Página inicial
 
Mural de recados
29.04 | Paulo alvinegro
Gostei muito da contratação de Marcelo bonan excelente goleiro. ...
28.04 | Antonio
Esse Danilo Costa parece ser um monstro na zaga ...
28.04 | Anderson
Esse zagueiro Danilo parece ser um bom jogador para a nossa PATATIVA!!!! ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
22/07/2014
14h00 | esportes - FUTEBOL NACIONAL
Galvão Bueno volta atrás, prolonga carreira e vai narrar a Copa de 2018
Clique e Confira.
Do Lancenet! 
 
A Copa do Mundo terminou com a Alemanha campeã e, até então, sendo o útlimo jogo de Copa narrado por Galvão Bueno, que chegou a anunciar anos antes que o Mundial do Brasil seria o seu último. Mas em uma entrevista à revista Veja, o principal narrador da Rede Globo revelou que não irá se aposentar ainda:

- A vida é dinâmica. Tivemos uma mudança de gestão na Rede Globo, muito relacionada à minha área. Eu me sinto extremamente feliz hoje trabalhando. É um novo desafio. Cheguei à conclusão de que é o que eu gosto de fazer, o que sei fazer, é onde eu realmente me realizo. Enquanto me sentir bem, com saúde e em condições de fazer o trabalho, e a Globo entender que eu sou importante nesse trabalho, vou ficar. Tenho contrato até depois da Copa de 2018. Voltei atrás, sim - revelou Galvão.

Durante a entrevista, falou bastante sobre o seu desempenho durante o Mundial e também aproveitou para dar sua opinião sobre a Seleção Brasileira:

- Tivemos, todo mundo sabe, uma série de problemas na gestão do Ricardo Teixeira, que foi excessivamente longa e deixou sombras que o obrigaram a renunciar. Mas foi uma gestão com várias conquistas esportivas. Seria muito melhor que elas tivessem acontecido sem as sombras. Está respondido? Não tenho poder de decisão sobre a CBF, mas gostaria, sim, que ela se modernizasse e se modificasse - afirmou.

Feita antes de Gilmar Rinaldi ser anunciado como novo gestor e Dunga como técnico, Galvão falou de possíveis nomes que acharia apropriado aos cargos que estavam vagos até então:

- Cito alguns nomes agora, mas apenas como detentores de certas características, como o perfil adequado para o momento. Como técnico, você tem o Tite, o Muricy, o Abel Braga, o Luxemburgo, grandes nomes do Brasil. 

- Deve existir um gestor, um sujeito com experiência e conhecimento do futebol internacional, que saiba como se trabalha na França, na Itália, na Espanha, no Brasil. É alguém para se preocupar menos com o dia a dia e mais com os caminhos a ser seguidos. Na minha opinião, ninguém está mais bem preparado neste momento para assumir essa tarefa do que o (ex-jogador) Leonardo. É um sujeito que fala cinco idiomas, foi campeão na França e na Itália e tem formação de técnico e gestor - Leonardo, que chegou a conversar com a CBF antes da escolha de Rinaldi para o cargo.

Na entrevista, ele ainda diz que o vexame sofrido pelo Brasil para a Alemanha e a perda do hexa em casa não abalam a mística do país do futebol. Além disso ele não acha que pode ser acusado de elogiar demais a Seleção, o Felipão ou o Neymar. 

- As pessoas esquecem que estou lá para animar o espetáculo. Sou um vendedor de emoções - disse o narrador à Veja.



...
 
 
 
eXTReMe Tracker