus Ferraz (aos 29 do 1°T), Diego Souza (aos 49 do 2°T), Joelinton (aos 51 do 2°T). Público: 34.459. Renda: R$ 1.058.102,50
 
Fonte: Super Esportes. 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker