Página inicial
 
Mural de recados
28.05 | Aldery
Fala sério gente, menos de 500 pessoas no estádio é vergonhoso! Depois querem ti ...
28.05 | Manoel
O time do central é péssimo tem umas três peças e um garoto da base que entrou m ...
28.05 | Danilo
Warley, qual foi o público de Central 3x2 Coruripé? ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
22/12/2014
11h42 | esportes - Futebol
Uruguaio Diego Aguirre é o novo treinador do Internacional
CLIQUE E CONFIRA.

RADAR/LANCEPRESS!

Diego Aguirre, Vitorio Piffero e Luiz Fernando Costa (Foto: Divulgação/SC Internacional)

 

Tite, Vanderlei Luxemburgo, Abel e Mano Menezes disseram não. Clemer, técnico da base, chegou a ter o status de favorito. Mas o treinador do Internacional para 2015 é o uruguaio Diego Aguirre. O clube confirmou o acerto no fim da manhã desta segunda-feira em seu site oficial. A apresentação ocorrerá nesta terça-feira, às 17h30min, na sala de imprensa do Beira-Rio. 

Nascido em Montevidéu, o uruguaio de 49 anos é um velho conhecido. Atuou como atacante do Internacional nas temporadas 1988 e 1989, participando inclusive do Gre-Nal do século e sendo o artilheiro colorado na Libertadores de 89. Treinador desde 2001, ele estava desde 2011 no Qatar (no Al-Rayyan e, depois, no Al-Gharafa) onde ganhou quatro títulos e  foi escolhido o melhor treinador de 2012.

 

 

Com o fim do contrato no Oriente Médio, Aguirre decidiu voltar para a América do Sul e declinou de uma proposta do Peñarol, clube pelo qual, como treinador, ganhou dois uruguaios e foi vice-campeão da Libertadores. Os motivos foram o fato de o clube não disputar a Liberta e o salário (Aguirre queria cerca de R$ 300 mil mensais e o gigante uruguaio não chegou a este patamar. Aguirre também mostrou descontentamento com a diretoria do Peñarol porque ela prometera inicialmente que ele seria um técnico com status de manager, mas acabou voltando atrás. 
  
Para chegar ao nome de Aguirre, a cúpula do Internacional fez uma série de reuniões e, para receber o aval da diretoria, foi feito um relatório sobre o profissional. Só assim o presidente Vittorio Píffero liberou o vice de futebol Luiz Fernando Costa para iniciar as conversas. Depois, Píffero e Costa viajaram até Montevidéu com uma proposta e um contrato, conversaram com Aguirre e seu empresário e finalizar o negócio.

 

O curioso foi que durante a campanha eleitoral, Pífferro, que acabou de assumir, dissera que não iria contratar um treinador estrangeiro. Mas sem opção, teve de "esquecer" esta promessa.




.
 
 
 
eXTReMe Tracker