Página inicial
 
Mural de recados
18.10 | MARCOS LEITE
É VERDADE PAULO RICARDO, DIRETORIA VAI ARRUMAR A KSA, ISSO NÃO PODE SER FEITO DA ...
18.10 | Paulo R
! Antônio, amigo a nova diretoria só faz 15 dias que assumiu o club e vc pergunt ...
17.10 | Antonio do Salgado
Sim entrou uma nova diretoria conversa bonita danada, reformaram a concentraçao ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
29/10/2014
23h12 | esportes - COPA DO BRASIL
Flamengo supera o Atlético-MG e fica mais perto da final da Copa do Brasil
CLIQUE E CONFIRA.

Do Lancenet! 

 

O Flamengo conseguiu um passo muito importante para chegar à segunda final de Copa do Brasil seguida. Mais uma vez tendo o apoio da torcida no Maracanã como trunfo, o Rubro-Negro foi eficiente, conseguiu superar a eficiência de Victor e venceu o Atlético-MG por 2 a 0, nesta quarta-feira, no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. Cáceres e Chicão foram dois dos heróis da noite, mas dividem o protagonismo com Gabriel, que participou das jogadas que originaram os gols do Fla.

 

O jogo de volta é na próxima quarta-feira, dia 5 de novembro, no Mineirão. O Flamengo pode até perder por um gol de diferença que estará na decisão. Só que nem tudo está perdido para o Galo. Para quem tem memória curta, também foi por 2 a 0 que o time mineiro perdeu na ida contra o Corinthians e, mesmo assim, conseguiu passar de fase.

 



 

PRIMEIRO TEMPO

O primeiro tempo não teve gols. Culpa de quem? Um tal de Victor, que desde 2013 virou santo pelas bandas de Minas Gerais. Em jogo mata-mata, esse rapaz cresce. Foram três intervenções milagrosas na etapa inicial. A primeira delas logo com pouco mais de um minuto de bola rolando, ao defender um chute rasteiro de Eduardo da Silva. Depois disso, Everton e Jemerson, que quase fez contra, constataram a ótima forma do goleiro atleticano.

 

Victor trabalhou mais do que o "meio-xará" Paulo Victor. Mas isso não quer dizer que o Flamengo dominou o jogo amplamente. O time da casa só foi mais agudo quando teve a bola no pé, especialmente pelas laterais. O Galo, depois do susto inicial já relatado, ficou mais com a bola (53% x 47% de posse), teve a iniciativa do jogo, mas só levou perigo mesmo na reta final do primeiro tempo, quando Tardelli e Marcos Rocha inverteram papéis. O lateral aproveitou o cruzamento do camisa 9 e quase acertou o ângulo.

 

PRESSÃO E GOLS

Na etapa final, depois de alguns minutos nebulosos ofensivamente para ambos os times, o Flamengo, já com Nixon no lugar de Eduardo da Silva, conseguiu furar a barreira mineira. Foi com um toque de cabeça de Cáceres, após balão de Gabriel para a área, que a torcida rubro-negra explodiu de alegria. Victor, dessa vez, ficou parado, pedindo falta que não houve.

 

Levir Culpi então decidiu povoar mais o setor ofensivo do Galo, sacando Pierre e botando Marion. Luxemburgo fez o movimento inverso ao colocar Luiz Antônio como substituto de Everton. A coragem atleticana foi o que o Flamengo precisava para dar o golpe de misericórdia. Em uma arrancada sensacional pela esquerda, Gabriel - que já tinha sofrido a falta que originou o primeiro gol e deu o cruzamento para Cáceres -, bagunçou a zaga do Galo e só foi parado quando Josué se jogou na frente dele. Pênalti, claro. Chicão teve a tranquilidade para fazer 2 a 0 e levar a torcida às nuvens.

 

Além da eficiência ofensiva, o Flamengo mostrou que está muito bem servido de goleiro. Paulo Victor, que estava sem trabalhar, fez duas defesas espetaculares durante um abafa atleticano e ajudou a confirmar a vantagem rubro-negra para o jogo de volta. Mais uma vez o Fla mostrou a força no Maracanã, onde não perde pela Copa do Brasil há mais de dez anos. 

 

 

FLAMENGO 2 X 0 ATLÉTICO-MG
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 29/10/2014, às 22h
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Alessandro Rocha Matos (BA) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)
Cartões amarelos: Canteros, Chicão, Cáceres, Amaral (FLA); Pierre, Marcos Rocha (CAM)
Renda/Público: 40.909 pagantes
Gols: Cáceres, 16'/2ºT (1-0); Chicão, 33'/2ºT (2-0)

 

FLAMENGO: Paulo Victor, Léo Moura, Chicão, Samir e João Paulo; Cáceres, Canteros (Amaral, 18'/2ºT), Márcio Araújo, Gabriel e Everton (Luiz Antonio, 23'/2ºT); Eduardo (Nixon, 12'/2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Jemerson, Edcarlos e Douglas Santos (Alex, 26'/2ºT); Josué, Pierre (Luan, 17'/2ºT) e Dátolo; Maicosuel, Carlos (Marion, 17'/2ºT) e Tardelli. Técnico: Levir Culpi





...
 
 
 
eXTReMe Tracker